Saiba qual é o melhor investimento para o 13º salário

Qual o melhor investimento para o 13º salário? Apesar dos gastos elevados de fim do ano, esse dinheiro extra pode ser utilizado para construir patrimônio.

Júlia Ennes
Júlia Ennes

Quem trabalha com carteira assinada deve receber o décimo terceiro salário agora no final do ano. Além de quitar dívidas, o benefício também pode ser usado para investimentos.  

O benefício pode ser pago em duas parcelas. A primeira, sem qualquer desconto, deve ter caído até o dia 30 de novembro (a menos que o trabalhador tenha decidido antecipar o pagamento ao tirar férias). Já a segunda, com o desconto do Imposto de Renda (IR), cai até o dia 20 de dezembro. Caso o empregador opte pelo pagamento em parcela única, ela deverá ocorrer até 30 de novembro.

Continua após a publicidade

Em geral, há um aumento nos gastos em dezembro por conta das despesas de final de ano. No entanto, esse pode ser um bom momento para quem quer começar a investir. 

Pensando nisso, o iDinheiro conversou com especialistas em educação financeira para saber qual o melhor investimento para o 13º salário. Confira a seguir.

Continua após a publicidade

Melhor investimento para o 13º salário: primeiro passo é quitar dívidas

Investir usando o 13º salário pode ser uma boa opção para quem não tem pendências, como dívidas a pagar.  

Para a educadora financeira e especialista em investimentos do iDinheiro, Melissa Nunes, investir é uma forma de reservar dinheiro para o futuro, para fazer uma viagem, comprar algo desejado ou apenas guardar para os gastos de início de ano. “Isso ajuda a aliviar o orçamento futuro e dá mais tranquilidade”, afirma.

Mas caso tenha dívidas, o primeiro passo é quitá-las antes de começar a investir. Isso porque os juros cobrados pelas instituições financeiras costumam ser mais elevados do que o obtido com o rendimento da maioria das aplicações.

Quem não tem dívidas pode começar a investir montando uma reserva de emergência, que é um capital investido em aplicações com maior segurança e liquidez para cobrir eventuais gastos. Quem não tem uma, pode usar o dinheiro do 13º para isso.

Continua após a publicidade

Leia também: Como usar o 13º salário com mais eficiência?

Melhores alternativas de investimento dependem do perfil de cada um

Para quem já tem uma reserva de emergência, as melhores alternativas de investimento também dependerão do perfil de cada um. Segundo a especialista consultada, a escolha mais adequada é aquela que está de acordo com o objetivo financeiro do investidor e no prazo desejado.

Nunes explica que para compor uma reserva de emergência ou metas de até 6 meses, por exemplo, o ideal é escolher títulos de liquidez diária, ou seja, que podem ser resgatados a qualquer momento, como Tesouro Selic e CDBs

Já para metas mais longas, é possível encontrar CDBs e LCIs com diferentes prazos e rentabilidades, fundos de investimento e o Tesouro Prefixado.

Além disso, investidores com um perfil mais conservador e moderado podem optar por investir em ativos de renda fixa, como CDBs e títulos do Tesouro Direto. Eles oferecem segurança, liquidez e possuem custos baixos, muitas vezes sem qualquer taxa da parte do banco ou corretora.

Continua após a publicidade

Aqueles com um perfil mais arrojado podem investir em ativos de renda variável, como ações, fundos de ações ou multimercados. Tais aplicações oferecem maior potencial de retorno, embora a contrapartida seja um risco maior e custos como taxas de administração.

Melissa Nunes ressalta que é importante sempre ter um objetivo para o dinheiro investido, porque isso serve de guia na hora de escolher o tipo de investimento, nível de risco, prazo e rentabilidade. “Além disso, é importante estudar um pouco antes de investir, para nunca colocar seu capital em algo que não conhece, pois isso aumenta muito as chances de dar errado”, aconselha.

[BÔNUS] Veja um exemplo prático de investimento usando o 13º salário

Confira a seguir uma simulação de retorno de investimento, feita por Rodrigo Beresca, analista de soluções financeiras da Ativa Investimentos. A tabela considera uma aplicação de décimo terceiro no valor de R$ 3 mil reais.

Taxa Selic: 7,75%

TR: 0,0%

Aplicação: R$ 3.000,00

em 12 mesesem 1 mês
RentabilidadeRetornoRentabilidadeRetorno
Poupança5,42%R$162,750,44%R$ 13,24
Tesouro Selic7,75%R$ 232,500,62%R$ 18,72
CDB 120% CDI9,30%R$ 279,000,77%R$ 22,31
LCI/LCA a 100% do CDI9,69%*R$290,630,77%R$ 23,21

* Taxa equivalente a um CDB que possui cobrança de IR

Para saber o quanto vai receber, visite nossa calculadora de 13º salário e se planeje de antemão para seus investimentos.

Quer continuar acompanhando notícias que impactam o seu bolso? Assine a newsletter do iDinheiro e se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades!

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.