Após seis altas, Petrobras aplica redução no preço da gasolina pela primeira vez em 2021

A Petrobras irá efetivar uma redução no preço da gasolina nas refinarias a partir do […]

Cristina Boscolo
Cristina Boscolo

A Petrobras irá efetivar uma redução no preço da gasolina nas refinarias a partir do próximo sábado, 20. A informação foi dada pela companhia nesta sexta-feira, 19, e vai na contramão do ocorrido nos últimos meses. Só este ano, o preço do combustível subiu seis vezes.

Com a alteração, o preço médio de venda da gasolina será de R$ 2,69 por litro – o que representa uma queda de 5,28% sobre o valor anterior, que era de R$ 2,83. Dessa vez, a mudança não atingirá o preço do diesel, que permanece R$ 2,86 por litro.

Continua após a publicidade

No acumulado do ano, desde que as mudanças começaram em janeiro, a gasolina teve uma alta de 46,19% e o diesel de 41,6%. Antes disso, os valores desses combustíveis eram de R$ 1,84 e R$ 2,02, respectivamente.

Redução deve diminuir velocidade de alta no preço da gasolina, mas não o valor na bomba

Embora a notícia pareça positiva, o reajuste anunciado nesta sexta-feira pela Petrobras pode não impactar no valor da bomba por enquanto, de acordo com o economista-chefe da Ativa Investimentos, Étore Sanchez. 

“Dos 5% de reajuste negativo que nós tivemos, apenas um terço pode chegar às bombas. Entretanto, ainda existe um passivo do volume de elevações que não chegou ao consumidor. Isso significa que, apesar da queda de hoje ser relativamente expressiva, a alta que deve chegar às bombas é maior do que a baixa apresentada. Ou seja: veremos uma alta não tão representativa com o reajuste de hoje – o que vai apenas reduzir o montante altista no valor na bomba”, afirmou.

Aumento de preço levou à troca de comando da Petrobras

Os sucessivos aumentos nos preços da gasolina e do diesel desde janeiro levaram o presidente Jair Bolsonaro a trocar o comando da estatal, indicando o general Joaquim Silva e Luna para substituir Roberto Castello Branco. 

Apesar disso, o atual presidente da Petrobras continua no cargo por enquanto. A nomeação do general ainda está em análise, prevista para no dia 12 de abril, quando haverá uma assembleia de acionistas da Petrobras.

Ainda que sem efetivação, a mera possibilidade de troca abalou as ações da empresa – que chegou a perder R$ 75 bilhões em um único dia em valor de mercado.

Quer ficar por dentro das últimas notícias em economia? Então, assine a newsletter do iDinheiro!

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.