Em janeiro, preço médio do aluguel de imóveis fica abaixo da inflação

Embora o preço médio do aluguel de imóveis tenha subido 0,21%, houve uma desaceleração em relação à alta de dezembro, segundo o FipeZap.

LilianCH
Lilian Calmon

Em janeiro, o preço médio do aluguel de imóveis ficou abaixo da inflação registrada no período, tanto pelo IPCA (0,25%) quanto pelo IGP-M (2,58%). Embora tenha subido 0,21%, isso representou uma desaceleração em relação à alta de dezembro (0,43%), segundo o Índice FipeZap.

Para ter uma ideia, o índice teve alta de 2,31% nos últimos 12 meses. No entanto, comparativamente, a variação foi inferior à inflação do IPCA (4,56%) e do IGP-M(25,71%).

Continua após a publicidade

Preço médio do aluguel de imóveis: veja as capitais que registraram aumento

As capitais monitoradas pelo FipeZap que registraram aumento do preço médio do aluguel de imóveis em janeiro são:

  • Salvador (1,18%); 
  • Recife (0,88%); 
  • Florianópolis (0,87%);
  • Curitiba (0,82%);
  • Rio de Janeiro (0,74%). 

Já as que apresentaram recuos nesse mesmo período são:

  • Porto Alegre (-0,56%); 
  • Fortaleza (-0,36%); 
  • Goiânia (-0,31%);
  • São Paulo (-0,29%); 
  • Brasília (-0,15%).

Na análise das 25 cidades monitoradas, o preço médio da locação encerrou janeiro em R$ 30,60/m². 

Entre as 11 capitais pesquisadas, São Paulo se manteve como a capital com o preço médio mais elevado (R$ 40,01/m²), seguida pelos valores médios registrados em Brasília (R$ 32,28/m²), Recife (R$ 31,94/m²) e Rio de Janeiro (R$ 31,11/m²). 

Já entre as capitais com menor valor de locação residencial, os destaques são Fortaleza (R$ 17,31/m²), Goiânia (R$ 18,76/m²), Curitiba (R$ 20,93/m²) e Belo Horizonte (R$ 23,69/m²).

Saiba mais sobre o Índice FipeZap

O índice FipeZap acompanha os preços médios de venda e locação de imóveis residenciais e comerciais e é calculado pela pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) com base em anúncios de imóveis (apartamentos prontos, salas e conjuntos comerciais de até 200 m²) publicados no ZAP Imóveis e em outros portais da internet.

Ele é diferente do IGP-M, índice medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), que inclui os preços no atacado e não tem relação direta com o mercado imobiliário. 

Como o IGP-M é muito influenciado pelo dólar, o índice acabou se descolando da dinâmica do mercado em 2020. Como resultado, muitos contratos acabaram não o utilizando para reajuste.

Confira a variação do aluguel no mês de janeiro nas principais cidades:

CidadeVariação em janeiroVariação nos últimos 12 mesesPreço médio
IGP-M2,5825,71
Salvador1,185,6324,39
Recife0,884,8431,94
Florianópolis0,871,0526,86
Curitiba0,82-0,7520,93
Rio de Janeiro0,741,2631,11
Belo Horizonte0,566,5723,69
IPCA0,254,56
Índice FipeZap0,212,3130,6
Brasília-0,154,2332,28
São Paulo-0,290,5340,01
Goiânia-0,316,8618,76
Fortaleza-0,36-0,1717,31
Porto Alegre-0,560,3124,73

Aproveite e leia também: “Vale a pena vender imóvel agora, apesar da pandemia? Entenda como está o mercado”.

Quer acompanhar as notícias sobre o preço médio do aluguel de imóveis? Então, assine a newsletter do iDinheiro.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.