Preço médio do diesel e da gasolina cai a partir deste sábado; veja novos valores

O valor do litro da gasolina cai, aproximadamente, R$ 0,05. Enquanto isso, o preço do diesel desce R$ 0,06. Entenda melhor os novos valores

Cindy Damasceno
Cindy Damasceno

Mais uma alteração no preço dos combustíveis: a Petrobras reduzirá, a partir deste sábado, 1°, o preço da gasolina e do diesel nas refinarias. Com isso, o valor da gasolina cai de R$ 2,59 por litro, uma queda de 5 centavos. Em paralelo, o diesel tem uma queda ligeiramente maior: a partir de amanhã, o litro do combustível deve sair a R$ 2,71, 6 centavos do que o preço vigente. A petrolífera comunicou a alteração na manhã desta sexta, 30. 

É a primeira ação da nova gestão da estatal, agora encabeçada pelo General Joaquim Silva e Luna, indicado por Jair Bolsonaro (Sem partido). Anteriormente, a chefia da empresa era de Roberto Castello Branco — que saiu do posto após descontentamentos do presidente da república com a política de preços de combustíveis. 

Continua após a publicidade

Além da gasolina: preço do diesel permanece como pauta de caminhoneiros

Também na manhã desta sexta, caminhoneiros encaminharam ofício para o Ministro da Economia, Paulo Guedes, e à presidência da República. A carta, assinada pela Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), pede extensão da isenção do PIS/Cofins sobre o diesel. As informações são do Estadão

As alíquotas federais sobre o combustível foram zeradas em março, através do decreto 10.638/21. Como a medida tem duração de dois meses, a retirada dos impostos federais só vale até hoje. Ainda não há informações sobre a manutenção do benefício. 

As movimentações sobre o preço do diesel têm causa: com a alta dos combustíveis, caminhoneiros já sinalizaram possível estrado grevista. Para evitar o embate, a gestão federal tenta reduzir os impactos na categoria. Além da isenção do PIS/Cofins, o Governo articula uma alteração no preço de referência para a cobrança do ICMS sobre o combustível. O imposto, cobrando pela gestão regional, é uma das principais fontes de receita dos Estados.  

Quer continuar acompanhando as notícias como essa? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.