Preço dos aluguéis em 2020 tem alta de 2,48%, segundo FipeZap

O preço dos aluguéis em 2020 registrou um crescimento abaixo do esperado. Isso porque os contratos se desvincularam do IGP-M. Entenda!

Fabiola Thibes
Fabíola Thibes

O preço médio dos aluguéis em 2020 apresentou um crescimento de 2,48%. O dado foi divulgado pelo índice FipeZap nesta terça-feira, 19. Essa variação ficou longe do registrado no IPCA e no IGP-M.

O IPCA mede a inflação oficial do Brasil. A variação no ano foi de 4,52%. Por outro lado, o IGP-M serve como base para o reajuste dos aluguéis. A alta em 2020 foi de 23,14%.

Continua após a publicidade

A diferença entre os indicadores ocorreu devido à pandemia. Como o IGP-M apresentou forte elevação em 2020, os contratos de aluguéis foram negociados diretamente com os proprietários.

Apesar de servir para o reajuste do preço dos aluguéis, o IGP-M não está relacionado ao mercado imobiliário. Um dos motivos é a inclusão de preços do atacado.

Continua após a publicidade

Por isso, o índice FipeZap traz uma visão mais real sobre esse segmento. Além disso, em 2020, o IGP-M se descolou do mercado por ter sofrido muita influência da alta do dólar.

Com a desvalorização significativa do real, o indicador de reajuste dos aluguéis teve um crescimento bastante elevado, que não foi utilizado no reajuste do preço dos aluguéis.

A ideia foi manter o imóvel ocupado e com o pagamento em dia, mas por um valor pouco maior depois de sofrer reajuste. Ao mesmo tempo, a medida beneficiou quem é locatário, já que muitos tiveram sua renda reduzida ou perderam o emprego.

Resultado do preço dos aluguéis em 2020 por capitais

A única capital que registrou desvalorização no preço dos aluguéis em 2020 foi Curitiba, com queda de 0,37%. O restante teve alta. Os resultados das outras 11 capitais monitoradas foram:

Continua após a publicidade

  • Goiânia: 8,87%;
  • Belo Horizonte: 6,24%;
  • Recife: 5%;
  • Salvador: 4,96%;
  • Brasília: 4,91%;
  • Porto Alegre: 1,27%;
  • São Paulo: 1,14%;
  • Florianópolis: 0,82%;
  • Rio de Janeiro: 0,7%;
  • Fortaleza: 0,26%.

Considerando apenas o mês de dezembro, o crescimento mensal ficou em 0,43%. Em novembro, havia ficado estável, com alta de 0,03%.

Nessa comparação mensal, a variação do preço dos aluguéis em 2020 também ficou abaixo do IPCA (1,35%) e do IGP-M (0,96%).

Preço dos aluguéis em 2020 por metro quadrado

O FipeZap avalia 25 cidades e chegou a uma média de R$ 30,46/m². Dessa forma, os mais elevados preços médios por capital foram:

  • São Paulo: R$ 40,06/m²;
  • Brasília: R$ 32,16/m²;
  • Recife: R$ 31,50/m²;
  • Rio de Janeiro: R$ 30,74/m².

Além disso, os menores valores residenciais ficaram para as seguintes capitais:

  • Fortaleza: R$ 17,37/m²;
  • Goiânia: R$ 18,46/m²;
  • Curitiba: R$ 20,77/m²;
  • Belo Horizonte: R$ 23,54/m².

Rentabilidade do mercado

Para quem investe no segmento imobiliário, o índice FipeZap também traz indicações dos melhores lugares para aplicar o dinheiro.

Continua após a publicidade

Em 2020, a capital mais indicada foi Recife. A remuneração média chegou a 0,5% ao mês. Em seguida, vêm as seguintes cidades:

  • Salvador: 0,44% ao mês;
  • São Paulo: 0,43% ao mês;
  • Porto Alegre: 0,41% ao mês.

Por outro lado, as duas capitais com menor rentabilidade foram Fortaleza, com 0,29% ao mês, e Rio de Janeiro, com 0,32% ao mês. Por fim, considerando todas as 11 capitais analisadas, o FipeZap chegou a uma média de 0,39% ao mês.

Se você achou interessante entender melhor como o reajuste dos aluguéis funciona, assine a newsletter do iDinheiro. Assim, você receberá as atualizações sobre esse e outros indicadores.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.