Preço do gás de cozinha pode chegar a R$ 200 em 2021

O preço do gás de cozinha pode sofrer aumentos drásticos por conta da alta valorização da matéria prima. Associação pede o congelamento do valor em 2021.

Karina Carneiro
Karina Carneiro

O preço do gás de cozinha pode sofrer aumentos significativos em 2021. De acordo com especialistas, ele pode chegar a custar até R$ 200.

Segundo o presidente da Associação Brasileira dos Revendedores de Gás Liquefeito do Petróleo (Asmirg), Alexandre Borjaili, o preço do gás de cozinha precisa deixar de ter aumentos significativos.

Continua após a publicidade

“Se persistirem esses aumentos consecutivos, sem limites, a previsão é de que o gás de cozinha chegue logo a R$ 150. Vai ser um pulo. Já para chegar a R$ 200, depende dessa política de preços”, estima.

Entenda sobre o aumento do preço do gás de cozinha

As críticas do presidente da Asmirg ao preço do gás de cozinha foram feitas após o produto sofrer mais um reajuste.

Continua após a publicidade

O Gás Liquefeito do Petróleo (GLP) acumulou alta de 21,9% ou R$ 6,08 por botijão durante 2020, contando apenas o preço repassado às distribuidoras pela Petrobrás. 

O último reajuste havia acontecido no início de dezembro, subindo o produto para o patamar de R$ 70 a R$ 80, dependendo do estado brasileiro.

“Os ministros de Minas e Energia e da Economia prometeram publicamente que o preço do gás iria cair até 40% ou 50%, mas, desde então, o valor só sobe – e não há qualquer previsão de redução”, lembra Borjaili.

Sugestão é o congelamento do valor no curto prazo

De acordo com Borjaili, o preço do gás de cozinha precisa parar de sofrer reajustes consecutivos para não prejudicar a população, principalmente o público de baixa renda. 

“Nós vendemos em média 35 milhões de botijões de gás todo mês. O país tem 15 milhões das famílias no Bolsa Família que vivem com uma renda per capita de até R$ 87. Então, nem gás podem comprar. Não é a classe A que precisa do gás de cozinha. Quem precisa é quem tem que fazer arroz, feijão, mingau todos os dias”.

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações Push para receber informações sobre o universo financeiro.

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

13 comentários

  1. Vitor

    Então até 2016 era ótimo trabalhar com Gás mudamos a presidência só tem roubos cada ano subia duas vez o gás hj sobe duas vez ao mês depende do povo se quiser ter preço baixo é só derrubar esse presidente

  2. Também fica fazendo propaganda com esse preço daqui a pouco vai tá mesmo.nem sabe se vai ser esse preço e já tá cravando ele isso é especulação.

  3. Ricardo

    Tudo isso sobre o valor do gás de cozinha é muito triste porque existe país que precisa comprar de tudo e os preços por lá não é como o Brasil
    Que produz de tudo .

  4. Continua após a publicidade

  5. NATALINO CAMARGO

    O nosso objetivo é trabalhar pra encher o bolso de políticos e o nosso bolso esvaziando porque não trabalhamos pra nós o gás vai a 200 reais e o arroz o feijão o arroz 32 reais o feijão 9 reais eu ganho 1257 pago aluguel água comida tenho 3 filhos pequenos e ai meus amigos tô ferrado.

  6. ailton pereira

    Enquanto o povo continuar com a ideia patética de que nada muda,ou deixar os mesmos; realmente nunca vai ter mudança.passa o tempo e o povo continua votando errado.como disse nosso ex.presidente FERNANDO COLLOR DE MELLO:”vou me candidatar e vou ganhar; seja qualquer o cargo.o povo é burro, não vão nem lembrar do ipechemam.a história fala por si”

  7. Dorvalino

    Aqui no no Brasil não tem sua própria matéria prima! É claro que tem e não sei porque que essas cambada de Autoridades irresponsáveis estão com essa ideia, é mais isso é porque o Bolsonaro está tirando a chupeta deles por isso não está mais achando o que meter a mão agora estão atropelando os mais pobres sem dó, é prá acabar com nós mesmo em!

  8. Sérgio Oliveira

    É parar de conzinhar no gás e conzinhar com carvão, deixar o gás apenas pra fazer um café de manhã , quando 200 milhões de habitantes ficar seis meses ou ano com uma botija de gás , rapidamente os nossos governantes põe um valor justo, tudo aumenta,menos a merda do salário mínimo é revoltante os que os governantes fazem com a população brasileira, o certo todo cidadão brasileiro ganhar apenas um salário mínimo,aí eu queria vê se eles num entenderia a situação do pai de família sustentar uma família com 1100$ por mês, gás carerrimos, energia , água, carne , supermercado nem se fala , tamo vivendo igual porco só vive pra comida e nada mais…

  9. Edson.

    E pra vc vê e o salário 20 reais de alimento, como que a pessoa vive, lamentável e eles enchendo as contas secretas em outra países. Só por deus

  10. Tobias Gomes

    Sério mesmo que a solução é congelar preço??? Vc não lembra da época da inflamação?

  11. Claudemir Rosa

    Isso é uma pouca vergonha para um País igual ao Brasil. Praticamente toda riqueza que existe, é extraído do local.

  12. Alessandro

    E verdadeo catador de sucata o servente que ganha salário mínimo não dá conta de pagar um gás de r$ 200 é o final do mundo então

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.