PIX parcelado vale a pena? Entenda como funciona e veja dicas para para não se endividar

Especialistas apontam os cuidados necessários ao parcelar o PIX. Funcionalidade oficial de parcelamento, o PIX garantido, ainda não foi lançado pelo BC.

rafela
Rafaela Souza

O PIX, sistema instantâneo de pagamentos do Banco Central, tem sido cada vez mais utilizado por pessoas físicas e jurídicas no Brasil. Segundo uma pesquisa realizada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o PIX conta com a aprovação de 85% dos brasileiros.

Além disso, de acordo com dados do BC, no quarto trimestre de 2021, o PIX chegou a representar 20,61% da quantidade total de transações realizadas no país.

Continua após a publicidade

Atualmente, o PIX conta com funcionalidades como PIX Saque e PIX Troco. No entanto, alguns bancos também oferecem o “PIX parcelado”, uma modalidade que permite que o consumidor faça o parcelamento do valor do PIX.

Pensando nisso, o iDinheiro conversou com especialistas para entender como essa nova modalidade funciona e quais são os cuidados necessários ao utilizar o PIX parcelado.

Continua após a publicidade

Entenda o PIX parcelado

O PIX parcelado é similar ao parcelamento do cartão de crédito: O consumidor realiza uma compra e efetua o pagamento através do PIX, selecionando o número e o valor das parcelas no aplicativo de sua instituição bancária. Dessa forma, o lojista receberá o valor integral da compra, como se fosse um PIX “tradicional”, ou seja, sem parcelamento.

A mentora financeira Silvia Machado explica que essa modalidade ainda não foi lançada pelo Banco Central: “O BC vai chamar o PIX parcelado de PIX garantido. No entanto, como o Banco Central não pode impedir uma instituição financeira de criar e lançar um produto, alguns bancos passaram a oferecer essa nova modalidade chamada PIX parcelado.”.

Segundo Silvia, a taxa de juros do PIX parcelado é menor do que a do cheque especial e do que a do cartão de crédito rotativo. “É mais barato porque não tem o intermediário, ou seja, a bandeira do cartão, e o banco está economizando nesse intermediário. Por outro lado, acaba sendo uma linha de crédito como qualquer outra e as taxas são mais baixas.”

A mentora financeira também destaca que o PIX garantido ainda está em estudo pelo BC e não há previsão para lançamento da nova funcionalidade.

Continua após a publicidade

PIX parcelado vale a pena?

Carlos Neto, CEO da Matera, empresa de desenvolvimento de tecnologia para serviços financeiros, fintechs e gestão de riscos, ressalta que o PIX parcelado pode ser uma boa opção para as pessoas que não possuem um cartão de crédito, por exemplo.

Além disso, o PIX também pode ser vantajoso quando há algum desconto no pagamento à vista. “No caso de um produto que custa R$ 1 mil, por exemplo, o consumidor poderia parcelar em 10 vezes no cartão, com parcelas de R$ 100. Mas se ele recebe um desconto para o pagamento via PIX e o produto passa a custar R$ 850, a parcela pode ficar com um valor menor do que a parcela do cartão.”, explica o CEO.

Segundo os dois especialistas ouvidos pelo iDinheiro, para entender se vale a pena parcelar ou não o PIX, é essencial que o consumidor avalie e compare o valor que será pago com as parcelas do PIX e em outros meios de pagamento, como um crédito pessoal, por exemplo.

Cuidados necessários ao parcelar o PIX

1. PIX parcelado x Cartão de crédito

Se o consumidor pode realizar a compra no cartão de crédito, é necessário verificar as taxas dos dois parcelamentos para escolher qual será a melhor opção de pagamento.

Continua após a publicidade

“Mesmo no caso de uma compra parcelada no cartão em 10 vezes sem juros, por exemplo, tem juros embutido no valor do produto. Então, se houver um desconto no pagamento por PIX, pode ser mais vantajoso pagar os juros do PIX parcelado do que os juros do cartão de crédito.“, explica Carlos.

2. Golpes

O PIX é muito utilizado por criminosos para a aplicação de diversos golpes. Com o PIX parcelado, o consumidor deve ficar ainda mais atento, para não ter que pagar o parcelamento de uma transferência feito para uma de fraude.

3. Atenção ao orçamento financeiro

A mentora Silvia alerta que os consumidores devem observar o próprio orçamento financeiro ao utilizar o PIX parcelado. Isso porque as parcelas do PIX serão debitadas diretamente da conta do consumidor e se não houver saldo suficiente, ele entrará em cheque especial automaticamente.

A especialista também avalia que, se possível, o consumidor deve evitar usar o PIX parcelado para bens de consumo do dia a dia, porque pode virar um hábito e aumentar as chances do consumidor se endividar.

Leia também: Endividamento bate recorde em março: Especialistas explicam os riscos de deixar de pagar uma dívida.

Quer continuar acompanhando as notícias que impactam o seu bolso? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.