PIB da China deverá ultrapassar o dos EUA em 2028

O PIB da China é um dos poucos a crescer em 2020. A pandemia fortaleceu os resultados da economia, que será a maior em 2028. Entenda.

Fabiola Thibes
Fabíola Thibes

A consultoria britânica Centre for Economics and Business Resarch (CEBR) divulgou que o PIB da China deverá ser maior do que o dos Estados Unidos em 2028. O dado foi divulgado no estudo World Economic League Table.

O motivo para esse resultado é o crescimento econômico chinês. As previsões da CEBR destacam que a alta anual deve ficar em aproximadamente 5,7% até 2025.

Continua após a publicidade

Depois disso, deverá ter um aumento de 4,5% ao ano entre 2026 e 2030. Entre 2031 e 2035, a elevação anual da economia do país deverá ficar em 3,9%.

Análise da CEBR sobre o PIB da China

O levantamento sobre a economia global é publicado todos os anos, desde 2009. Em 2019, a projeção era de que a China só ultrapassaria os Estados Unidos em 2033.

Continua após a publicidade

Agora, a expectativa reduziu em cinco anos. Esse dado surpreendeu, já que a projeção da CEBR e de outras consultorias era de que a China chegaria a esse patamar somente na próxima década.

A pandemia da Covid-19 mudou esse cenário. Segundo o relatório, “a medida que praticamente todos os países foram afetados pela pandemia, um de seus impactos foi redistribuir o momentum econômico entre os países, com a Ásia se saindo melhor”.

Ao mesmo tempo, o estudo confirmou a projeção esperada desde o começo da crise sanitária: o PIB da China como o maior do mundo.

A expectativa já existia, porque o crescimento chinês é meteórico nos últimos anos. Mesmo com a guerra comercial contra os Estados Unidos, houve uma alta significativa. Os motivos para esse resultado são o crescimento de:

Continua após a publicidade

  • mercado interno;
  • exportações;
  • industrialização, com destaque para as empresas de tecnologia;
  • resultados educacionais.

Resultados do PIB da China

Em 2005, a China era a quinta maior economia mundial. Cinco anos depois, chegou ao segundo lugar — e se manteve nesse patamar desde então.

Por enquanto, o principal PIB do mundo é o dos Estados Unidos. O país conquistou a liderança ainda na década de 1920.

Nesse momento, a China implanta um novo Plano Quinquenal. Ele vai de 2021 a 2025 e tem como objetivo garantir o complemento entre mercados interno e externo.

No documento, já está prevista a manutenção da guerra comercial com os Estados Unidos. Ademais, ele destaca a possibilidade de o mercado consumidor externo demorar para se recuperar.

Continua após a publicidade

Em outras palavras, o país está preparado para os desafios que devem surgir à sua frente. Atualmente, a China é o país mais populoso do mundo, com 1,44 bilhão de habitantes.

Essa população representa mais de 18% da população mundial. Portanto, o consumo interno já é significativo.

Além disso, nos últimos anos, o país também aumentou a influência entre os vizinhos asiáticos e passou a exportar mais para o Ocidente.

Desenvolvimento da economia chinesa

A CEBR destaca que a China deve ser uma economia desenvolvida em 2023. Esse prazo também está antes do previsto.

Continua após a publicidade

Segundo o Banco Mundial, os países com a chamada high income economy são aqueles com PIB per capita de 12.536 dólares, de acordo com os dados de 2019.

Portanto, a partir do momento que o PIB da China chegar a esse patamar, será considerado um país de primeiro mundo.

Dessa forma, em 2020 o país asiático deverá ser um dos 25 com saldo positivo na economia. Para o Fundo Monetário Internacional (FMI), o crescimento deverá ser de 1,9% neste ano.

Enquanto isso, os Estados Unidos deverão enfrentar uma recessão de 4,3%, conforme projeções do FMI.

Quer saber mais sobre a economia mundial? Então, assine a newsletter do iDinheiro e ative as notificações Push.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.