Pente-fino do INSS começa em agosto; saiba como se preparar

A partir de agosto, um novo grupo de beneficiários do auxílio-doença entrará no pente-fino do INSS. Veja o que fazer para se preparar.

Isabella Proença
Isabella Proença

A partir de agosto, um novo grupo de beneficiários do auxílio-doença entrará no pente-fino do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Quem recebe o benefício deve ter atenção para não cometer deslizes que comprometam a continuidade dos pagamentos.

Com informações da Folha de S. Paulo.

Entenda o pente-fino do INSS

A convocação para a perícia médica acontecerá principalmente via cartas comuns enviadas para os endereços dos 170 mil beneficiários inclusos na revisão, porém também poderá ocorrer de outras maneiras, sendo por avisos da rede bancária, por exemplo.

Continua após a publicidade

A Secretaria da Previdência do Ministério da Economia comunicou que o início do envio das correspondências seria na segunda semana de julho, o que significa que alguns dos avisos já podem ter chegado aos destinatários e outros estão a caminho.

Beneficiários que mudaram de endereço e não informaram ao órgão podem não receber o comunicado. Vale ressaltar que quem não responde à convocação pode ter os pagamentos suspensos e corre o risco de perder o benefício. Por isso, é importante manter o cadastro sempre atualizado por meio do telefone 135 ou do portal Meu INSS.

Continua após a publicidade

Aqueles que estão afastados do trabalho por incapacidade temporária devido a doença ou acidente devem reunir documentos que comprovem o tratamento como receitas médicas, exames e, sobretudo, relatórios médicos recentes, pois essas documentações serão analisadas na perícia.

Ao receber a convocação, será preciso agendar o exame em até 30 dias e ir até à agência onde a perícia será realizada na data e horário marcados.

O resultado fica disponível no Meu INSS a partir das 21h do dia do exame. Ao realizar a consulta, é possível verificar a informação da análise feita pelo período na área “Laudos Médicos”, que fornece informações úteis caso o segurado necessite recorrer de uma decisão contrária.

Como se preparar para a perícia médica do INSS?

Atualize seu cadastro

O principal risco é o beneficiário não ser localizado pelo INSS e, com isso, não ter a chance de ser reavaliado. Dessa forma, é essencial manter seus dados de contato atualizados. Veja como fazer:

Continua após a publicidade

  1. Acesse o site gov.br/meuinss ou utilize o aplicativo Meu INSS (Google Play | App Store);
  2. Faça login com o número do seu CPF e senha (se não tiver, cadastre);
  3. Clique em “Meu Cadastro” na parte superior da tela;
  4. Confira se seu telefone, e-mail e endereço estão corretos;
  5. Caso seja necessário, clique em “Editar dados de contato” e realize as atualizações.

Convocação

O INSS envia cartas para o endereço disponibilizado pelo beneficiário no cadastro, porém a convocação também pode ocorrer por meio de aviso no caixa eletrônico do banco onde o benefício é recebido. Meios eletrônicos, como o e-mail, também podem ser uma forma de contato.

Prazo para agendamento

Depois de receber a notificação do INSS, é necessário marcar a perícia em até 30 dias. Após o fim do prazo, o órgão poderá suspender os pagamentos

Como fazer o agendamento?

Quem recebe a convocação deve ligar para o telefone 135 ou acessar o Meu INSS para agendar a perícia. Pelo Meu INSS é preciso informar a senha cadastrada e escolher a opção “Agendar Perícia”. Já pela Central 135, o atendimento é feito de segunda a sábado, das 7h às 22h.

Documentação necessária

Além do número do CPF, é preciso ter em mãos os seguintes documentos durante a perícia:

  • Documento original de identificação com foto (RG, CNH ou CTPS);
  • Documentos médicos originais do beneficiário (exames, laudos e/ou receitas);
  • Procuração ou termo de representação legal (tutela, curatela, termo de guarda), se for o caso;
  • O procurador ou representante legal, se for o caso, também deve levar documento de identificação com foto (RG, CNH ou CTPS) e CPF.

Resultado da perícia

O segurado saberá o resultado do exame após as 21h do mesmo dia, pelo Meu INSS ou ligando para o 135.

Continua após a publicidade

Acerto pós-perícia

Caso consulte o Meu INSS e não consiga ver o resultado, ligue para o número 135, informe que precisa fazer um acerto pós-perícia e explique a situação.

Alta médica

A perícia poderá considerar o trabalhador apto para trabalhar e, caso concorde com a decisão, o empregador deve aceitar o profissional de volta. Se o trabalhador discordar, poderá apresentar um recurso pelo Meu INSS ou ligando para 135.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre o pente-fino do INSS? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

6 comentários

  1. José Maurício

    Muito boa está informação

  2. José seixas

    Meu benefício vai até dezembro vai chegar operação pente fino pra mim também

  3. Adriani André

    Eu preciso consertar pelo INSS por doença de epilepsia eu já tenho 51 anos vou fazer 52 anos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.