Pandemia provoca queda no preço dos seguros dos carros em 2020

Levantamento do preço dos seguros dos carros foi realizado pela corretora Minuto Seguros, com base em lista divulgada pela Fenabrave.

LilianCH
Lilian Calmon

O distanciamento social e o home office provocaram a queda no preço dos seguros dos carros em 2020. Isso porque, com menos veículos na rua por conta da pandemia, os sinistros caíram e, consequentemente, o valor das proteções. 

Para ter uma ideia, dos 10 carros mais vendidos no país ano passado, sete tiverem queda no preço do seguro. O levantamento foi realizado pela corretora Minuto Seguros com base em lista divulgada pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Continua após a publicidade

Entre as capitais cotadas em dezembro, o valor médio da proteção de todos os 10 veículos da lista foi de R$ 2.463, cerca de 3,5% maior do que o de novembro. 

O preço médio do seguro mais barato ficou com o Ford Ka, no valor de R$ 1.739. Enquanto isso, o mais alto foi o do Jeep Compass, no valor de R$ 4.718.

Com informações da Exame.

Preço dos seguros dos carros: proteção do Onix, da Chevrolet, ficou 7% mais barato

O Onix, da Chevrolet, foi o carro mais vendido do país, liderando as vendas em 11 dos 12 meses de 2020. Em comparação a 2019, o seguro do veículo registrou queda, ficando 7% mais barato. Passou de R$ 2.221 para R$ 2.065, no estudo mais recente.

Em segundo lugar, veio o HB20, da Hyundai, que também registrou redução nos valores em comparação a 2019. A média das cotações saiu de R$ 2.481 para R$ 2.013, o que representa uma retração de 19%.

Saiba mais sobre o estudo

No levantamento, a corretora Minuto Seguros considerou um condutor homem de 35 anos e casado como perfil. 

Foram avaliados os preços dos seguros em 15 seguradoras (Azul, Alfa, Aliro, Allianz, Bradesco, HDI, Itaú, Liberty, Sompo Seguros, Mapfre, Mitsui, Porto Seguro, Tokio Marine, Sulamerica e Zurich) e em 11 capitais: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Recife (PE), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Vitória (ES) e Salvador (BA). 

As cotações usadas são as de menor valor de acordo com os perfis cotados com as seguradoras.

Para ler a matéria da Exame na íntegra, clique aqui.

Aproveite e confira: “Vale a pena comprar ou trocar de carro em 2021?”

Gostou do conteúdo? Então não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.