Nascidos em fevereiro podem sacar e transferir auxílio emergencial a partir desta terça

Saque e transferência para nascidos em fevereiro que não fazem parte do Bolsa Família foi antecipado em duas semanas por decisão da Caixa.

LilianCH
Lilian Calmon

Trabalhadores nascidos em fevereiro podem sacar e transferir a quarta parcela do auxílio emergencial 2021 a partir desta terça-feira, 3. O benefício para quem não faz parte do Bolsa Família foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal (CEF) em 18 de julho.

A transferência do dinheiro para uma conta-corrente não gerará custos para o usuário. Até então, só era possível movimentá-lo por meio do aplicativo Caixa Tem (Android/iOS) , que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Continua após a publicidade

Com informações da Agência Brasil e G1.

Saque e transferência para nascidos em fevereiro foi antecipado em duas semanas por decisão da Caixa

Inicialmente, o saque estava previsto para ocorrer em 17 de agosto, mas foi antecipado em duas semanas por decisão do banco. Segundo a Caixa, a adaptação dos sistemas tecnológicos e dos beneficiários ao sistema de pagamento do auxílio permitiu o adiantamento do calendário.

Vale lembrar que o calendário para quem está vinculado ao Bolsa Família se manteve. Em caso de dúvida, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. O beneficiário também pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

Auxílio emergencial 2021 é prorrogado até outubro

No início de julho, o governo anunciou a prorrogação do auxílio emergencial 2021 até outubro. No entanto, os pagamentos das próximas três parcelas ainda não tiveram as datas definidas.

Para estar elegível ao seu recebimento, continua sendo necessário atender aos pré-requisitos divulgados no início desse ano. Veja abaixo:

  • Ser trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família;
  • Ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 550);
  • Ter recebido o auxílio emergencial em 2020.

O Ministério da Cidadania informou que serão mantidos os valores pagos atualmente:

  • Pessoas que moram sozinhas: R$ 150 por mês;
  • Mulheres chefes de família: R$ 375 por mês;
  • Demais beneficiários: R$ 250 por mês.

Aproveite e leia também: “Saque da quarta parcela do auxílio emergencial 2021 é liberado nesta segunda; veja como fazer a retirada”.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre o auxílio emergencial? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.