MadeiraMadeira recebe US$ 190 milhões de aporte e se torna novo unicórnio brasileiro

A paranaense MadeiraMadeira recebeu aporte de US$ 190 milhões. A companhia foi avaliada em mais de U$$ 1 bilhão pela rodada série E de captação.

Isabella Proença
Isabella Proença

A temporada de unicórnios de 2021 foi iniciada e a empresa paranaense MadeiraMadeira — e-commerce de móveis e produtos para reformas — é o novo unicórnio brasileiro.

MadeiraMadeira é o novo unicórnio brasileiro

Nesta quinta-feira, 7, a companhia anunciou ter recebido um aporte financeiro de US$ 190 milhões, liderado pelo grupo japonês Softbank e pela gestora brasileira Dynamo.

Continua após a publicidade

Na rodada de captação denominada série E, a empresa foi avaliada em mais de US$ 1 bilhão de dólares, o que a eleva ao patamar do seleto grupo de unicórnios do Brasil, ao lado de empresas como Wildlife, Creditas e Nubank.

Além dos fundos que lideraram o aporte, Monashees e Flybridge participaram da rodada e ambos já investiam na companhia, assim como Velt Partners, Lakewood Capital e Brasil Capital.

Continua após a publicidade

A última captação da empresa aconteceu em 2019, em rodada de US$ 110 milhões, também liderada pelo Softbank.

De acordo com o sócio do fundo, Paulo Passoni, o novo aporte potencializa o compromisso do Softbank com a perspectiva de longo prazo do negócio.

“Desde o nosso primeiro investimento, o time de gestão da MadeiraMadeira entregou tudo o que prometeu e a nossa confiança neles continua a crescer”, disse o gestor.

O ano do e-commerce

A MadeiraMadeira foi fundada em 2009 por Marcelo Scandian, Robson Privado e Daniel Scandian.

Desde então, a empresa percorreu um longo caminho nos últimos 10 anos, passando de um e-commerce de móveis para um marketplace com mais de 1 milhão de itens e 9 lojas físicas espalhadas pelo Brasil.

Continua após a publicidade

O negócio cresceu 10 vezes mais nos últimos 5 anos e em 2020 dobrou de tamanho.

Para o presidente Daniel Scandian, o título de unicórnio carrega consigo mais responsabilidades no que diz respeito aos investidores. Entretanto, isso não o impede de comemorar a conquista ao lado dos 1.300 funcionários da empresa. 

“Começamos do zero, pegamos dinheiro emprestado com parentes para investir R$ 300 mil em um negócio que hoje vale mais de 1 bilhão de dólares. Temos que comemorar”, afirma.

O aporte na empresa é resultado de um bom ano para o e-commerce brasileiro. O setor teve o faturamento aumentado em 68%, ultrapassando R$ 120 bilhões, de acordo com a consultoria Neotrust/Compre & Confie.

Continua após a publicidade

Empresas de tecnologias como a Nuvemshop, Olist e Vtex, que são especializadas na digitalização do varejo, conseguiram aportes milionários ao longo do ano passado.

Além de atuar no comércio eletrônico, a MadeiraMadeira é especializada em móveis, que é um setor cujo as vendas online aumentaram 107% em 2020.

Devido ao isolamento social, as vendas de móveis deram um salto, perdendo somente para os alimentos e utensílios domésticos.

Planos do novo unicórnio

Com a nova injeção milionária de capital, a empresa paranaense pretende acelerar algumas estratégias que estão em andamento para tentar minimizar gargalos do negócio, como a logística.

Continua após a publicidade

Após uma transportadora parceira perder quase 30 mil encomendas na Black Friday de 2018, a companhia decidiu que era o momento de investir em um braço próprio de logística, batizado de Bulky Log.

Aproximadamente 1 ano e meio depois, 14 centros de distribuição já foram inaugurados, possibilitando que, a partir deste mês, a empresa ofereça um serviço de entrega próprio para os vendedores de marketplace.

A outra parte dos recursos será aplicada na marca de móveis recém-lançada da empresa, que terá cerca de 400 itens.

Motivada por modelos de varejistas de outros países, a startup criou produtos fáceis de montar em casa e com preço bem mais acessível do que a média.

Continua após a publicidade

A finalidade é que os itens correspondam a cerca de 50% das vendas próprias da empresa no e-commerce até o fim de 2021.

O investimento será usado também para aumentar o número de lojas físicas da companhia, que começou a olhar também para o mundo exterior no início de 2019.

Quer continuar se atualizando sobre tudo o que acontece no mercado financeiro? Então, assine a newsletter do iDinheiro.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.