Empresa de segurança na internet detecta aplicativos falsos do auxílio emergencial na Play Store

A Kasperksky detectou aplicativos falsos do auxílio emergencial, que enviam propagandas não relacionadas aos usuários. Entenda.

Isabella Proença
Isabella Proença

As primeiras parcelas do novo auxílio emergencial 2021 já estão sendo liberadas e é importante que os beneficiários tenham cuidado com golpes online. A empresa de segurança cibernética Kaspersky anunciou nesta terça-feira, 20, que detectou aplicativos falsos do auxílio emergencial na Google Play Store.

Os aplicativos encontrados fornecem consultas ao valor do auxílio, calendários de pagamentos e outros detalhes sobre o benefício. E, embora não peçam nenhum dado pessoal e não tenham ainda caráter malicioso, alguns deles chegam a solicitar o número do PIS.

Continua após a publicidade

Os apps falsos exibem propagandas de forma bastante invasiva enquanto utilizados, o que garante pageviews ao criador. Para encorajar o uso dos aplicativos, eles enviam muitas notificações, que são exibidas aproximadamente a cada 10 minutos, solicitando ao usuário que abra o aplicativo. Desta maneira, garantem mais views nas propagandas, muitas delas sem qualquer tipo de relação com o auxílio emergencial.

Aplicativos falsos do auxílio emergencial ainda não são maliciosos

“Existe uma grande possibilidade desses aplicativos se tornarem, eventualmente, maliciosos. Basta apenas uma atualização do desenvolvedor para que o app comece a pedir dados pessoais dos usuários. Dessa forma, os cibercriminosos poderão se abastecer de informações pessoais e financeiras – inclusive, os mesmos que desviaram milhões nos pagamentos do auxílio no ano passado”, explica o analista sênior de segurança da Kaspersky, Fabio Assolini.

Continua após a publicidade

Assolini ressalta ainda que, quando o aplicativo falso é instalado, na maioria das vezes o usuário será direcionado (após a exibição de muita propaganda) para o site da Caixa Econômica Federal.

Apesar de no momento não serem maliciosos, eles colocam a privacidade das informações pessoais dos usuários em risco.

Essa não é a primeira vez que o auxílio emergencial é utilizado como tema por criminosos cibernéticos. Em dezembro do ano passado, uma notícia falsa sobre um possível “Abono Emergencial de Natal” circulou nas redes sociais, levando os internautas a clicarem em links maliciosos, que gerar contratação de serviços premium sem sua aprovação ou, ainda, roubar dados financeiros e pessoais.

Aprenda a se proteger contra crimes cibernéticos

Veja, abaixo, algumas recomendações da Kaspersky para evitar ser vítima de golpes cibernéticos.

  • Sempre suspeite de qualquer link recebido por SMS, mensagens de WhatsApp ou e-mails;
  • Sempre pesquise o endereço do site para onde foi direcionado, e-mail do remetente e endereço do link, a fim de garantir que de fato são genuínos;
  • Investigue se a notícia é realmente verdadeira, acessando o site oficial da empresa ou os perfis nas redes sociais;
  • Se por algum outro motivo desconfiar do App, não insira suas informações pessoais;
  • Use soluções de segurança em tempo real para se proteger de quaisquer tipos de ameaças.

Esta matéria foi útil? Então, assine a newsletter do iDinheiro e se mantenha atualizado sobre notícias que importam para o seu dinheiro diretamente no seu e-mail.

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.