Como controlar IPVA, IPTU e outros gastos de início de ano

O início de ano traz diversos gastos como IPVA e IPTU. Veja dicas de como controlar as finanças e economizar neste período.

Rodrigo Salgado
Rodrigo Salgado

O início de ano está chegando e, com ele, diversos gastos, como IPVA e IPTU. Como controlar as finanças em um momento como esse?

Por isso, é interessante planejar bem os gastos e, em muitos casos, ações simples contribuem muito para que as contas fiquem em ordem durante o início do ano.

Continua após a publicidade

O décimo terceiro pode ser um grande aliado na hora de quitar essas dívidas. No entanto, com planejamento financeiro, além de pagar contas é possível usar esse dinheiro para realização pessoal.

Neste artigo, confira algumas dicas do DSOP Educação Financeira.

IPVA e IPTU

IPVA e IPTU são dois dos grandes vilões para o bolso de muitos brasileiros no início do ano.

De acordo com a DSOP, o grande erro está em não programar esses pagamentos com antecedência. É interessante traçar um planejamento anual para não ser pego “desprevenido” com esses impostos logo no início do ano.

Uma dúvida muito comum em relação a IPVA e IPTU é sobre a condição de pagamento: é melhor à vista ou a prazo? Essa resposta depende das finanças de cada contribuinte.

Se está endividado ou desequilibrado financeiramente, é provável que dificilmente conseguirá pagar à vista. Lembre-se sempre de evitar ao máximo empréstimos, cheque especial ou qualquer outro tipo de crédito extra, já que isso futuramente pode se tornar uma grande bola de neve de dívidas.

Por outro lado, em casos de situação financeira estável e com investimentos, o pagamento à vista vale a pena pelos descontos oferecidos. Apesar disso, não se esqueça de outros gastos ou compromissos futuros antes de avaliar bem a forma de pagamento.

Material escolar

O material escolar é outro gasto relevante para quem tem filhos. Para esse momento, é importante economizar sem abrir mão de comprar os itens que as crianças necessitam.

Em primeiro lugar, faça um diagnóstico do orçamento destinado ao material escolar antes de ir às compras. Em seguida, é interessante conversar com as crianças, explicando a situação da conta bancária. Dessa forma, eles provavelmente entenderão melhor que não será possível comprar tudo.

Outras medidas simples também podem ajudar na hora de reduzir os gastos com material escolar:

  • Converse com outros pais e tentem fazer a compra em conjunto, pois, assim, podem conseguir preços menores;
  • Confira todo o material do ano que acabou e veja a possibilidade de reutilizá-lo. Se tiver dois filhos, veja o que o
  • mais novo pode “herdar” do mais velho;
  • Faça uma lista do que precisa comprar para não se perder e acabar rendendo-se aos impulsos consumistas.

Outras dicas para reduzir gastos no início do ano (ou em qualquer época)

  • Evite compras por impulso. Antes de adquirir, se pergunte: eu preciso? Se eu não comprar, o que acontecerá? Tenho ou terei dinheiro?
  • Peça descontos. Não tenha vergonha de pechinchar!
  • Pesquisa preços e compre à vista. Mas só se for possível, é claro. Para isso, então, é preciso planejamento financeiro.
  • Tente guardar dinheiro. Pode ser difícil, mas qualquer pequeno valor reservado já é algo.
  • Sempre se atente às dívidas. Fique de olho em prazos, em como evitar algumas delas, em como renegociar.

Esta matéria foi útil? Então, assine a newsletter do iDinheiro e fique por dentro de todas as nossas atualizações no seu e-mail!

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.