Inscrições para Fies 2021 começam nesta terça e vão até 29 de janeiro

O resultado das inscrições para Fies 2021 será divulgado no dia 2 de fevereiro. Neste ano, serão oferecidas 93 mil vagas no total. Saiba mais.

LilianCH
Lilian Calmon

As inscrições para Fies 2021 começam nesta terça-feira, 26, e vão até 29 de janeiro no portal do FiesDe acordo com o Ministério da Educação (MEC), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) vai oferecer, neste ano, 93 mil vagas no total.

O resultado da seleção será divulgado no dia 2 de fevereiro. Em caso de pré-seleção para uma vaga na chamada única, o candidato terá o período de 3 a 5 de fevereiro para complementar sua inscrição.

Continua após a publicidade

Quem não for pré-selecionado vai automaticamente para a lista de espera. A convocação por meio dessa lista será realizada de 3 de fevereiro até 18 de março.

Segundo o regulamento do programa, os candidatos pré-selecionados na lista de espera deverão complementar a inscrição no prazo de três dias úteis contados a partir do dia subsequente ao da divulgação de sua pré-seleção no FiesSeleção.

Com informações da Agência Brasil.

Inscrições para Fies 2021: MEC divulga regras para seleção no segundo semestre

Na última segunda-feira, 26, o MEC publicou as regras para o processo seletivo do Fies no segundo semestre, com a oferta do restante das vagas. O cronograma ainda será publicado em edital específico.

A portaria trata dos procedimentos e regras de oferta de vagas pelas instituições de educação superior, seleção das vagas a serem ofertadas, inscrição dos candidatos, classificação e pré-seleção dos candidatos, complementação da inscrição pelos candidatos pré-selecionados e redistribuição das vagas entre os grupos de preferência.

Saiba mais sobre o Fies

Criado em 1999, o Fies tem como meta facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. 

Pode se inscrever o candidato que participou do Enem, a partir da edição de 2010, e tenha tido média aritmética nas provas igual ou maior que 450 pontos, sem zerar na redação. Também é necessário ter renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos.

Desde 2018, o programa é ofertado em duas modalidades: por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

O primeiro é operado pelo governo federal, sem incidência de juros, para estudantes que têm renda familiar de até três salários mínimos por pessoa. O percentual máximo do valor do curso financiado é definido de acordo com a renda familiar e os encargos educacionais cobrados pelas instituições de ensino. 

Já o P-Fies tem regras específicas e funciona com recursos dos fundos constitucionais e dos bancos privados participantes, com cobrança de juros.

Aproveite e leia também: “Projeto busca ampliar vagas do Fies revogando isenções de rendimentos financeiros”.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre o Fies 2021? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.