Imposto de Renda 2022: saiba como preparar sua declaração

Apesar de ainda não ter começado o prazo para declaração do Imposto de Renda 2022, já é hora de separar os documentos.

Júlia Ennes
Júlia Ennes

O prazo de entrega da declaração de Imposto de Renda só começa em março. Mas começar a se preparar com antecedência pode facilitar o preenchimento do formulário da Receita Federal e reduzir o risco de cair na malha fina, segundo especialistas.

Quem entrega a declaração logo no início do prazo garante chances maiores de receber a eventual restituição do IR antes, além de reduzir o risco de preencher alguma informação errada devido a pressa. Declaração de valores incorretos (por erro de cálculo ou de digitação), informações cadastrais erradas e omissão de rendimentos são erros muito comuns que levam as pessoas a caírem na malha fina do IR.

Continua após a publicidade

O Imposto de Renda é o tributo descontado sobre os rendimentos de pessoas físicas e de empresas no Brasil. Caso não sejam anunciadas alterações nas regras para este ano, a declaração terá que ser entregue por todos os que tiveram um rendimento anual superior a R$ 28.559,70, em 2021 – média de R$ 2.379,98 por mês.

Um novo Imposto de Renda foi proposto pelo Governo Federal como parte do projeto da Reforma Tributária. O Congresso Nacional aprovou o novo IR e dependia do aval do Senado Federal para que as novas regras pudessem vigorar na declaração de 2022, o que não aconteceu.

Continua após a publicidade

Quais são as vantagens em declarar o Imposto de Renda 2022 com antecedência?

A educadora financeira da Mobills Larissa Brioso diz que a declaração do Imposto de Renda requer muita organização de dados e documentos, por isso quanto antes o contribuinte começar a se planejar, melhor. Além disso, caso erre alguma informação, com a antecedência, o contribuinte terá um tempo maior para fazer uma retificação.

“A declaração do Imposto de Renda envolve muitos detalhes relacionados à nossa vida financeira. Por isso, quanto antes começarmos a reunir os documentos e dados necessários, como os documentos de identificação e informe de rendimentos, melhor”, afirma. 

Brioso destaca ainda que quanto antes for feita a declaração, será maior também a chance de receber a restituição do Imposto de Renda, caso tenha direito. Isso porque o pagamento da restituição obedece a uma fila. Quem envia a declaração primeiro, tende a também receber a restituição primeiro. 

Segundo o advogado tributarista Ângelo Peccini, se o contribuinte deseja realizar a própria declaração sozinho, é necessário entender como o processo funciona. Aqueles que sintam dificuldade no processo podem procurar o auxílio de um profissional, como um contador ou um advogado. 

Continua após a publicidade

“É importante que o contribuinte conheça os termos e conceitos jurídicos que envolvem uma declaração do imposto de renda, para que ele não acabe se equivocando, seja em relação aos campos devidos ou mesmo das pessoas, que ele irá informar como dependentes ou alimentandos, por exemplo”, ressalta Peccini. 

Declarar investimentos

Ainda não foram divulgadas informações e detalhes sobre como declarar investimentos no Imposto de Renda em 2022. Em geral, elas são divulgadas pela Receita Federal no fim de fevereiro. No entanto, assim como no caso de outros bens, investidores também já pode ir se organizando.

A declaração de investimentos é obrigatória para aqueles de renda variável. Na renda fixa, é preciso passar da cota para que seja exigida a declaração. A declaração de ações é obrigatória, qualquer que seja o volume de negociação. No entanto, ganhos de até R$ 20 mil em operações comuns são isentos de IR.

Segundo a educadora financeira e especialista em investimentos do iDinheiro Melissa Nunes, declarar investimentos não é difícil. Mas pode ser bastante trabalhoso, especialmente para quem não está acostumado a organizar seus dados.

Continua após a publicidade

Para facilitar o processo de declaração e evitar erros, Nunes ressalta que é importante ter em mãos os informes dos bancos, corretoras e administradoras de fundos onde o dinheiro foi investido. Ela destaca ainda que esses dados devem ser guardados por 5 anos, caso precise comprovar alguma coisa para a Receita.

Os investidores de bolsa também podem acessar a área do investidor da B3, onde estão disponíveis extratos mensais dos investimentos.

“Mesmo quem contrata um contador, precisa manter seu controle de investimentos, como uma planilha ou anotações, já que muitas informações podem acabar se perdendo. Ainda, vale conferir com o profissional escolhido se ele tem conhecimento sobre declaração de todo o tipo de investimento, pois muitos não se especializam nessa área”, aconselha Melissa.

Malha fina

“Cair na malha fina” significa que a declaração do Imposto de Renda ficou retida na Receita Federal por conta de algum problema identificado. A análise da declaração é feita com base em um cruzamento de informações, a fim de checar se os dados lançados pelo contribuinte são consistentes.

Continua após a publicidade

Além das informações declaradas pelo contribuinte, a Receita também recebe prestações de contas de empresas, bancos e entidades, além de dados fornecidos por estados e municípios. “É essencial verificar se a documentação está correta e se os valores dos informes de rendimentos declarados correspondem de fato aos valores recebidos, analisar se houve no período recebimento de rendimentos extras que precisam também ser declarados, e onde se deve fazer o preenchimento de cada valor”, orienta Brioso.

Leia também: Caiu na malha fina do imposto de renda? Saiba o que acontece e como sair!

A partir do momento que a pessoa física entrega sua declaração de IR, já é possível acompanhar o processamento através do portal da Receita Federal ou baixar o aplicativo, chamado Meu Imposto de Renda. Isso é importante para que ninguém seja pego de surpresa por pendências com o leão.

A Receita aconselha que os contribuintes que caíram na malha fina confiram o extrato, para verificar qual a pendência, e retificar a declaração o mais rápido possível. O extrato pode ser conferido no Centro de Atendimento Virtual (e-CAC) da Receita Federal. 

Quer continuar acompanhando as notícias sobre a declaração do Imposto de Renda 2022? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Sobre “Imposto de Renda 2022: saiba como preparar sua declaração

  1. André Nascimento

    Gosto muito de suas matérias, são muito esclarecedoras e fácil de entender. Parabéns!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.