Governo antecipa o fim da bandeira escassez hídrica; conta de luz fica mais barata a partir do dia 16

Aplicação da bandeira verde começa no dia 16 de abril e deve permanecer até o final do ano.

Escrito por Rafaela Souza

Por que confiar no iDinheiro?

Responsabilidade editorial: Nosso editores são especialistas nas áreas e isentos nas avaliações e informações. Nosso objetivo é democratizar e simplificar o acesso a produtos e serviços financeiros sem viés. Conheça nosso código editorial.

Como ganhamos dinheiro?

Podemos ser comissionados pela divulgação e cliques nos parceiros. Isso também pode influenciar como alguns produtos aparecem na página, sempre com a devida identificação. Entenda como o site ganha dinheiro.

Política de Cookies: Nosso site utiliza cookies para estatísticas gerais do site e rastreamento de comissões de forma anônima. Nenhum dado pessoal é coletado sem seu consentimento. Conheça nossa política de privacidade.


O Governo Federal decidiu antecipar o fim da bandeira escassez hídrica. A decisão foi anunciada pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), vinculado ao Ministério de Minas e Energia (MME), em uma reunião nesta quarta-feira (6).

A bandeira de escassez hídrica estava em vigor desde o ano passado e gerava uma taxa extra na conta de energia elétrica de R$ 14,20 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Com o anúncio desta quarta-feira, a conta de luz dos brasileiros terá aplicação da bandeira verde a partir do dia 16 de abril, sem cobrança adicional.

Bandeira escassez hídrica

A bandeira de escassez hídrica foi anunciada pelo governo em setembro de 2021, com previsão de cobrança extra até 30 de abril de 2022. Em nota, o Ministério de Minas e Energia informou que a cobrança extra foi necessária para enfrentar a pior seca já registrada na história do Brasil.

“Para garantir a segurança no fornecimento de energia elétrica, o País utilizou todos os recursos disponíveis e o Governo Federal teve que tomar medidas excepcionais. Com o esforço dos órgãos do setor, o País conseguiu superar esse desafio, os reservatórios estão muito mais cheios que no ano passado e o risco de falta de energia foi totalmente afastado.”, afirmou o Ministério.

A previsão é de que, com a manutenção das atuais condições de chuva, a bandeira verde vigore até o final do ano.

Bandeiras tarifárias da conta de luz

Veja como funcionam as bandeiras tarifárias (valores adicionais cobrados na conta de luz):

Bandeira verdeCondições favoráveis de geração de energia – sem cobrança adicional
Bandeira amarelaCondições menos favoráveis – R$ 1,874 por 100 kWh consumidos
Bandeira vermelhaTérmicas ligadas – dois patamares: um de R$ 3,971 e outro de R$ 9,492
Bandeira escassez hídricaCusto de energia mais caro – R$ 14,20 por 100 kWh consumidos

Quer continuar acompanhando notícias como essa, sobre o fim da bandeira de escassez hídrica na conta de luz? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe das comunidades do iDinheiro no Whatsapp