Empréstimo consignado Auxílio Brasil: beneficiários terão acesso a crédito

Empréstimo consignado do Auxílio Brasil será limitado a 40% da renda, mas ainda existem questões técnicas a serem resolvidas.

Isabella Proença
Isabella Proença

No último mês, o Governo Federal anunciou que o empréstimo consignado teria a margem ampliada para o Auxílio Brasil.

A modalidade de empréstimo, que antes só estava disponível para aposentados e pensionistas do INSS, agora também pode ser acessada pelos beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC/LOAS), pago a pessoas de baixa renda com deficiência de baixa renda e idosos acima de 65 anos.

Continua após a publicidade

O valor da renda poderá ser comprometido em até 40%: 35% para o empréstimo em si e 5% para despesas e saques com cartão de crédito consignado.

O empréstimo consignado Auxílio Brasil já foi liberado?

Apesar do governo já ter feito o anúncio, os participantes do Auxílio Brasil ainda terão que aguardar algumas questões técnicas do Ministério da Cidadania serem resolvidas para contratar o empréstimo.

Segundo o Ministério da Cidadania, todos recebem pelo menos R$ 400 e as datas de depósito do antigo Bolsa Família, que funcionam de acordo com o final do Número de Inscrição Social (NIS), foram mantidas.

Os pagamentos do Auxílio Brasil tiveram início em 17 de novembro de 2021, mesmo dia em que o governo liberou a última parcela do Auxílio Emergencial.

Atualmente, quase 18 milhões de famílias estão inscritas no novo programa social de transferência direta e indireta de renda.

Como funciona o empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é uma modalidade de empréstimo em que a prestação é descontada diretamente do benefício do solicitante todos os meses.

Além dos aposentados e pensionistas do INSS, os servidores públicos e os trabalhadores de carteira assinada também podem solicitar esse tipo de empréstimo.

Entretanto, nesses dois últimos casos, as parcelas são descontadas dos respectivos salários automaticamente.

O empréstimo consignado possui juros?

Sim. Mas, entre as opções disponíveis no mercado, o consignado possui as menores taxas de juros devido à pequena probabilidade de inadimplência, uma vez que o valor da parcela é descontado diretamente da folha de pagamento do tomador do empréstimo.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre o empréstimo consignado do Auxílio Brasil? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.