Banco Central deu parecer favorável para criação do banco digital da Caixa

O pedido da Caixa Econômica Federal foi atendido pelo Banco Central, diz veículo. O órgão deu parecer favorável para criação do banco digital da Caixa.

Isabella Proença
Isabella Proença

O Banco Central (Bacen) atendeu ao pedido da Caixa Econômica Federal e concedeu um parecer inicialmente favorável à criação do banco digital da Caixa.

Essa foi a etapa inicial para a formalização da nova iniciativa da instituição financeira. O blog Direto da Fonte, do Estadão, apurou as informações.

Continua após a publicidade

Criação do banco digital Caixa deve aumentar a concorrência

Se esse projeto se concretizar, estima-se que ele já nascerá com a marca de mais de 105 milhões de clientes, contribuindo com o aumento dos pagamentos dos benefícios sociais criados pelo Governo Federal.

O novo banco pretende também criar uma linha de crédito de pequenas finanças com valores variáveis de R$ 500 a R$ 2 mil, conforme fonte consultada pelo Estadão.

Para isso, a Caixa já tem de recursos próprios, cerca de R$ 10 bilhões e se “dispõe a aumentar conforme necessidade”.

Ainda mais: “ao longo do tempo, diversos outros serviços serão responsabilizados aos clientes do digital, inclusive financiamento da casa própria”, diz a mesma fonte.

Os bancos digitais conquistaram 52% do mercado no ano passado. Em 2019, os bancos tradicionais, segundo pesquisa da UBS Evidence Lab, tinham exatamente esses mesmos 52% do mercado.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, se a concretização do projeto realmente acontecer, será um passo essencial na estratégia de redução de custos da instituição.

O banco digital da Caixa diminuiria as despesas com o pagamento de dezenas de milhões de pessoas e traria uma necessidade menor de funcionários e de gastos com movimentação de numerário e segurança.

Ele também disse que a criação do banco digital é fundamental para que a Caixa possa pôr em prática o programa de criação de microcrédito. O plano é atender cerca de 10 milhões de pessoas.

“Não há a menor possibilidade de fazer microcrédito em massa se não for de maneira digital”, afirmou.

Esta matéria foi útil? Então assine a newsletter do iDinheiro e receba nossas atualizações no seu e-mail.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.