Conta de luz segue sem custo adicional em setembro, decide Aneel

Bandeira verde está vigente desde 16 de abril e deve seguir até o final do ano.

Escrito por Rafaela Souza

Por que confiar no iDinheiro?

Responsabilidade editorial: Nosso editores são especialistas nas áreas e isentos nas avaliações e informações. Nosso objetivo é democratizar e simplificar o acesso a produtos e serviços financeiros sem viés. Conheça nosso código editorial.

Como ganhamos dinheiro?

Podemos ser comissionados pela divulgação e cliques nos parceiros. Isso também pode influenciar como alguns produtos aparecem na página, sempre com a devida identificação. Entenda como o site ganha dinheiro.

Política de Cookies: Nosso site utiliza cookies para estatísticas gerais do site e rastreamento de comissões de forma anônima. Nenhum dado pessoal é coletado sem seu consentimento. Conheça nossa política de privacidade.


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira, 26, a permanência da bandeira verde na conta de luz em setembro. Com isso, não haverá cobrança de tarifa adicional para o consumidor.

De acordo com a agência reguladora, a medida “reflete boas condições de geração de energia elétrica sem cobrança adicional nas contas de luz, mesmo considerando previsão de crescimento do consumo de energia no país”.

Bandeiras tarifárias da conta de luz

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado pela Aneel para sinalizar o custo real da energia gerada. Segundo a agência, essa política tem como objetivo possibilitar aos consumidores o bom uso da energia elétrica, especialmente quando as condições de geração não são favoráveis.

“As bandeiras dão transparência ao custo real da energia e permitem ao consumidor se programar e ter um consumo mais consciente. Antes, ele não sabia que a energia estava mais cara. Agora ele sabe e pode se programar. Se a bandeira está vermelha, ele sabe que é conveniente economizar, ter um consumo mais consciente e evitar o desperdício de energia”, informou a agência.

Dessa forma, no final de todo mês, a Aneel decide e divulga a cor da bandeira para o mês seguinte. A expectativa da agência é que a bandeira verde continue acionada até o final do ano.

Veja como funcionam as bandeiras tarifárias (valores adicionais cobrados na conta de luz):

Bandeira verdeCondições favoráveis de geração de energia – sem cobrança adicional
Bandeira amarelaCondições menos favoráveis – R$ 1,874 por 100 kWh consumidos
Bandeira vermelhaTérmicas ligadas – dois patamares: um de R$ 3,971 e outro de R$ 9,492
Bandeira escassez hídricaCusto de energia mais caro – R$ 14,20 por 100 kWh consumidos

Quer continuar acompanhando notícias como essa, sobre a bandeira verde na conta de luz em setembro? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe das comunidades do iDinheiro no Whatsapp