Vai comprar em sites chineses na Black Friday? Confira dicas

Isabella Proença
Isabella Proença
carrinho de compras com itens diversos, representando comprar em sites chineses
Confira dicas de como comprar em sites chineses com segurança durante a Black Friday 2020 e aproveite as ofertas com tranquilidade.

A Black Friday oferece aos consumidores um mundo de possibilidades em relação à aquisão de produtos. Neste sentido, muitas pessoas pretendem comprar em sites chineses, que oferecem promoções chamativas.

Inclusive, uma pesquisa realizada em 2019 pela empresa de pagamentos Ebanx mostrou que o e-commerce internacional mais popular no Brasil é AliExpress, responsável por 23,9% das compras feitas por brasileiros em lojas virtuais estrangeiras.

Continua após a publicidade

Uma das grandes vantagens relacionadas ao e-commerce chinês está ligada ao preço. No entanto, antes realizar compras nesses sites, é preciso tomar alguns cuidados relacionados à segurança.

3 dicas para comprar em sites chineses

Abaixo, selecionamos algumas dicas importantes sobre o assunto. Confira!

1- Golpes ao comprar em sites chineses

Os golpistas estão por toda parte. Onde houver comércio, haverá espaço para golpes. Portanto, independente de onde esteja comprando, é fundamental tomar cuidado.

Continua após a publicidade

Um dos golpes mais frequentes é o de vendas falsas, em que a pessoa adquire um produto e nunca o recebe, ou recebe algo totalmente diferente do que foi comprado.

Para evitar que isso ocorra, recomenda-se conferir as avaliações do produto e do vendedor, sobretudo as negativas. Além disso, desconfiar de valores muito abaixo da média do mercado, mesmo durante a Black Friday.

2- Atenção aos impostos

Os produtos da China são realmente mais baratos. Porém, ao importar mercadorias, o consumidor corre o risco de ser taxado pela Receita Federal.

Para compras de até US$ 3 mil, cobra-se um imposto simplificado de 60% sobre o valor total do pedido – incluindo seguro e frete.

Continua após a publicidade

Acima deste valor, tributos como IPI, COFINS e PIS incidem à parte sobre a compra e variam de acordo com os produtos.

Ademais, cobra-se ICMS, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços. A alíquota também varia de acordo com o destino do produto, já que o ICMS é um imposto estadual.

Jornais, revistas e livros são isentos de tributação, assim como medicamentos, que são isentos para compras de até US$ 10 mil por pessoa física.

Entretanto, a liberação de remédios depende do cumprimento das especificações exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Continua após a publicidade

Como o Brasil recebe muitas encomendas diariamente, nem nem sempre a fiscalização e taxação incide sobre as compras internacionais.

De acordo com uma pesquisa do Ebit, 53% das pessoas que compraram em lojas internacionais disseram não ter pago impostos nas últimas compras.

Se houver taxação, os Correios ou a empresa privada de transporte internacional avisarão o consumidor para que ele pague as taxas devidas. A liberação da mercadoria só ocorre depois do pagamento.

3- Revise todas as informações

Comprar pela internet é muito diferente de comprar em uma loja física, pelo fato de o consumidor não ver o produto ao vivo. Por isso, é importante prestar atenção em todas as informações disponíveis para saber o que está comprando.

Então, ver as medidas do produto antes da compra pode poupar estresses. Caso o consumidor não conheça a marca, recomenda-se pesquisar sobre ela antes. Ademais, não dispensar a leitura de análises e avaliações.

Esta matéria foi útil? Então, assine a newsletter do iDinheiro e se mantenha informado sobre tudo o que importa para o seu dinheiro!

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.