Especialista explica como utilizar o décimo terceiro da melhor forma

Primeira parcela do décimo terceiro salário deve ser paga até o final de novembro. Saiba como utilizar o valor com mais eficiência.

Escrito por Rafaela Souza

Por que confiar no iDinheiro?

Responsabilidade editorial: Nosso editores são especialistas nas áreas e isentos nas avaliações e informações. Nosso objetivo é democratizar e simplificar o acesso a produtos e serviços financeiros sem viés. Conheça nosso código editorial.

Como ganhamos dinheiro?

Podemos ser comissionados pela divulgação e cliques nos parceiros. Isso também pode influenciar como alguns produtos aparecem na página, sempre com a devida identificação. Entenda como o site ganha dinheiro.

Política de Cookies: Nosso site utiliza cookies para estatísticas gerais do site e rastreamento de comissões de forma anônima. Nenhum dado pessoal é coletado sem seu consentimento. Conheça nossa política de privacidade.


Com a chegada do mês de novembro, muitos trabalhadores começam a fazer planos sobre como usar o décimo terceiro salário. A primeira parcela do benefício, que deve ser paga pelas empresas até o dia 30 de novembro, representa um alívio importante para muitos brasileiros.

Com o cenário de endividamento em alta no Brasil, muitas pessoas devem usar o décimo terceiro salário para o pagamento de contas em atraso. Segundo um levantamento feito pela CNC, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, 79,3% da famílias brasileiras estavam endividadas no mês de setembro.

Pensando nisso, iDinheiro conversou com especialistas em finanças para saber como usar o décimo terceiro salário com mais eficiência. Confira a seguir.

Saiba mais sobre o pagamento do décimo terceiro

O décimo terceiro salário é um direito garantido para todos aqueles que trabalham com carteira assinada (CLT). A partir de quinze dias de trabalho, o funcionário já tem direito ao benefício e deve receber o valor proporcional ao tempo de serviço. 

Conforme previsto na Lei 4.749 de 1965, o décimo terceiro pode ser pago em duas parcelas. Nesse caso, os prazos são:

  • 1ª parcela: deve ser paga entre 1º de fevereiro e 30 de novembro. Pode ser adiantada no momento da saída de férias do trabalhador;
  • 2ª parcela: obrigatoriamente até o dia 20 de dezembro.

No entanto, caso o empregador opte pelo pagamento em parcela única, a data limite é até 30 de novembro.

Valor do décimo terceiro

O valor do décimo terceiro salário varia de acordo com o tempo trabalhado no ano. Dessa forma, o trabalhador que possui carteira assinada tem direito a 1/12 da remuneração por mês trabalhado.

Para saber quanto vai receber, o trabalhador pode utilizar ferramentas como a calculadora de 13º do iDinheiro, que mostra o valor do décimo terceiro de acordo com o salário, número de dependentes, meses trabalhados e valor médio de horas extras mensais, caso haja.

Como usar o décimo terceiro da melhor forma?

Como aponta a pesquisa de endividamento feita pela CNC, muitas pessoas devem usar o pagamento do décimo terceiro para quitar contas em atraso. Segundo Cláudio Munhoz, consultor financeiro em São Paulo que atende pelo GetNinjas, para quem possui mais de uma dívida, antes de escolher qual deve priorizar, é necessário se atentar às taxas de juros.

Dessa forma, é preferível quitar aquelas que têm uma taxa maior, ou seja, dívidas atuais. Apesar do receio da vinda do IPTU, IPVA e dos demais gastos do começo do ano, o especialista pontua que são despesas programadas, ou seja, ainda não pagas. Para que não se tornem, é preciso ter organização financeira.

Reserva de emergência e investimentos

Para quem não possui nenhuma conta em atraso, uma boa opção é usar o décimo terceiro para começar a montar uma reserva de emergência.

“O desemprego fez com que brasileiros pensassem na importância de uma reserva. Para aqueles que querem fazer o ‘pé de meia’, o 13º pagamento pode ser usado para inaugurar o montante”, ressalta.

No entanto, além da reserva da quantia, Cláudio faz outras recomendações: “É interessante aplicá-la no Tesouro Direto ou na Selic. Tais aplicações são recomendadas por conta do prazo de resgate curto, ideal para situações de urgência”, explica.

O especialista também aponta que o décimo terceiro pode ser usado como pontapé inicial para um investimento. Porém, antes de qualquer atitude, ele recomenda que o investidor iniciante conheça seu perfil, se é conservador, moderado ou arrojado.

“Ao fazer isso, a pessoa garante aplicações condizentes com suas expectativas e estilo de vida. Os mais conservadores podem investir em títulos públicos. Já aqueles com um perfil mais moderado podem apostar em Fundos de Investimentos. Por fim, os mais arrojados tendem a arriscar na bolsa de valores”, acrescenta.

Gastos com lazer

Para além dessas opções, o especialista também avalia que muitas pessoas devem usar o décimo terceiro com gastos com viagens ou presentes para pessoas queridas:

“Após um ano inteiro de trabalho e estudos, é tentador usar o 13º pagamento para viajar ou para comprar presentes para entes queridos. Porém, o receio de ter dívidas faz com que muita gente cancele as atividades de lazer”

Para que isso não aconteça, o especialista recomenda que seja feito um planejamento antecipado e que as compras sejam feitas à vista. Além disso, ele aconselha que as pessoas juntem dinheiro para depois ir às compras e não utilizem apenas o dinheiro do 13º para esta finalidade.

Quer continuar acompanhando notícias que impactam o seu bolso? Assine a newsletter do iDinheiro e se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe das comunidades do iDinheiro no Whatsapp