Caixa vai emprestar até R$ 1 mil para pessoas físicas e até R$ 3 mil para MEIs; veja como solicitar

SIM Digital será lançado em 28 de março e receberá aporte de R$ 3 bilhões do FGTS. Microcrédito será oferecido até para quem tem nome sujo.

rafela
Rafaela Souza

Na última semana, o Governo Federal anunciou o Programa de Simplificação de Microcrédito Digital para Empreendedores, o “SIM Digital”. O programa foi idealizado pelo Ministério do Trabalho e Previdência e será executado pela Caixa Econômica Federal e por outros agentes financeiros.

A Medida Provisória que institui a criação do “SIM Digital” foi publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira (18). Segundo o Governo, o programa deverá ter início em 28 de março e poderá alcançar cerca de 4,5 milhões de pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs). 

Continua após a publicidade

Com informações do G1.

Quem tem direito ao microcrédito digital?

O Programa de Simplificação de Microcrédito Digital para Empreendedores é destinado a pessoas físicas e microempreendedores individuais.

Pessoas físicas poderão solicitar o empréstimo de até R$ 1 mil, com taxa de juros a partir de 1,95% ao mês e parcelamento em até 24 meses. Pessoas com o nome negativado também poderão solicitar o SIM Digital.

Microempreendedores individuais (MEIs) poderão solicitar o empréstimo de até R$ 3 mil, com taxa de juros a partir de 1,99% ao mês e parcelamento em até 24 meses.

Além disso, para solicitar o microcrédito, a pessoa física ou MEI deve exercer alguma atividade produtiva ou de prestação de serviços.

Como solicitar o microcrédito digital?

Pessoas físicas: assim como o Crédito Caixa Tem, pessoas físicas podem solicitar o SIM Digital pelo celular, através do Caixa Tem. A contratação será feita de forma automática, com análise do pedido em até uma semana.

MEIs: a contratação do microcrédito poderá ser feita nas agências da Caixa.

Saiba mais sobre o SIM Digital

De acordo com a MP, o SIM Digital será executado pelo Fundo Garantidor de Microfinanças da Caixa (FGM), mediante o aporte de R$ 3 bilhões em recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). 

Nesse sentido, o programa tem como objetivo criar incentivos à formalização do trabalho e do empreendedorismo, além de incentivar a inclusão financeira e o acesso ao crédito.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre o microcrédito digital da Caixa? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.