BTG+ lança conta com inteligência artificial que orienta gasto do cliente

Propósito da conta com inteligência artificial é incluir educação financeira no dia a dia das pessoas. Veja como funciona e como obter novidade.

LilianCH
Lilian Calmon

BTG+, banco de varejo do BTG Pactual, está lançando o Finanças+, uma conta com inteligência artificial que orienta gasto do cliente. O propósito da ferramenta é incluir educação financeira no dia a dia das pessoas.

Introduzido no país por fintechs como o GuiaBolso, ela já é bastante utilizada em bancos de países mais desenvolvidos, como Estados Unidos e Inglaterra, contou o head do BTG+, Rodrigo Cury, à EXAME Invest.

Continua após a publicidade

“Os dados são atualizados em tempo real. Enquanto o cliente movimenta a conta corrente e usa o cartão, a ferramenta analisa a maneira como o dinheiro é gasto”, afirmou o executivo.

Conta com inteligência artificial possibilita ver quanto os seus gastos representam na renda mensal

A conta com inteligência artificial possibilita aos usuários ver quanto os seus gastos, que são classificados em categorias e estabelecimentos, representam na renda mensal. Por exemplo, o valor gasto em um determinado mês com viagens de Uber e pedidos de comida no iFood, caso eles estejam entre os cinco estabelecimentos que registrem o maior volume de transações no período.

O Finanças+ também dará dicas diárias para ajudar o cliente a atingir objetivos financeiros traçados, permitindo comparativos e cadastro de lembretes. Para isso, basta informar o valor que se deseja gastar por categoria e programar avisos para quando esses limites estiverem perto de serem atingidos. A ferramenta também facilita o monitoramento do saldo em conta corrente, como forma de evitar o uso do cheque especial.

Ao longo dos próximos meses, novos recursos serão incorporados, seguindo as fases do open banking. “Quando a segunda fase do open banking for iniciada, no dia 15 de julho, o cliente poderá gerenciar não apenas que tem no banco mas também em outras instituições financeiras que permitam o compartilhamento de informações com o banco. Poderemos incluir o crédito imobiliário que ele tem na Caixa e informações do banco no qual ele recebe o salário”, exemplificou Cury.

Futuramente, o BTG+ pretende inserir dados sobre crédito e investimentos, previstos na fase 3 e 4 do open banking. Assim, quando o cliente traçar metas financeiras, o banco poderá sugerir diferentes tipos de aplicações financeiras adequadas para um determinado objetivo.

Para utilizar, crie uma conta na BTG no site ou aplicativo para Android e iOS.

Gostou deste post? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push.

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.