Banco Central adia início da segunda fase do open banking para agosto; entenda

A segunda fase do open banking, que tinha o início previsto para a próxima quinta-feira, 15, é adiada para o dia 13 de agosto.

Isabella Proença
Isabella Proença

Nesta quarta-feira, 14, a segunda fase do open banking, que tinha o início previsto para a próxima quinta-feira, 15, foi adiada para o dia 13 de agosto.

Nessa fase, os clientes poderão solicitar o compartilhamento de seus dados cadastrais e informações sobre transações em contas, produtos de crédito contratados e cartão de crédito às instituições participantes.

Continua após a publicidade

Segunda fase do open banking é adiada

De acordo com a nota divulgada pelo Banco Central, o adiamento ocorreu porque as instituições participantes ainda estão concluindo os testes necessários para registro de suas APIs (conjuntos de protocolos que possibilitam que um sistema se conecte com outro para consumir dados de forma padronizada).

“Dado que as instituições participantes estão finalizando os testes para a obtenção de certificações para homologação e registro de suas APIs, o Banco Central decidiu nesta data alterar o cronograma do início do lançamento da Fase 2 do projeto, que envolve o compartilhamento de dados cadastrais e transacionais de clientes, mediante seu prévio consentimento”.

Continua após a publicidade

O compartilhamento de dados do open banking funcionará por meio desses mecanismos e só poderá ser feito com autorização expressa do cliente, por um prazo determinado e para finalidades específicas. Caso queira, o cliente poderá cancelar essa autorização em qualquer uma das instituições envolvidas, a qualquer momento.

Essa é a segunda alteração na data do cronograma de implementação do projeto. Em 2020, o início da primeira fase, previsto para 30 de novembro, também foi alterado devido à pressão do setor bancário.

Terceira fase está prevista para 30 de agosto

A terceira fase deve ser iniciada no dia 30 de agosto. Nela, os consumidores terão acesso aos serviços de pagamento além do ambiente do banco, podendo solicitar empréstimos fora do aplicativo da instituição na qual é correntista e, ainda, compartilhar o histórico de informações financeiras.

A quarta e última fase do open banking, prevista para ser implementada em dezembro, ampliará o conceito para o open finance, em que será possível o compartilhamento de dados, como investimentos, previdência, seguros e operações de câmbio.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre a implementação do open banking? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.