Calendário de parcelas extras do Auxílio Emergencial 2021 não será antecipado; entenda

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou que dessa vez o calendário de parcelas extras do Auxílio Emergencial 2021 não será antecipado. Modificações aconteceram no primeiro ciclo de pagamentos.

Isabella Proença
Isabella Proença

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou que o calendário de parcelas extras do Auxílio Emergencial 2021 não será antecipado e nem sofrerá nenhum tipo de mudança, diferentemente das quatro parcelas iniciais do benefício, que tiveram depósitos e saques antecipados em algum momento.

A declaração foi dada durante o anúncio do novo calendário, que ocorreu na última quinta-feira, 12. Confira mais informações sobre essa questão.

Continua após a publicidade

Parcelas extras não serão antecipadas

Ao longo do ano, os pagamentos do Auxílio Emergencial 2021 foram adiantados algumas vezes. A última ocorreu recentemente, no pagamento da 4ª parcela do benefício, que a princípio seria depositada nas contas da Poupança Digital Social Caixa entre 23 de julho e 22 de agosto. A data passou a ser de 17 a 30 de julho para os beneficiários que não integram o Bolsa Família.

No entanto, segundo o presidente da Caixa, isso não acontecerá no novo calendário de prorrogação do Auxílio Emergencial. Guimarães explicou que, como a eficiência do processo de pagamento foi analisada, o calendário divulgado já é a versão final.

Continua após a publicidade

“Quando anunciamos o primeiro calendário, demos um pouco de espaço para ver a eficiência do uso do aplicativo Caixa Tem. Hoje, temos uma estimativa de quem recebe pelo aplicativo e quem, de fato, precisa sacar”, completa.

Com isso, os beneficiários já podem conferir as datas exatas em que receberão os valores extras até outubro, quando será depositada a 7ª e última parcela do Auxílio Emergencial 2021 (veja o calendário no fim da matéria).

Gastos com o Auxílio Emergencial chegam aos R$ 34 bilhões em 2021

Após a conclusão da 4ª parcela, o gasto com o benefício neste ano chegou a R$ 34,7 bilhões, que equivalem a 79% do orçamento de R$ 44 bilhões previstos para os quatro meses iniciais.

Nesta etapa, 36,1 milhões de pessoas foram beneficiadas, sendo 26,7 milhões inscritos pelo Caixa Tem e CadÚnico e os 9,4 milhões restantes pelo Bolsa Família. O valor total do repasse foi de R$ 8,4 bilhões para os dois grupos. Desde o início do programa, em 2020, já foram pagos R$ 294 bilhões.

Calendário de parcelas extras do Auxílio Emergencial 2021

Público geral

Mês de nascimento5ª parcela6ª parcela7ª parcela
Janeiro20/0821/0920/10
Fevereiro21/0822/0921/10
Março21/0823/0922/10
Abril22/0823/0923/10
Maio24/0825/0923/10
Junho25/0826/0926/10
Julho26/0828/0927/10
Agosto27/0829/0928/10
Setembro28/0830/0929/10
Outubro28/0801/1030/10
Novembro29/0802/1030/10
Dezembro31/0803/1031/10

Beneficiários do Bolsa Família

Número final do NIS5ª parcela6ª parcela7ª parcela
118/0817/0918/10
219/0820/0919/10
320/0821/0920/10
423/0822/0921/10
524/0823/0922/10
625/0824/0925/10
726/0827/0926/10
827/0828/0927/10
930/0829/0928/10
031/0830/0929/10

Quer continuar acompanhando as notícias relacionadas a “Calendário de parcelas extras do Auxílio Emergencial 2021 não será antecipado? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.