DPU e INSS fazem acordo para ampliar atendimento de beneficiários; saiba como irá funcionar

Acordo foi assinado na última terça-feira (16). Objetivo principal é ampliar atendimento de beneficiários previdenciários.

Escrito por Rafaela Souza

Por que confiar no iDinheiro?

Responsabilidade editorial: Nosso editores são especialistas nas áreas e isentos nas avaliações e informações. Nosso objetivo é democratizar e simplificar o acesso a produtos e serviços financeiros sem viés. Conheça nosso código editorial.

Como ganhamos dinheiro?

Podemos ser comissionados pela divulgação e cliques nos parceiros. Isso também pode influenciar como alguns produtos aparecem na página, sempre com a devida identificação. Entenda como o site ganha dinheiro.

Política de Cookies: Nosso site utiliza cookies para estatísticas gerais do site e rastreamento de comissões de forma anônima. Nenhum dado pessoal é coletado sem seu consentimento. Conheça nossa política de privacidade.


O Instituto Nacional do Seguro Desemprego (INSS) assinou, juntamente com a Defensoria Pública da União (DPU), um acordo para a criação de um sistema próprio para a realização dos atendimentos do INSS.

Segundo informações divulgadas pelo Instituto, o acordo de cooperação técnica que foi assinado na última terça-feira, 16, tem como objetivo ampliar o atendimento e o acesso de cidadãos a benefícios previdenciários e de prestação continuada (BPC).

Entenda como vai funcionar

Segundo o INSS, o trabalho em conjunto com a DPU será estruturado em três eixos:

  1. Possibilidade da DPU realizar atendimentos administrativos para atendimento de uma pessoa em extrema vulnerabilidade, seja por exclusão digital ou por hipossuficiência de informações.
  2. O segundo eixo visa reduzir a judicialização de casos.
  3. Já o terceiro e último eixo foca na ação da DPU em auxiliar o INSS na identificação de benefícios encerrados sem a devida comunicação à pessoa que recebe Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Com o objetivo de evitar o ajuizamento da ações de caráter coletivo que podem demorar anos para serem resolvidas, tanto o Instituto quanto a DPU preveem a criação de um fluxo institucional de comunicação para resoluções extrajudiciais coletivas.

Outro ponto destacado pelo acordo é que, a partir de agora, os defensores públicos federais poderão pedir a reabertura dos processos de benefícios assistenciais que tenham sido indeferidos administrativamente por não cumprimento de exigências, desde que seja comprovado que houve equívoco no envio da comunicação.

Saiba quando o acordo entrará em vigor

Segundo a nota emitida pela DPU, a assinatura do acordo é um dos primeiros passos em direção ao objetivo, mas o serviço não será implantado de imediato: “Será necessário um tempo para cadastramento e preparação das unidades da DPU. Só então este tipo de atendimento poderá ser efetivado”, diz DPU.

Dessa forma, após a etapa de cadastro e preparação das unidades por parte da DPU, o INSS afirmou que deve disponibilizar o sistema de atendimento tão logo as unidades estejam preparadas.

Saiba mais: Como fazer a consulta do benefício do INSS pelo CPF?

Quer continuar acompanhando as notícias que impactam o seu bolso, como esta sobre a ampliação do atendimento do INSS? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe das comunidades do iDinheiro no Whatsapp