Conheça as ações de destaque para investir em 2021

As ações de destaque para 2021 devem estar atreladas à sensibilidade da retomada econômica. Exportadores de commodities e serviços financeiros são destaques.

Karina Carneiro
Karina Carneiro

Para quem planeja investir em renda variável em 2021, conhecer as ações de destaque para o próximo ano pode fazer a diferença na carteira de longo prazo. 

Alguns dos setores mais sensíveis à normalização da economia devem ganhar notoriedade e indicações ao longo do ano, como serviços financeiros e exportadores de commodities

Continua após a publicidade

Entretanto, com a transição da economia, será necessário que o investidor tenha alguns cuidados e escolha os papéis com cautela para proteger o patrimônio da melhor maneira possível. 

Com informações do Valor Investe.

Ações de destaque para investimentos

O setor de commodities deve ser beneficiado com a retomada econômica e fazer parte das ações de destaque para o próximo ano. 

Segundo o estrategista-chefe da XP, Fernando Ferreira, esse cenário já vem sendo visto em países como a China, principalmente por conta do aumento da demanda desses ativos.

Para ele, algumas das principais apostas para o próximo ano devem ser algumas estatais como Petrobras, Vale e Gerdau.

“Os ganhos da Petrobras virão do seu programa de redução de dívidas, da venda de refinarias e de sua parte na Braskem. Outra parte da história é focar no pré-sal, com custo de extração mais baixo, e ela é a ‘top’ disso no mundo”, disse ao veículo de comunicação. 

Por isso, os investidores precisarão selecionar bem os ativos da carteira para evitar a volatilidade. A palavra de ordem, dessa forma, é a diversificação.

“Os investidores vão ter de ser seletivos nas ações cíclicas. Gostamos de ações ligadas ao mercado de capitais, como B3 e BTG. São papéis que se beneficiam de taxas de juros muito baixas no ano que vem, algo que é estrutural na economia”, disse o estrategista chefe do Bradesco BBI.

Ativos que devem perder força

Contudo, algumas empresas devem perder força em 2021. Entre elas, estão o Banco do Brasil, C&A, e Ambev

Os especialistas continuam falando que, apesar de continuarem sendo bons ativos, não devem crescer com tanta intensidade como neste ano. 

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para continuar recebendo os conteúdos sobre o universo financeiro. 

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.