Na última semana, a fintech Neon Pagamentos anunciou o fechamento da compra da Magliano Invest, a mais antiga corretora de valores do mercado brasileiro, dona do número 001 na B3. 

Apesar do valor de transação ainda precisar ser aprovado entre os órgãos regulamentadores, as cifras financeiras referentes à negociação ainda não foram divulgadas à imprensa.

Continua após a publicidade


Desta maneira, o Banco Neon passará a oferecer aos clientes de suas contas digitais, opções para realizar investimentos através da mesma plataforma, no mesmo formato já disponibilizado pelo Banco Inter, por exemplo. 

Em comunicado oficial, o presidente da Neon, Jean Sigrist, informa que a empresa seguirá seus princípios de trazer inovação ao mercado e as melhores soluções financeiras aos seus consumidores.

“Fomos pioneiros na transformação digital de produtos e serviços relacionados à conta corrente. Agora, queremos que essa experiência seja levada ao universo dos investimentos”, disse Sigrist.

A Neon, inclusive, fez questão de adquirir a empresa no mesmo formato que ela existe. Assim, a estrutura da Magliano invest será incorporada à fintech, trazendo seus colaboradores e processos de controles.

“Isso representará um ganho de timing importante, já que não estaremos entrando em um novo negócio totalmente do zero”, disse.

COm isso, o Banco Neon poderá oferecer maior diversidade de produtos e a criação de papéis focados em renda fixa para disponibilização do mercado, além do crescimento de investidores diretos através da empresa. 

Transição de Magliano Invest para Neon

A transição da Magliano Invest para o mercado financeiro de modo geral foi realizada aos poucos. Em 2018, a empresa já havia transferido sua carteira de clientes de varejo para a empresa Guide. 

Em 2019, sem fazer qualquer divulgação no mercado, a mesma empresa comprou a área de administração e custódia de fundos da Magliano Invest.

Sendo assim, o objetivo da empresa é voltar ao mercado de ativos, atendendo aos clientes do banco digital e fornecendo soluções de investimento mais robustas ao seu público alvo. 

Raymundo Magliano Filho, ex-presidente da Bovespa e representante legal da Magliano Invest, diz que a família deverá seguir por outros caminhos com o término das negociações.

“No meio do cenário político e financeiro atual, iremos dar uma parada para pensar em como deveremos atuar daqui para frente no mercado”, comentou.

Quer continuar recebendo novidades sobre o universo dos investimentos? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro para acompanhar tudo em tempo real.