Aprenda como separar o seu dinheiro do de sua empresa

Lidar com o dinheiro, às vezes, não parece uma tarefa fácil. Principalmente quando você precisa lidar com o seu e de sua empresa. Mas calma, nada é impossível e você irá aprender como separar o seu dinheiro do de sua empresa.

Victor Leitao
Victor Leitão

Aprenda como separar o seu dinheiro do de sua empresa

Se você é empresário e está com dificuldade em separar seu orçamento pessoal do de sua empresa, então, você está no artigo certo.

Afinal, não é fácil conciliar os estudos, a família e os negócios com a correria do dia a dia.

Continua após a publicidade

Porém, gerenciar suas finanças pessoais e institucionais é essencial para ajudar a manter sua vida mais organizada e, claro, seu orçamento mais saudável.

O problema é quando você não sabe separar essa organização e acaba se perdendo todo final do mês, confundindo dívidas pessoais e empresariais prejudicando ambos os orçamentos.

Continua após a publicidade

Mas agora seus problemas vão acabar, pois iremos te mostrar como separar o seu dinheiro pessoal do da sua empresa. Confira!

Como separar o seu dinheiro do de sua empresa

 

Empreendedorismo individual

mulher segurando uma caneca escrita like a boss
Ser seu próprio chefe é uma sensação maravilhosa! Saber que você chegou aonde sempre quis e é um empreendedor é bastante reconfortante.

O empreendedorismo individual tem crescido bastante no últimos anos, e um dos grandes empecilhos para quem quer abrir sua própria empresa é o aporte financeiro inicial.

Obviamente que sem dinheiro será complicado que seus planos saiam do papel.

No entanto, não é necessário que o novato empreendedor já tenha a quantia pronta para uso em sua poupança.

É preciso deixar claro que é possível, sim, poupar dinheiro para o investimento inicial com um bom controle de suas finanças pessoais.

Aqui vai uma sugestão: se você conseguir poupar 10% do seu orçamento mensal para esse objetivo, já ajudará bastante!

Continua após a publicidade

Para isso, é necessário uma mudança nos hábitos pessoais e familiares, principalmente aqueles que já estão tão enraizados em nossa rotina, que as ações são praticamente automáticas.

Uma boa dica para se organizar melhor, gastar menos e evitar dívidas futuras é separar suas contas em categorias:

  • Contas fixas (água, luz, aluguel, financiamentos, planos de saúde etc);
  • Despesas variáveis (alimentação, transporte, lazer etc);
  • Gastos eventuais ou sazonais (reformas, impostos, remédios etc).

Apesar de ser difícil no começo, quando perceber as recompensas que as novas práticas lhe trazem, seu próprio cérebro irá preferir automatizar a rotina.


Canvas: como criar um modelo de negócios ideal para você


Separando o seu dinheiro das finanças da empresa

pessoa contando dinheiro na mão
Mas como fazer para separar o seu dinheiro pessoal do dinheiro da sua empresa? Você vai descobrir agora!

Uma vez iniciado o negócio, vários outros questionamentos podem vir à tona.

Como determinar os ganhos por serviços administrativos prestados? Como separar seu próprio dinheiro em relação ao dinheiro da empresa?

O que é e como calcular o pró-labore

O pró-labore é a fatia dos lucros que é retirada pelos sócios de uma empresa como pagamento aos serviços administrativos prestados por eles.

Antes de mais nada, é primordial que você calcule o valor do seu pró-labore.

Continua após a publicidade

Uma boa ideia é se orientar de acordo com o mercado, ou seja, definir o quanto você, sócio da empresa, deve ganhar por seu trabalho administrativo.

Deve-se verificar o quanto um profissional com as mesmas funções que você costuma ganhar pelo mesmo serviço que você realiza e fazer uma média.

O pró-labore é, no final das contas, uma despesa administrativa como qualquer outra, e deve ser lançada no balanço da empresa.

Uma vez definido seu pró-labore e separando o dinheiro da empresa do seu próprio, é possível fazer um planejamento pessoal e institucional com muito mais foco e coerência.

É por isso que softwares e aplicativos de finanças pessoais têm se tornando importantes aliados na busca da disciplina.

Eles ajudam o usuário a fazer um planejamento de longo prazo, focado em suas metas profissionais e objetivos pessoais.

Continua após a publicidade

Mais adiante, falaremos sobre esses aplicativos.


20 fatores importantes para ajudar você a montar um negócio de sucesso


Possua contas bancárias diferentes

O ideal é que você tenha duas contas bancárias separadas. Uma para você e outra para a sua empresa.

Assim, fica mais fácil controlar as transações e saber detalhes, como se a compra de algum item foi para sua casa ou para sua empresa.

Por mais que seja óbvio, que você saiba que aquele item foi para sua casa e não para a empresa, se você utilizar apenas um cartão de crédito, não é possível filtrar essas coisas de maneira mais simples.

Outra vantagem de ter contas separadas é para efeitos fiscais.

Desse modo, será mais fácil para você comprovar o seu faturamento, o que torna mais simples fazer a declaração de Imposto de Renda.

Continua após a publicidade

O Banco Inter, por exemplo, oferece opção de conta com cartão de crédito para microempreendedores.

Contrate um contador

Se a sua empresa for média ou grande, então, o ideal é contratar um contador para te orientar com os primeiros procedimentos para separar o orçamento pessoal e o da empresa.

Ele também será super útil na hora de fazer um balanço patrimonial, planejamento tributário, distribuir lucros e muito mais.

O contator é praticamente um gerenciador financeiro empresarial em forma de pessoa.

Você precisa confiar muito nele, por isso, peça indicações para amigos e familiares.

Além disso, ele não se envolve apenas com a parte técnica das finanças, o contador também atua como um consultor indispensável para a manutenção e o desenvolvimento da sua empresa.

Continua após a publicidade


Tem uma empresa? Saiba como motivar os funcionários além do reconhecimento financeiro!


Aplicativos de gerenciamento financeiro pessoal

menina no notebook usando o aplicativo Mobills

Para facilitar ainda mais o seu controle financeiro pessoal, existem vários aplicativos que foram feitos exatamente para isso.

Inclusive, já fizemos uma lista com os melhores apps de controle financeiro, vale a pena conferir!

Eles te possibilitam registrar despesas e receitas, facilitando o controle de seu orçamento.

Dessa maneira, você saberá exatamente para onde o seu dinheiro está indo, evitando dívidas e gastos desnecessários.

Conclusão

Para os novos empreendedores, realmente, pode ser difícil separar o seu orçamento pessoal do orçamento da sua empresa.

Continua após a publicidade

Mas depois de ler o artigo, você descobriu como fazer isto.

Primeiro de tudo, você deve criar uma conta bancária diferente da sua pessoal.

Isso facilitará com que você visualize todos os registros de cada parte, não criando dívidas e confundindo transações.

Também é importante contratar um contador, principalmente se a sua empresa é média ou grande.

Ele vai te ajudar em vários momentos, como por exemplo, na distribuição de lucros.

Não esqueça ainda de calcular o seu pró-labore, uma fatia dos lucros que é retirada pelos sócios de uma empresa como pagamento aos serviços administrativos prestados por eles.

Ou seja, é importante você ter uma noção de quanto deverá ganhar por trabalhar na sua empresa.

Por fim, lembre-se de usar um aplicativo de gerenciamento financeiro pessoal para organizar o seu orçamento.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.