Os boletos são documentos bancários, utilizados por empresas para realizar cobranças e também o monitoramento dos recebimentos. É preciso levar em consideração que 4 a cada 10 brasileiros acima de 18 anos são desbancarizados e, por isto, o boleto é um método de pagamento muito útil, visto que pode ser usado até mesmo por pessoas que não possuem contas bancárias. Os boletos possuem uma data de vencimento, que é o dia limite para que o valor do documento seja pago sem a incidência de juros de mora e multa.

Os juros de mora são uma penalidade, proporcional aos dias de atraso. E, este juros possui um teto máximo de 1% ao mês, de acordo com a regulamentação. Ainda, a multa é um valor fixo, que é pago uma vez devido ao atraso no pagamento do boleto, cuja porcentagem máxima é de 2%.

Continua após a publicidade:

Ambas estas penalidades são cobradas apenas a partir do primeiro dia após o vencimento. A multa é uma penalidade única, pelo atraso. Ou seja, independentemente do período de atraso, este valor será cobrado do cliente, caso esteja previsto no contrato. E, os juros são cobrados por dias corridos, e não por dias úteis. Ou seja, se um boleto vencer na sexta-feira, mas só for pago na segunda-feira, a empresa pode realizar a cobrança de juros referentes ao sábado e domingo. Abaixo, saiba mais sobre.

Como é feita a cobrança de juros e multa?

Praticamente todas as pessoas irão lidar com os boletos, em algum momento da vida. Esta é a forma de cobrança mais popular, devido à sua facilidade e praticidade. E, por isto, é preciso que os indivíduos saibam como funciona a cobrança de juros e multa. Estas penalidades são impostas ao responsável pelo pagamento do boleto, caso o documento não seja quitado até a data de vencimento, exceto esta data seja correspondente a um dia não-útil.

A multa é um valor único, uma penalidade proporcional apenas ao valor do documento. Ou seja, independentemente dos dias de atraso, a multa será cobrada, caso o indivíduo não respeite a data de vencimento do documento. Porém, se o boleto vencer em um dia que não é útil, ele poderá ser pago no seguinte dia útil, sem a cobrança deste valor. E, a multa pode corresponder a até 2% do valor total do documento, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor.

Já os juros, chamados de juros de mora, é uma penalidade diária, aplicada proporcionalmente aos dias de atraso e ao valor total do documento. Ela pode corresponder a até 1%, mensalmente. Os juros são cobrados a partir da data de vencimento. Porém, da mesma forma que a multa, caso o boleto vença em um dia não-útil, como sábado, domingo ou feriado, ele poderá ser pago no próximo dia útil sem a cobrança das penalidades.

Multa e juros
Observe no boleto as informações sobre juros e multa cobrados.

É importante mencionar que os juros podem ser cobrados de acordo com os dias corridos, e não com os dias úteis. Assim, se um boleto vencer na sexta-feira, e for pago apenas na segunda, podem ser cobrados os juros referentes ao sábado e ao domingo. Entretanto, nem todas as empresas adotam estas prática.

É importante observar como é a política de cobrança de juros da empresa. Algumas, mesmo após a data de vencimento do boleto, não realizam a cobrança de juros por um período determinado. Outras não cobram a multa ou mesmo os juros de mora. Mas, mesmo assim, é preciso ter em mente que estas penalidades podem ser impostas pelos dias corridos, mesmo que estes incluam feriados e finais de semana.

O ideal é que seja feito um planejamento financeiro, para que estas penalidades não sejam impostas aos indivíduos. Assim, os boletos poderão ser pagos na data correta.

Publicidade