Mercado Bitcoin é confiável? Veja taxas e mais!

Conheça questões de segurança do Mercado Bitcoin e entenda se é confiável para investir em criptoativos.

B612_20210521_152657_024_2
Melissa Nunes

Embora seja uma das plataformas mais conhecidas do mercado, alguns investidores ainda podem se perguntar se o Mercado Bitcoin é confiável

As criptomoedas se tornaram ativos populares no Brasil, e milhares de interessados nesses produtos passaram a pesquisar exchanges e administradoras que possibilitassem um investimento prático e simples em criptos. Nesse cenário, diversas plataformas passaram a se destacar, principalmente com o sucesso do Bitcoin, moeda virtual mais famosa atualmente.

Continua após a publicidade

No entanto, investir em criptomoedas ainda pode ser arriscado para algumas pessoas, e procurar a melhor opção entre essas plataformas é fundamental para ter mais segurança e tranquilidade durante a operação.

E para te ajudar nessa análise, nós separamos algumas informações relevantes para determinar se o Mercado Bitcoin é confiável e se vale a pena começar a investir nele. Entenda como funciona uma das principais exchanges do mercado, e veja se ela pode atender às suas necessidades de investimento de maneira segura.

Continua após a publicidade

O que é o Mercado Bitcoin?

Mercado Bitcoin é uma exchange, ou corretora de criptomoedas, que atua no Brasil desde 2013. A plataforma oferece um conjunto de serviços com o objetivo de ajudar em negociações de criptomoedas e ativos alternativos. 

logo

Mercado Bitcoin

Dessa forma, permite a realização de operações de compra, venda e gerenciamento de criptomoedas, além de ferramentas adicionais, como conta digital, conversor de moedas e custódia.

Apesar do nome, o Mercado Bitcoin não opera somente com a moeda virtual mais popular, incluindo, também, outros criptos em seu catálogo.

Oficialmente, a plataforma surgiu em 2011. No entanto, o projeto inicial não foi bem sucedido, passando por problemas administrativos. Em 2013, os novos, e atuais, donos adquiriram a empresa, ressarciram os clientes lesados e iniciaram um novo planejamento, investindo em tecnologia e segurança. Com isso, puderam atingir os patamares reconhecidos atualmente, com mais de 3 milhões de clientes ativos.

Continua após a publicidade

Além disso, apesar de alguns investidores questionarem se o Mercado Bitcoin é confiável, a plataforma está entre as 25 exchanges mais seguras do mundo, colocação alcançada em 2020. Ainda, também se consagraram como a maior exchange da América Latina.

Em abril de 2021, chegaram a movimentar cerca de 4.733,8 mil Bitcoins, de acordo com o Cointrader Monitor, totalizando aproximadamente R$1,4 bilhão, segundo a cotação da época.

Empresas que operam com o Mercado Bitcoin

Esses números foram possíveis graças ao aporte que a exchange recebeu em julho de 2021. A empresa Softbank realizou um investimento de R$200 milhões, adquirindo 10% do Grupo 2TM, holding que comanda o Mercado Bitcoin.

Graças a isso, a 2TM foi capaz de formar seu ecossistema de investimentos, incluindo as empresas:

Continua após a publicidade

  • Bitrust, que realiza as custódias para o Mercado Bitcoin;
  • MBDA Digital Assets, de tokenização de ativos;
  • Clearbook, uma plataforma de equity crowdfunding baseada em blockchain;
  • MezaPro, uma espécie de mercado de balcão para grandes clientes;
  • MeuBank, conta digital.

Todas essas empresas permitem que a exchange possa oferecer os serviços atuais para os clientes e contribuem para a análise de investidores que buscam saber se o Mercado Bitcoin é confiável.

Mercado Bitcoin é confiável e seguro? 

Mesmo conhecendo mais sobre a história da plataforma, alguns investidores ainda podem questionar se o Mercado Bitcoin é confiável e seguro. Afinal, transações com essa moeda devem ser garantidas pelas exchanges onde são feitas, para evitar complicações posteriores.

Nesse caso, existem alguns pontos de configurações que podem ajudar o investidor a assegurar que o Mercado Bitcoin é confiável e pode oferecer serviços com maior proteção para os usuários:

Credibilidade

Antes de mais nada, é importante ressaltar a credibilidade do Mercado Bitcoin no segmento de exchanges.

Continua após a publicidade

Atualmente, a plataforma possui 8 anos de funcionamento sem intercorrências, vazamentos de informações ou ataques hackers. Dessa forma, mantém uma imagem positiva para os usuários e titulares que possuem conta na plataforma.

No primeiro semestre de 2021, o Mercado Bitcoin registrou cerca de 700 mil novos clientes, além de negociar um volume recorde superior a R$25 bilhões.

Além disso, a plataforma também foi destaque em matérias de diversos portais de notícia, como Valor Investe, Uol e Época Negócios, comprovando a credibilidade da exchange.

Equipe profissional

Enquanto isso, para quem analisa se o Mercado Bitcoin é confiável, é importante considerar a equipe profissional que atua nos serviços da plataforma.

Continua após a publicidade

A princípio, o quadro de diretores da empresa conta com gestores com experiência na área, além de especialistas de compliance, jurisdição e tecnologia. Dessa forma, todas as atividades realizadas na plataforma podem ser devidamente asseguradas e certificadas por uma equipe de qualidade.

Além disso, os profissionais da exchange operam sobre as práticas de conduta ética e prevenção à Lavagem de Dinheiro, uma das principais bandeiras da ABCripto, a Associação Brasileira de Criptoeconomia, na qual o Mercado Bitcoin também é registrado.

Medidas de segurança

Para garantir que o Mercado Bitcoin é confiável e seguro, é fundamental avaliar seus aspectos técnicos e práticos.

A princípio, a plataforma exige uma verificação de duas etapas para os usuários, conhecida como 2FA. Dessa forma, além da senha e PIN numérico, também é necessário confirmar o login por SMS ou e-mail. Assim, reduz-se as chances de roubo de informações sigilosas, confirmando que se trata, de fato, do titular da conta.

Continua após a publicidade

Além disso, o Mercado Bitcoin também possui nota máxima em testes de segurança de sistema, como o GlobalSign SSL Report. Sua aprovação no Google MX Toolbox também é integral, comprovando a segurança da comunicação via e-mail da plataforma com os investidores.

O serviço de armazenamento externo da plataforma é administrado pela Amazon AWS, líder em infraestrutura de nuvem.

Enquanto isso, segundo a própria plataforma, existe uma rotina periódica de backup e criptografia de dados, para assegurar as melhores medidas no caso de quedas no sistema.

Em termos técnicos, o Mercado Bitcoin é confiável e possui todas as certificações necessárias para as operações do cliente.

Continua após a publicidade

Carteira fria

Especificamente quanto às medidas de segurança que ajudam a determinar se o Mercado Bitcoin é confiável é a adoção das carteiras frias, ou cold storage. Trata-se da prática de manter o mínimo necessário de criptoativos em carteiras online, conectadas diretamente com a rede. Nesse caso, a carteira fria permite que os ativos dos investidores sejam guardados em armazenamentos não conectados com a internet.

Dessa forma, no caso de ataques de hackers ou quedas do sistema, por exemplo, os clientes ficam mais seguros quanto às suas criptomoedas.

Para tal, a plataforma utiliza os serviços da Bitrust e a empresa de segurança internacional Kryptus, garantindo custódia total e qualificada aos usuários. Assim, é possível definir que o Mercado Bitcoin é confiável nesse segmento, com tecnologias avançadas que protegem os ativos dentro e fora da rede.

Declaração de movimentações

Em 2019, a Receita Federal instituiu a Instrução Normativa nº 1.888, que determina a necessidade de declarar regularmente a movimentação de criptoativos. Nesse caso, as exchanges foram obrigadas a informar mensalmente todas as operações realizadas pelos seus clientes.

Continua após a publicidade

Entretanto, ao utilizar o Mercado Bitcoin, esse registro e declaração ficam por conta da própria plataforma, com fácil acesso. Dessa forma, o usuário não precisa entrar em contato com entidades estrangeiras para acessar seus registros, mesmo que as negociações sejam internacionais.

Reclame Aqui

Por fim, investidores também podem considerar analisar as avaliações de outros usuários para determinar se o Mercado Bitcoin é confiável.

Nesse caso, existe a possibilidade de conferir as notas da empresa no Reclame Aqui, principal portal de avaliações no Brasil. Além de possibilitar a classificação do atendimento por parte da exchange, o site também permite que clientes e usuários relatem suas experiências com o serviço.

Atualmente, a média da empresa no Reclame Aqui é 8.3, considerada ótima. Além disso, também apresenta outros índices positivos, como:

Continua após a publicidade

  • 95,6% de reclamações respondidas;
  • 88,8% de soluções encontradas;
  • 77,7% dos clientes afirmaram que voltariam a fazer negócio no futuro.

Parte das reclamações mais recentes relatam problemas de acesso na conta e dificuldade de retirar o saldo da carteira. Assim, embora existam alguns pontos de atenção, os problemas relatados não são consideravelmente graves, de modo a influenciar negativamente na experiência do usuário.

Com isso, é possível concluir que o Mercado Bitcoin é confiável para os usuários que classificaram o serviço no portal.

Criptomoedas disponíveis para comprar no Mercado Bitcoin

Depois de verificar se o Mercado Bitcoin é confiável e seguro, é importante conhecer, também, as criptomoedas que ele pode oferecer. Embora leve o nome da moeda virtual mais popular do mercado, atualmente, a plataforma também trabalha com outros nomes importantes desse segmento, incluindo:

Nesse caso, o cliente contará com um catálogo variado para investir, além de acesso às moedas mais populares do segmento na atualidade, incluindo a própria Bitcoin e Ethereum.

Continua após a publicidade

Além disso, o Mercado Bitcoin é confiável também para operar com outros serviços, como:

Todas as opções possuem relação com o mercado de criptoativos e sua tecnologia, além das moedas virtuais.

Taxas e custos da exchange Mercado Bitcoin

Por outro lado, para avaliar se o Mercado Bitcoin é confiável e seguro, também é fundamental considerar as taxas e custos da exchange. Seus valores de serviço podem influenciar a experiência do investidor, e, por isso, vale a pena conhecer mais sobre cada cobrança.

A princípio, o Mercado Bitcoin não aplica taxas ou cobranças na abertura de conta em sua plataforma.  Dessa forma, interessados podem conhecer mais sobre os serviços e se registrar gratuitamente.

Posteriormente, as taxas se aplicam sobre as operações realizadas pelo investidor. Além disso, os custos levam em conta a classificação da conta de investidor, sendo três tipos:

Continua após a publicidade

  • Normal (até R$ 5.000);
  • Vip (entre R$ 5.000 e R$ 200.000);
  • Gold (acima de R$ 200.000).

Ao contrário de outras exchanges, a classificação não depende da compra de pacotes de assinatura, por exemplo. Trata-se de uma definição automática, baseada no volume depositado na conta de cada usuário. Enquanto isso, a mudança de classificação também não possui taxas, com o único critério de envio de documentação comprovando a capacidade financeira do investidor de permanecer alinhado com o tipo da conta.

Considerando isso, é possível verificar outros custos da exchange, para conferir se o Mercado Bitcoin é confiável nesse sentido:

OperaçãoNormalVipGold
Comissão de depósitoZeroZeroZero
Comissão de saqueR$ 2,90 + 1,99%R$ 2,90 + 1,99%R$ 2,90 + 1,99%
Valor mínimo de transaçãoR$ 50,00R$ 50,00R$ 50,00
Limite acumuladoR$ 5 milR$ 200 milLivre
Prazo de retirada1 dia útil1 dia útil1 dia útil

Vale lembrar que existem outras taxas que podem influenciar nas operações do investidor. Por isso, vale a pena conferir a tabela de taxas completa da plataforma antes de avaliar se o Mercado Bitcoin é confiável.

Vantagens e desvantagens de investir com o Mercado Bitcoin

Por fim, para definir se o Mercado Bitcoin é confiável e vale a pena, também é importante conferir as vantagens e desvantagens da plataforma.

Continua após a publicidade

A começar por seus pontos positivos, vale a pena destacar alguns diferenciais, como:

  • variedade de criptoativos no catálogos;
  • taxa zero para depósito;
  • aplicativo disponível para sistema Android e iOS, facilitando as operações;
  • credibilidade;
  • sistema de segurança de login e custódia.

De modo geral, o Mercado Bitcoin é confiável na opinião dos usuários, com altos investimentos em tecnologia e segurança. Assim, o investidor pode ter mais garantias de que suas criptomoedas estão seguras, bem como suas informações confidenciais.

Outras facilidades, como acesso a documentos de registro para enviar para a Receita Federal, também são pontos positivos que se destacam.

Por outro lado, existem algumas desvantagens que podem influenciar a experiência de novos usuários. Nesse caso, vale a pena se atentar para alguns pontos negativos, como:

  • serviços adicionais não funcionam no aplicativo;
  • taxa para saque;
  • limite transacional diferente para cada categoria de conta;
  • não é possível depositar com cartão de crédito, somente boleto.

Embora o site possua funcionalidades como conversor de moedas e acompanhamento do mercado, esses recursos não estão disponíveis no aplicativo.

Continua após a publicidade

Além disso, a classificação de contas por meio de depósitos e patrimônio acumulado oferece maior limite ao usuário, mas conta com relativa burocracia para comprovar os ganhos.

Como abrir uma conta na exchange?

Agora, depois de definir que o Mercado Bitcoin é confiável e vale a pena, o investidor iniciante pode abrir sua conta gratuita pela internet. Basta acessar o site da exchange e informar os seguintes dados iniciais:

  • e-mail;
  • senha;
  • CPF válido;
  • data de nascimento.

Essas informações serão utilizadas para criar o perfil do usuário e permitir que ele acesse os serviços do Mercado Bitcoin. No entanto, a plataforma pode pedir outros dados complementares posteriormente, principalmente para configurar a conta e confirmar a identidade do titular. Assim, dados como número de telefone e endereço de residência podem ser solicitados.

Além disso, a alteração na classificação de contas depende de alguns documentos, como comprovante de patrimônio, contratos de venda ou de compras de bens no nome do investidor. Ainda, para complementar o perfil, o investidor pode precisar anexar documentos como CNH e carteira de trabalho.

Continua após a publicidade

Embora não seja uma necessidade inicial, isso ajuda a tornar a conta mais completa e segura, confirmando a identidade do investidor antes de começar as operações.

Vale a pena investir no Mercado Bitcoin?

É comum que os investidores, além de questionarem se o Mercado Bitcoin é confiável, avaliarem se a opção vale a pena.

Em um primeiro momento, a exchange se destaca no segmento, por apresentar tecnologias atrativas de segurança, garantindo operações protegidas. Além disso, seu sistema também possui todos os tipos de certificações que garantem a efetividade das operações no mercado de criptoeconomia.

Em termos técnicos, também possui uma plataforma acessível, com aplicativo para dispositivos móveis. Desse modo, o usuário pode escolher onde deseja operar.

Continua após a publicidade

E, de fato, depois de avaliar os fatores da plataforma, é possível determinar que o Mercado Bitcoin é confiável, e traz toda a segurança necessária para investidores que desejam operar com criptomoedas.

No entanto, é importante que o usuário determine suas próprias necessidades antes de tomar uma decisão. Isso porque a plataforma valerá a pena somente se for capaz de corresponder às expectativas de cada perfil, como investidores que procuram serviços mais básicos e focam em criptomoedas.

Nesse caso, é interessante determinar se o Mercado Bitcoin é confiável para você, e conhecer mais sobre as suas ferramentas, para avaliar, pessoalmente, se o serviço vale mesmo a pena.

Sugestões de leitura do iDinheiro:

Perguntas frequentes

  1. Quais ativos tem no Mercado Bitcoin?

    O Mercado Bitcoin trabalha com uma série de criptomoedas, incluindo os principais nomes do mercado, e também com serviços de Digital Assets, DeFi, Utility Tokens e Fan Tokens, ativos que também operam na blockchain.

  2. Como resgatar o dinheiro do Mercado Bitcoin?

    Para resgatar dinheiro no Mercado Bitcoin, basta acessar a guia de Ativos, na página pessoal do investidor, e selecionar a conversão de moedas para real. Em seguida, o sistema irá realizar a simulação e liberar o saque. O valor mínimo é de R$ 50,00.

  3. Quanto tempo demora um saque do Mercado Bitcoin?

    De acordo com a plataforma, o saque pode levar de 1 a 3 dias úteis.

  4. Como sacar dinheiro do Mercado Bitcoin pelo aplicativo?

    O saque de dinheiro pelo aplicativo está disponível na seção “Movimentar BRL”, na página inicial. Basta selecionar o botão, e, em seguida, “Sacar saldo em conta”. A conversão também é feita automaticamente pelo sistema, e libera o saque em seguida.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.