Nesta quinta feira (09/07), a Caixa Econômica Federal informou que já havia estourado o limite de crédito disponibilizado para o Programa de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), estipulado no valor de R$ 3,18 milhões. 

Com esse aumento, o Ministério da Economia liberou um acréscimo de limite para suprir a demanda, totalizando assim 4,24 bilhões destinados.

Continua após a publicidade:

No dia de ontem, o Banco do Brasil também já havia atingido sua cota de empréstimo no Pronampe, onde o Governo Federal também havia anunciado a liberação de mais R$ 3,2 bilhões para a instituição financeira. 

Em comunicado oficial, a Caixa informou que já destinou mais de R$ 5 bilhões para linhas de empréstimo à micro e pequenos empreendedores, além de R$ 1,8 bilhões por meio do Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (Fampe), linha disponibilizada em parceria com o Sebrae.

De acordo com o presidente do Banco, Pedro Guimarães, os recursos são fundamentais para manter a economia de pé. “Os recursos estão disponíveis para contratação por clientes e não clientes. Aproximadamente 70% da demanda que recebemos pelo banco é proveniente de pessoas que não utilizam possuem relacionamento com a Caixa”.

Esta foi apenas mais uma solução anunciada pelo Governo Federal para ajudar as pequenas empresas a se manterem de pé diante da crise provocada pelo novo coronavírus.

Também nesta quinta feira, o governo de São Paulo em parceria com o Banco do Povo, anunciou a solução de empréstimo de até R$ 15 mil sem a cobrança de juros.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre o Pronampe? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro.

Publicidade