Notícias

Leilão de imóveis em setembro: plataforma leiloa 624 unidades

Heloísa Vasconcelos
casa a venda, representando leilão de imóveis em setembro

A Zukerman Leilões realizará leilão de imóveis em setembro. Casas, apartamentos, terrenos, áreas rurais e prédios comerciais em 24 estados do Brasil.

A Zukerman Leilões está realizando leilão de imóveis em setembro, com 624 casas, apartamentos, terrenos, áreas rurais e prédios comerciais disponíveis para lance. As oportunidades estão localizadas em todo o Brasil, em 24 estados.

O leilão ocorre de forma completamente online. Os lances vão de R$ 10,8 mil a R$ 69,2 milhões e forma de pagamento pode ser à vista ou à prazo, dependendo do imóvel escolhido.

Continua após a publicidade:

Há imóveis tanto desocupados como ocupados disponíveis para leilão, sendo importante que interessados prestem atenção nessa informação antes de fazer um lance.

Leilão de imóveis em setembro; saiba mais

Diversas instituições financeiras, como Bradesco, Banco Inter, Pan, Santander, Banco Triângulo e Safra têm lotes no leilão. Ao todo, 367 lotes de bancos estão entre os anúncios.

Há oportunidades de compra com valor normalmente menor que o de mercado para os seguintes estados: Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins e Sergipe.

A plataforma realiza leilões judiciais e extrajudiciais, de forma on-line, presencial e simultânea. Para participar e dar lances, é importante ler o edital e se inscrever na plataforma da Zukerman Leilões.

Após a inscrição, é preciso estar habilitado para dar lances nos imóveis na tentativa de arrematá-los.

Cuidados ao dar lances

Apesar de os preços parecerem bastante atrativos, é preciso tomar alguns cuidados antes de comprar um imóvel por meio de leilão.

É recomendado, antes de fazer o lance, checar se imóvel já está desocupado. Isso porque, em alguns casos, é necessário entrar na Justiça para a saída do morador.

Também é importante prestar atenção em dívidas, como IPTU e taxas que deixaram de ser pagas pelo antigo morador. Esses débitos passarão a ser de responsabilidade do comprador uma vez que imóvel estiver em seu nome.

Outra dica é avaliar a forma de pagamento do imóvel determinada no edital do leilão. Dessa forma, em alguns casos, é possível conseguir desconto no pagamento à vista. 

Quer continuar acompanhando as notícias sobre leilões de imóveis? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push. 

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *