Vale a pena ter uma reserva de oportunidade?

Entenda por que guardar um valor para momentos oportunos pode fazer toda a diferença na sua estratégia de investimentos.

Tiago Reis Suno
Tiago Reis

Se a reserva de emergência serve para você lidar com imprevistos, sem ter que abrir mão de bens ou se endividar, a reserva de oportunidade serve para você ter capital em mãos para aproveitar os momentos de baixa e fazer bons negócios.

Mas, para comprar ações de empresas que estão sendo negociadas abaixo do seu valor justo ou, ainda, aproveitar uma chance de investir em um novo negócio, é necessário ter dinheiro em caixa, certo? Eis a importância de se construir uma reserva de oportunidade.

Continua após a publicidade

Na minha opinião, todo investidor deve ter essas duas reservas: a de emergência e a de oportunidade. Não, leitor, não vale ter só a reserva de emergência e tirar o dinheiro de lá para aproveitar as oportunidades quando elas surgirem, pois é arriscado. Emergência é para emergência e ponto final. Reserva de oportunidade é outra coisa.

O maior investidor pessoa física da bolsa brasileira, Luiz Barsi, costuma dizer que ama momentos de crise. É nessas horas que ele mais vai às compras, e com prazer. Quem tinha uma reserva de oportunidade consolidada no começo da pandemia, por exemplo, conseguiu fazer excelentes aquisições. 

Vou citar a Energias do Brasil (ENBR3) para ilustrar meu ponto. É uma empresa do setor elétrico, que paga bons dividendos, tem estabilidade e possui as características que acredito serem importantes e que a definem como uma boa empresa. A companhia fechou fevereiro de 2020 sendo negociada em cerca de R$ 20 reais. Com a crise do coronavírus, em março do mesmo ano, suas ações caíram para R$ 14 reais — quem tinha dinheiro aqui, neste exato momento, aproveitou para comprar, e se deu bem. Hoje, em novembro de 2021, os papéis da companhia estão beirando os R$ 21 reais. 

Entende agora por que vale a pena ter uma reserva de oportunidade?

Guilherme Affonso Ferreira, outro grande investidor brasileiro, disse algo que me marcou muito uma vez: “o melhor momento para comprar ações é quando você tem dinheiro”. É isso. Quem quer crescer na bolsa de valores, precisa estar atento e com grana disponível. Boas marés surgem, muitas vezes, sem aviso prévio. Estar ligado e preparado para surfar essas ondas positivas é fundamental. 

Mas, como construir uma reserva de oportunidade? O mais indicado é separar um percentual dos investimentos mensais para esse tipo de aplicação. Por exemplo, você pode decidir colocar 20% na reserva de oportunidade e todo mês observar se sua reserva está atingindo essa meta de alocação e equilibrar esse percentual baseado no seu aporte.

E, vale lembrar que, assim como a reserva de emergência, a reserva de oportunidade precisa ser aplicada em ativos com alta liquidez, que sabemos que geralmente não são muito rentáveis, mas são mais fáceis de vender a qualquer momento. 

Ainda tem dúvida se vale a pena ter uma reserva de oportunidade?


Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.