Responsabilidade Editorial

Por que confiar no iDinheiro

O iDinheiro tem o propósito de democratizar e simplificar os serviços financeiros. Nossa missão é te ajudar a fazer as melhores escolhas, a partir das mais completas informações e recomendações sobre cada serviço.

Day trade: o que é, como operar, taxas e muito mais!

O day trade pode ser uma maneira lucrativa de operar no mercado de capitais, mas exige muito conhecimento e cautela. Entenda.

B612_20210521_152657_024_2
Melissa Nunes Especialista em Finanças Pessoais e Investimentos

Muito se fala, hoje, sobre day trade, porém, não é incomum que as pessoas tenham ideias extremas sobre esse assunto: ou é uma forma de ficar rico rápido, ou é furada.

De qualquer forma, para quem se interessa por investimentos, entender as diferentes maneiras de operar no mercado é essencial. Tanto para que o investidor possa decidir qual a melhor forma de negociação para si, como também para entender um pouco mais da dinâmica do mercado de capitais.

Continua após a publicidade

Assim, neste artigo, esclareceremos os principais pontos acerca do tão comentado day trade, como:

  • o que é day trade e como funciona;
  • estratégias e indicadores mais utilizados;
  • melhores ações para fazer day trade;
  • melhor corretora;
  • taxas e imposto de renda); e
  • livros sobre o assunto.

Então, se você tem interesse em aprender ou quiser tirar alguma dúvida sobre o tema, não deixe de ler até o final.

O que é day trade?

O day trade, ou day trading, é uma estratégia de operação na bolsa de valores que consiste em comprar e vender ativos no mesmo dia, na mesma corretora de valores. Dessa forma, é um tipo de negociação de curtíssimo prazo, pois, obrigatoriamente, começa e encerra no mesmo “pregão”.

Continua após a publicidade

As negociações são feitas buscando o lucro, ou seja, a diferença de preço de um ativo entre compra e venda (ou venda e compra, como também é possível operar). É mais comum que se pense no day trade com ações, mas também é muito comum que day traders utilizem o mercado futuro nas suas operações.

Como funciona o day trade?

Agora que você já entendeu o que é o day trade, talvez esteja se perguntando: mas como identificar essas operações? Como começar?

Tanto para o day trade, como para o swing trade (operações que duram mais de 1 dia), os traders usam a chamada análise técnica ou análise gráfica. Esse é um tipo de avaliação de gráficos que usa dados como:

  • preço;
  • volume;
  • médias;
  • padrões gráficos; e
  • outros indicadores.

A partir desse estudo é possível tomar decisões mais acertadas sobre o que fazer. Mas, que fique claro: a análise técnica não é adivinhação e nem certeza de resultado positivo. Inclusive, existe muita preparação e prática para que o trader seja capacitado para tomar boas decisões.

Continua após a publicidade

Apesar de ser uma modalidade popular, o day trade é uma das formas arriscadas de negociar, em função do curto prazo no qual as operações acontecem. Esse risco é bem menos evidente em operações mais longas e no buy and hold, que consiste em “segurar” os ativos por anos a fio, já que as oscilações diárias se tornam menos relevantes no longo prazo.


Como investir em ações e quais erros você não pode cometer!


Como começar no day trade?

Se você já viu alguém fazendo propaganda sobre como operar no day trade é fácil, rentável e exige poucas horas por dia, saiba que não é bem assim que acontece. Afinal, se fosse tão simples, muito mais gente viveria disso, certo?

Porém, estudos já mostraram que uma parcela mínima realmente tem ganhos consideráveis com essa atividade. Isso acontece não só porque o day trade é um tipo de negociação de alto risco, mas também porque a maioria dos traders não se prepara, tecnicamente e emocionalmente, como deveria.

Como ser um day trader?

Hoje, é muito fácil ter acesso à bolsa de valores. Sendo assim, basicamente qualquer um que tenha interesse, acesso à internet e dinheiro para investir, pode abrir uma conta em uma corretora de valores e começar a operar day trade.

Continua após a publicidade

Contudo, não indicamos que você entre de cabeça em uma área que os poucos bem-sucedidos levam anos para aprender como ler o mercado. Sim, essa é uma atividade para profissionais.

Portanto, caso tenha mesmo interesse em fazer day trade, antes de começar para valer, você deve:

  • estudar bastante sobre o assunto;
  • aprender sobre análise técnica;
  • escolher suas estratégias de negociação; e
  • treinar em um simulador para adquirir experiência e maturidade emocional.

Pode parecer besteira, mas o maior motivo para o fracasso financeiro dos day traders é não saber lidar com prejuízos. E eles vão acontecer, acredite. Porém, com um bom gerenciamento de risco e muita disciplina, é possível limitar perdas e não se alavancar excessivamente.

Além disso, lembre-se que é preciso ter uma reserva de emergência bastante significativa e tempo para ficar de olho no mercado, pois a análise é ponto a ponto e pouquíssimos minutos podem definir se você terá lucro ou prejuízo naquele dia.

Continua após a publicidade

Então, se você não pretende encarar o day trade como uma profissão (afinal, vai precisar trabalhar em horário de pregão), talvez não esteja na hora de adotar esse tipo de operação. Mas, se você decidiu levar nossas recomendações a sério, continue lendo para entender como prosseguir.

Como fazer day trade?

Em poucas palavras, para fazer day trade, basta escolher uma corretora, um ativo específico, uma estratégia, e operações de compra e venda que buscam lucrar com a diferença de preço. Porém, na prática, o day trading é muito mais do que esses passos simples.

De qualquer forma, uma sequência lógica cabível, é:

  1. estudar e entender a dinâmica do mercado de capitais;
  2. conhecer os ativos (como ações ou contratos futuros) a fundo;
  3. escolher aqueles que deseja operar;
  4. aprender análise técnica e gerenciamento de risco;
  5. usar uma conta de simulação em plataforma gráfica profissional;
  6. treinar muito até ganhar certa consistência nos seus acertos.

É claro que tudo isso não acontece da noite para o dia. Entretanto, se você deseja explorar esse caminho, precisa começar de algum lugar. A partir daí, só vai depender da sua dedicação e estudo. Day trade não é talento, é técnica, disciplina e, também, um pouco de sorte.

Estratégias para day trade

Como falamos, um dos passos para ser um day trader é escolher suas estratégias de negociação. Nesse caso, não existe melhor ou pior, apenas aquela que você entende que funciona melhor, ou à qual se adapta melhor.

Continua após a publicidade

Dentro da análise gráfica existem dezenas de possibilidades, por isso, é muito importante que você se familiarize com algumas antes de decidir o que quer usar. Alguns indicadores muito usados, são:

  • médias móveis exponenciais;
  • bandas de Bollinger;
  • padrões de candle;
  • volume;
  • MACD;
  • figuras gráficas;
  • linhas de suporte e resistência;
  • estocásticos;
  • entre outros.

Eles podem ser usados isoladamente ou em conjunto. Não é incomum analistas usarem 3 ou 4 indicadores em suas estratégias de day trade, pois, assim, podem agregar mais indícios sobre o que acham que acontecerá em seguida com os ativos.

Vale lembrar que nada disso traz certeza de ganhos e que o melhor é sempre começar com pouco capital, de forma que seu patrimônio pessoal não fique comprometido. Com a prática, você verá que suas análises ficarão cada vez mais apuradas e sua taxa de acerto aumentará.

Melhores ações para day trade

Não existe, de fato, uma ação que seja melhor para day trade. Porém, é fato que boas ações (ou outros ativos) para negociar no curto prazo têm uma característica fundamental: precisam ter alta liquidez, isto é, um grande volume de negociação ao longo do dia. Afinal, você precisa que haja alguém interessado em comprar ou vender sua ação do outro lado, certo? Se não, o negócio não fecha.

Continua após a publicidade

Geralmente, essa característica é encontrada em blue chips, ou seja, as grandes empresas da bolsa de valores. Além disso, você pode optar pelas empresas que têm maior participação no índice Ibovespa, pois esta é uma característica fundamental delas.

Alguns exemplos, são:

  • Ambev (ABEV3);
  • Itaú (ITUB4);
  • Petrobrás (PETR4);
  • Vale (VALE3);
  • Bradesco (BBDC4).

Além disso, é muito comum que o day trading seja feito no mercado futuro, onde também há muita liquidez em ativos, como:

  • DI futuro;
  • Ibovespa futuro;
  • dólar futuro;
  • opções de ações.

Por fim, as criptomoedas são bastante usadas no day trade, já que fazem parte de um mercado mundial e que funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana.

É claro, vale lembrar que nada disso representa uma recomendação de investimento ou operação. Reforçamos, mais uma vez, que o risco é alto e todo o tipo de negociação em renda variável deve ser feita observando-se as características e regras de cada ativo, além de respeitar seu perfil de investidor.

Continua após a publicidade

Alavancagem no day trade

A alavancagem financeira é uma forma de negociar ativos sem ter, efetivamente, o dinheiro todo na conta. É como tomar um empréstimo, ou seja, operar com um dinheiro que não é seu, mas da corretora de valores.

Assim, é possível operar grandes volumes, e, ao final da negociação, o trader recebe ou paga apenas o lucro ou prejuízo da operação.

Para que a alavancagem possa ser viabilizada, existe a figura da margem de garantia, que possibilita que o trader negocie valores até 10 vezes maiores do que o que possui em sua conta na corretora. Dessa forma, se você tem uma margem de garantia de R$ 20.000,00, pode, em tese, fazer negociações de até R$ 200.000,00.

As garantias não precisam ser apenas em saldo na conta, mas também na forma de CDBs de liquidez diária, Tesouro Selic ou ações.

Continua após a publicidade

A alavancagem funciona, então, como um cheque especial, no qual não existe custos para sua utilização diária. Entretanto, ao final do dia, é preciso que o limite disponível seja restabelecido para a corretora. Do contrário, sua margem pode ser executada, gerando um prejuízo muito maior do que você gostaria.

É assim que muita gente “quebra” com o day trade. Por isso, a alavancagem não deve ser usada indiscriminadamente e o seu gerenciamento de risco (como o uso do stop loss, por exemplo) deve ser muito bem definido e seguido à risca.

Melhores corretoras para day trade

Hoje em dia, existe algumas instituições que têm parte dos seus recursos destinados ao público trader. Isso quer dizer que elas oferecem plataformas especializadas, suporte exclusivo e até taxas diferenciadas para quem pretende negociar com frequência.

Outro ponto importante é que a corretora precisa ter um sistema que garanta a eficiência do home broker. Nesse caso, é preciso um DMA de 2 para cima, pois isso significa uma menor latência no envio e execução de ordens.

Continua após a publicidade

Para entender mais sobre esses aspectos e ver uma lista de instituições selecionadas, dê uma olhada no artigo: Melhores corretoras para day trade: o ranking 2022.

Taxas e imposto de renda no day trade

Ao praticar o day trading, não se pode deixar de considerar os custos da cada operação. Além disso, também existe o imposto de renda, já que não há isenção em nenhum caso para negociações dentro de um mesmo dia.

Taxas

As taxas cobradas no day trade são as mesmas para quaisquer outras operações feitas via home broker:

  • taxa de corretagem: cobrado pela corretora para intermediar operações entre a bolsa de valores e o investidor. Pode ter valores diferenciados para o day trade e até condições de isenção (como pela ativação do RLP);
  • ISS: é o imposto sobre serviços, cujo fato gerador é a taxa de corretagem, sendo limitado a 5% da mesma. Se não há cobrança de corretagem, também não há ISS;
  • emolumentos: são taxas de negociação e liquidação cobradas pela B3 e a CBLC, de acordo com o volume negociado. Confira os valores no site da B3.
  • taxa de custódia: essa taxa pode ser isenta a depender da corretora ou do tipo de investimento, mas é basicamente o valor cobrado para que uma instituição financeira “guarde” os seus ativos. Hoje em dia, são poucas as que cobram por esse serviço.

Imposto de renda

Diferentemente do swing trade, o IR no day trade deve ser pago independentemente do limite de negociação mensal. A regra é simples: teve lucro, precisa pagar 20% de IR sobre ele, que deve ser recolhido via DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais).

Continua após a publicidade

Porém, antes de pagar o DARF, é preciso abater o custo de corretagem e o imposto de renda retido na fonte, que, no caso do day trade, é de 1% sobre o lucro (também conhecido como “dedo-duro”). Esse valor fica discriminado na nota de corretagem.

Após o fechamento do mês das suas operações, preencha o DARF com o código 6020 (operações em renda variável) e coloque o valor a pagar. A data limite para pagamento é o último dia útil do mês seguinte à data da operação. Dessa forma, se você negociou ações em fevereiro, tem até 31 de março para pagar o DARF.

Em resumo:

  • em caso de lucro, recolha 20% do valor;
  • desconte taxas e o IRRF de 1% nas notas de corretagem;
  • aguarde o fechamento do mês e gere a DARF com o código 6020;
  • pague até o último dia útil do mês seguinte às operações.

Como declarar day trade

O primeiro passo para uma declaração de imposto de renda bem-sucedida é o controle. Para isso, o trader deve controlar suas operações mês a mês através das notas de corretagem disponibilizadas pela corretora.

Fazendo o pagamento das DARFs corretamente, basta informar as operações na Declaração de Ajuste Anual. Colete todas as informações do ano de referência e siga os passos abaixo:

Continua após a publicidade

1. com o programa do IRPF aberto, localize a aba “Renda Variável” e escolha a opção “Operações Comuns / Day-Trade”, conforme ilustrado abaixo;

captura de tela do programa de declaração de ajuste anual, indicando onde informar operações de day trade

2. informe, mês a mês, o resultado positivo ou negativo das operações day trade, observando se foram feitas em ações (mercado à vista), opções de ações (mercado opções) ou em futuros (mercado futuro);

3. por fim, informe o resultado negativo anterior, se houver (referente ao ano anterior, caso deseje abater dos lucros), o IR recolhido na fonte e o imposto pago via DARF. Observe que só é possível preencher as células brancas, pois, nas outras, o cálculo é feito automaticamente.

captura de tela do programa de declaração de ajuste anual, indicando onde informar resultado de operações anteriores

Pronto! Mantendo um controle pessoal ao longo do ano, declarar anualmente será muito tranquilo. Caso esteja devendo algum imposto, a plataforma também calcula automaticamente.

Continua após a publicidade


Como declarar investimentos no Imposto de Renda?


Simulador de day trade: plataformas para treinar

Como dito anteriormente, é possível utilizar um simulador para operar day trade com “dinheiro de mentirinha”. Os simuladores permitem que você faça operações e se familiarize com as nuances do mercado de trade, antes de efetivamente começar a operá-lo.

Eles funcionam dentro de plataformas gráficas profissionais, que também disponibilizam diversas ferramentas para análise técnica. Algumas plataformas que oferecem simulador, são:

Além de operar no modo simulação, também é possível utilizar o replay de mercado, que permite que o trader opere fora do horário de pregão, como se estivesse vendo uma gravação.

Observe, na sua corretora de escolha, quais as opções disponíveis, custos e possíveis situações de isenção.

Continua após a publicidade

Livros sobre day trade

Grande parte do caminho para se tornar um day trader de sucesso consiste em estudar e aprender com os mais experientes. Apesar da internet ser uma fonte infinita de conhecimento, os livros também trazem ensinamentos importantes e cases que vale a pena conhecer.

Veja 5 opções para começar a ler o quanto antes:

logo idinheiroComo se transformar em um operador e investidor de sucesso, Alexander Elder
Livro Como se transformar em um operador e investidor de sucessoEssa obra traz a visão de um médico psiquiatra que opera no mercado como trader.
Tendo escrito esse e outros livros sobre o assunto, Alexandre Elder é considerado o papa da análise técnica.
logo idinheiroTrading: Atitude mental do trader de sucesso, Mark Douglas
Livro Trading: Atitude mental do trader de sucessoNesse livro, o autor identifica as características principais dos traders de sucesso e aquelas presentes nos traders que fracassam.
logo idinheiroFora da curva: Os segredos dos grandes investidores do Brasil, diversos autores
Livro Fora da curva: Os segredos dos grandes investidores do BrasilA obra reúne histórias sobre as carreiras de vários profissionais bem-sucedidos que dão importantes ensinamentos sobre negócios.
logo idinheiroAnálise técnica explicada, Martin J. Pring
Livro Análise técnica explicadaUm dos clássicos da análise gráfica e considerado bem completo no assunto pelos especialistas, esse livro deve ser estudado e mantido por perto pelo trader para futuras consultas acerca do tema.
logo idinheiroAnálise técnica dos mercados financeiros, Flávio Lemos
Livro Análise Técnica dos Mercados FinanceirosComo um complemento ao anterior, a obra de Flávio Lemos também traz conceitos sobre análise gráfica que serão muito úteis a qualquer um que pretende atuar no day trade.

25 livros para ler se você quiser se tornar rico


Afinal, é possível viver de day trade?

O day trade pode ser uma maneira lucrativa de operar no mercado de capitais se o operador tiver:

  • tempo para operar;
  • estudado o assunto;
  • mentalidade de atuar como profissional;
  • ótimo controle emocional.

Esses quatro pontos são essenciais para o sucesso nessa área. Porém, ainda assim, vale destacar que poucos realmente têm grande êxito com essa estratégia. Portanto, entrar nesse mercado como se fosse uma loteria não é algo aconselhável. Por isso, antes de decidir operar como trader (e, mais ainda, viver disso), procure entender ao máximo como fazê-lo.

Ao longo do texto, alertamos várias vezes para o risco dessas operações e para importância de estar bem preparado para o mercado, já que ele é dominado por profissionais com anos de experiência.

Outro conselho valiosíssimo é: não opere com mais do que você pode perder. Um bom gerenciamento de risco vai proporcionar uma evolução saudável para que você possa, cada vez mais, melhorar suas habilidades no mercado especulativo e se tornar um trader de sucesso!

E aí, o que achou do artigo sobre day trade? A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, deixe seu comentário.

Continua após a Publicidade

  1. FGV. “Day trade é cassino, muito mais sorte do que técnica, diz pesquisador”. Link.
  2. B3. “Tarifas de Ações e Fundos de Investimento”. Link.

3 comentários

  1. valéria

    tenho navegado bastante para me informar! se estou respondendo é pq ,amei…
    parabéns!!!

  2. Jonathan P.

    Diferenciado, coisas desse tipo que nos faz continuar procurando através das pesquisas na internet.

    Obrigado por compartilhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.