Responsabilidade Editorial

Por que confiar no iDinheiro

O iDinheiro tem o propósito de democratizar e simplificar os serviços financeiros. Nossa missão é te ajudar a fazer as melhores escolhas, a partir das mais completas informações e recomendações sobre cada serviço.

CPA-20: saiba como é o exame e veja cursos, simulados e mais

Conheça tudo sobre o CPA-20, certificado que permite aos agentes financeiros trabalharem com clientes de alta renda.

B612_20210521_152657_024_2
Melissa Nunes Especialista em Finanças Pessoais e Investimentos

A exigência de determinados certificados tornou-se uma exigência para cargos de agentes financeiros, e isso se intensifica ao envolver segmentos de alta renda, com a necessidade do CPA-20.

Essa qualificação permite que o profissional não apenas esteja apto a atuar no mercado, como também possa atender, satisfatoriamente, às necessidades de clientes de nível superior.

Continua após a publicidade

No entanto, muitos consultores podem ter dúvidas sobre o requisito, além de desconhecerem o certificado e quais as suas características.

Pensando nisso, preparamos um guia completo sobre o CPA-20, com as principais informações para agentes financeiros interessados em operar com investidores de alto nível. Confira mais detalhes sobre os conteúdos, valores e pré-requisitos exigidos pelo certificado que a avaliação e recomendação de produtos voltados para grandes clientes.

Continua após a publicidade

O que é o CPA-20?

CPA-20 é sigla para Certificação Profissional ANBIMA – Série 20, uma forma de qualificação financeira destinada para os profissionais que atuam na distribuição de produtos de investimentos de alto nível.

Embora os certificados da instituição sejam obrigatoriamente cobrados pelas empresas e companhias do nicho, a série 20 é um requisito necessário para operações que atendem o varejo de renda superior, como:

  • privates;
  • investidores institucionais;
  • corporates;
  • grandes clientes físicos.

Segundo a classificação da Associação Brasileira das Entidades do Mercado Financeiro e de Capitais (ANBIMA) e de outras companhias, o investidor deixa de ser comum e passa a ser considerado como Qualificado ao possuir mais de R$ 1 milhão em aplicações.

Enquanto isso, o investidor profissional é aquele que possui mais de R$ 10 milhões em ativos.

Continua após a publicidade

As principais companhias financeiras privadas também possuem sua própria classificação, determinando como private os investidores pessoa física com mais de R$ 3 milhões aplicados.

Por se tratar de perfis diferenciados, é necessário que os profissionais tenham uma formação específica para atendê-los satisfatoriamente, de modo que o CPA-20 passou a ser uma exigência para as empresas e gestoras.

Além disso, vale a pena reforçar que, além de atender clientes private, os consultores que possuírem esse certificado também poderão atuar normalmente em atendimentos comuns, exercendo as mesmas atividades autorizadas de qualificações de séries inferiores, como o CPA-10.

O que é a ANBIMA?

A ANBIMA é o órgão responsável por realizar as provas de qualificação e emitir os certificados para os profissionais financeiros, realizando as devidas vistorias para garantir que as companhias possuem colaboradores formados.

Continua após a publicidade

Essa associação integra uma série de empresas diferentes, como administradoras e instituições bancárias. Dessa forma, se torna mais simples monitorar qualquer profissional que atue em uma dessas empresas, segundo as determinações da ANBIMA.

Quem precisa fazer o CPA-20?

Em um primeiro momento, o certificado é obrigatório para todos os profissionais que desejam trabalhar com consultoria no segmento de investimentos. No entanto, a obrigatoriedade do CPA-20 é reservada somente para agentes que trabalham com a distribuição de produtos de investimento para públicos de alta renda.

Geralmente, profissionais com certificado série 20 operam por meio de agências bancárias, gestoras financeiras e plataformas de atendimento. Contudo, não é preciso ter nenhum tipo de vínculo estabelecido para realizar a qualificação, que permite, inclusive, atuações autônomas.

O foco dessa certificação é permitir que os profissionais financeiros tenham o devido aprofundamento em suas áreas, podendo atender aos investidores de maneira correta.

Continua após a publicidade

Além disso, instituições financeiras que colocaram profissionais nessas áreas sem a certificação apropriada correm o risco de serem autuadas pelos órgãos de fiscalização.

Quanto custa a certificação?

A inscrição da prova de certificação do CPA-20 custa, atualmente:

  • R$ 430,00 para não associados; e
  • R$ 360,00 para associados.

Após confirmar o pagamento da inscrição, o candidato terá 60 dias para agendar o seu exame em uma data em que seja possível a aplicação.

Além disso, existe a necessidade de renovar a certificação a cada três anos, com custos de R$ 310,00 para não associados, e R$ 260,00, para associados. Sem a renovação indicada, o profissional deixa de estar habilitado a exercer suas funções dentro da companhia, correndo os mesmos riscos indicados anteriormente.

Quais os requisitos para o CPA-20?

Os requisitos para o CPA-20 se resumem somente ao pagamento da taxa de inscrição, sem necessidade de formação prévia ou curso superior na área financeira. Dessa forma, qualquer profissional que se interesse por operar nesse nicho pode realizar o teste e verificar se possui habilitação suficiente.

Continua após a publicidade

Após o pagamento da taxa, será preciso alcançar 70% de acertos na prova, e emitir o certificado no caso de aprovação.

Tanto a impressão quanto renovação do certificado não exigem nenhum grau de escolaridade, ou comprovação de estudos no ato do cadastro.

Como é a prova do CPA-20?

Interessados em obter o certificado CPA-20 também devem procurar saber mais sobre a prova teórica aplicada aos candidatos.

Atualmente, o exame é composto por 60 questões de múltipla escolha, que devem ser respondidas em até 2h30. Para ser aprovado, o profissional deverá alcançar 70% de aproveitamento, mas considerando o peso de cada questão, que varia conforme o módulo.

Continua após a publicidade

Conteúdo da prova

O conteúdo prático da prova é dividido em seis módulos, com pesos distintos, de acordo com a sua relevância:

  1. Sistema Financeiro Nacional e Participantes do Mercado;
  2. Compliance Legal, Ética e Análise do Perfil do Investidor;
  3. Princípios Básicos de Economia e Finanças;
  4. Instrumentos de Renda Variável, Renda Fixa e Derivativos;
  5. Fundos de Investimento;
  6. Previdência Complementar Aberta (PGBL e VGBL).

Uma vez que as questões possuem pontuações distintas, é importante que o candidato busque avaliar o edital do certificado, que informa as devidas porcentagens de cada uma.

No momento da inscrição, o profissional receberá um login e senha de acesso ao exame. No dia da prova, basta utilizar esses dados para entrar na plataforma.

Ao passar pelas questões, existe a possibilidade de rever cada escolha antes de finalizar o teste definitivamente.

Continua após a publicidade

No caso de problemas eletrônicos referentes à prova, como carregamento lento, o candidato pode solicitar uma nova data, sem custos.

Resultado e aprovação

Ao encerrar o exame, o candidato poderá conferir, imediatamente, o seu resultado. Isso porque o exame é eletrônico, e o sistema analisa as respostas indicadas, conferindo-as com o gabarito já inserido no banco de dados.

Além disso, é possível conferir as estatísticas referentes à prova do certificado CPA-20, verificando quais as questões certas, erradas e o percentual que cada uma representava.

No entanto, o resultado apresentado não é definitivo, uma vez que consultores também avaliam as questões, por conta de possíveis erros. Em até 5 dias úteis, a contar da data da prova, o candidato receberá os valores finais em seu e-mail, sabendo se foi aprovado.

Continua após a publicidade

Inscrição e agendamento

Uma vez que não existem pré-requisitos para se candidatar ao exame do CPA-20, a inscrição pode ser feita por qualquer usuário, diretamente no site da ANBIMA.

Após pagamento da taxa, será possível escolher a data e hora da prova, ficando a critério do próprio requerente da qualificação, sem imposições da plataforma. Desde que o horário esteja disponível no calendário, é possível optar pela janela.

Apesar do processo ser online, a prova é feita presencialmente em um dos centros habilitados, conforme conta na agenda oficial. A aplicação é de responsabilidade da FGV.

Caso não realize a prova no dia, o candidato deverá pagar a taxa novamente, para ter direito a um novo agendamento, dentro de 60 dias após a confirmação da inscrição.

Continua após a publicidade

Como estudar para o exame de certificação?

Finalmente, depois de conhecer mais detalhes sobre o CPA-20, muitos candidatos buscam maneiras de se preparar adequadamente para o exame.

Existem algumas recomendações que podem auxiliar o profissional, disponíveis na internet, de forma acessível. Confira algumas das principais:

Cursos online 

Antes de mais nada, uma das sugestões mais conhecidas para candidatos que desejam estudar para a prova do CPA-20 é fazer cursos online que abordam os conteúdos do exame. Existem diversas alternativas com foco nessa qualificação, inclusive com orientações de especialistas habilitados para preparar o profissional de forma mais aprimorada.

Muitas instituições certificadas trabalham também com cursos virtuais voltados para a habilitação de consultores de alto nível. Alguns nomes conhecidos, incluem:

Continua após a publicidade

  • TopInvest;
  • Lucas Silva;
  • Edgar Abreu;
  • Eu Me Banco;
  • Pro Educacional;
  • Certifiquei;
  • T2 Educação;
  • Rafael Toro.

Dessa forma, os profissionais poderão saber mais sobre o material da prova, além da possibilidade de estudar com outros instrutores.

Simulados CPA-20

Enquanto isso, apostar em simulados de CPA-20 também é uma forma indicada para estudar. Isso porque os exames anteriores trazem não apenas os assuntos abordados, mas como eles são cobrados.

A internet disponibiliza uma série de modelos antigos, com questões e resoluções, inclusive. Desse modo, o candidato pode se preparar de forma mais concreta, a partir do modelo aplicado oficialmente. Mesmo que as perguntas mudem, é possível ter uma ideia de como elas são elaboradas.

Material de estudos

Por fim, também recomenda-se que candidatos ao exame CPA-20 busquem outros tipos de materiais de estudo, na internet ou em livros.

Continua após a publicidade

Apostar em apostilas, resumos e conteúdos explicativos pode ajudar no entendimento dos módulos que compõem a prova. Além disso, existem diversos especialistas que disponibilizam seus próprios materiais na internet, de forma gratuita.

Embora o edital do teste descreva cada matéria, os concorrentes podem não ter uma ideia concreta do que os conceitos significam. Nesse caso, contar com materiais externos pode ser uma forma interessante de estudar.

Ainda, existe a possibilidade de combinar mais de uma recomendação, a fim de fixar o conteúdo de maneira adequada, como, por exemplo, mesclar materiais de estudo e simulados, entendendo sobre os conhecimentos exigidos e como eles aparecem.

CPA-10 ou CPA-20?

Ao considerar uma qualificação da Anbima, alguns profissionais podem ter dúvidas entre os certificados CPA-20 e CPA-10.

Continua após a publicidade

Inicialmente, trata-se de habilitações que são exigidas de forma semelhante para agentes financeiros.

No entanto, a principal diferença está nas funções autorizadas em cada certificado. De forma resumida, um profissional com CPA-20 está habilitado a realizar todas as atividades de um agente CPA-10, e atender clientes de alta renda.

Enquanto isso, o certificado CPA-10 oferece permissão somente para consultas com investidores comuns, que não se enquadram no segmento de nível superior.

Isso porque o CPA-20 conta com requisitos mais específicos, como conceitos voltados para investidores de grande porte. Nesse caso, exige-se que o candidato seja capaz de entender e auxiliar os clientes em diferentes situações.

Além disso, a remuneração de profissionais com certificado CPA-20 também é superior, por conta da sua especialização.

Continua após a publicidade

CPA-20 ou CEA?

Ainda, podem existir dúvidas quanto ao CPA-20 e a Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA).

No entanto, ambas estão relacionadas, uma vez que a CEA engloba todos os conhecimentos e poder de atuação da série-20.

Profissionais com essa qualificação podem trabalhar com serviços de consultoria e planejamento financeiro para todos os públicos, o que não ocorre entre agentes habilitados com o CPA-20, autorizados a operar somente com vendas de produtos de investimento.

De forma geral, o CEA é a certificação máxima, oferecendo todas as autonomias do CPA-20, além da possibilidade de uma atuação de nicho.

Continua após a publicidade

Vale a pena obter o certificado CPA-20?

Para profissionais que almejam uma carreira na área financeira, especialmente voltada para agências bancárias, vale a pena obter o certificado CPA-20.

Isso porque trata-se de uma exigência, além de ser um diferencial que destaca o profissional de agentes comuns.

A possibilidade de trabalhar com clientes de alta renda traz benefícios interessantes para o agente, como remuneração superior e possibilidades em companhias de grande porte. No entanto, para isso, é fundamental que exista a habilitação por meio do certificado de série 20.

Caso contrário, os órgãos responsáveis pela fiscalização desse segmento podem determinar multas e impedimentos para o profissional e para a empresa.

Continua após a publicidade

Sendo uma maneira de garantir aos investidores um atendimento de qualidade, é interessante investir no CPA-20 para se tornar um agente com conhecimentos.

Além disso, trata-se de uma habilitação acessível, uma vez que não existem requisitos como curso superior. Assim, é uma alternativa interessante para trabalhar em nichos de alta renda com a oferta de produtos de investimentos.

Gostou deste conteúdo? Então, não deixe de conferir outros artigos sobre o assunto e assinar a nossa newsletter para receber materiais e links diretamente no seu e-mail!

Perguntas frequentes

  1. Quem pode tirar o CPA-20?

    Qualquer candidato que realize o pagamento da taxa de inscrição e obtenha 70% de aproveitamento da prova pode tirar o CPA-20.

  2. Quanto custa para tirar o CPA-20?

    O CPA-20 custa R$ 448 para profissionais associados e R$ 537 para não-associados.

  3. Para que serve o CPA-20?

    O CPA-20 permite que agentes financeiros possam trabalhar com clientes de alta renda, como privates e investidores corporativos.

  4. Qual a diferença entre CPA-10 e 20?

    O CPA-20 permite que o agente trabalhe com clientes de alta renda, enquanto o CPA-10 oferece habilitação de atendimento somente para investidores comuns.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.