Responsabilidade Editorial

Por que confiar no iDinheiro

O iDinheiro tem o propósito de democratizar e simplificar os serviços financeiros. Nossa missão é te ajudar a fazer as melhores escolhas, a partir das mais completas informações e recomendações sobre cada serviço.

Bull Market na bolsa de valores: o que é e como identificar? 

Entenda o que é bull market e aprenda a identificar tendências de alta no mercado financeiro através dos indicadores econômicos.

B612_20210521_152657_024_2
Melissa Nunes Especialista em Finanças Pessoais e Investimentos

O termo bull market é uma expressão que, se você está iniciando no mundo dos investimentos, certamente já ouviu em algum momento. Em tradução livre o termo significa “mercado touro” e trata-se de mais um dos jargões que o mercado financeiro cria para expressar metaforicamente um cenário.

Conhecer o significado dos jargões é útil para que você compreenda com maior facilidade os artigos e relatórios de corretoras e casas de análises, pois analogias, especialmente em inglês, são bastante usuais no dia a dia do mercado. 

Continua após a publicidade

Continue a leitura e entenda o que é bull market e como os investidores o utilizam para ganhar dinheiro.

daniel-lloyd-blunk-fernandez-bull-market
O “Charging Bull” de Wall Street, que representa o bull market, encara a “Garota Destemida”.

O que é bull market e por que tem esse nome?

Bull market é uma expressão utilizada no mercado financeiro para fazer referência a um mercado de alta, quando os preços na bolsa estão subindo por um longo período de tempo.

Continua após a publicidade

A origem da expressão “mercado touro” é uma referência ao movimento de ataque do touro, que ataca com os chifres, fazendo um movimento de baixo para cima. 

Para os investidores em bolsa, um mercado em tendência de alta é a perspectiva de lucros com as ações.

O touro do bull market: Charging Bull

O Charging Bull é a forma como é conhecido o Touro de Wall Street, uma escultura em bronze que fica no Bowling Green Park, um parque público no distrito financeiro de Manhattan.

A obra de arte foi criada pelo artista plástico italiano Arturo Di Modica, após o crash da bolsa de valores em 1987, que ficou conhecido como Black Monday.

Continua após a publicidade

A história do Touro de Wall Street é bastante curiosa. Em dezembro de 1989, Arturo Di Modica instalou sua escultura, sem autorização da prefeitura, ao lado do prédio da Bolsa de Valores de New York, mas a obra foi removida pela polícia.

Alguns dias depois, graças à interferência do empresário Arthur Piccolo, membro da Bowling Green Association, o touro foi transferido para o Bowling Green Park e ali permanece nos últimos 33 anos como um símbolo icônico do poder de Wall Street e atrai, diariamente, centenas de turistas do mundo todo.

A escultura em bronze de 3,4 metros de altura e 4,9m de comprimento, pesa mais de 3 toneladas e foi criada por Di Modica, inspirado na obra denominada ‘O Touro e o Urso” instalada em 1985 em frente à bolsa de valores de Frankfurt, Alemanha, em comemoração ao aniversário de 400 anos do principal mercado financeiro da Europa.

Em tradução livre, Charging Bull significa “Touro em investida” e, segundo o autor da obra, foi um presente à Cidade de Nova York, como símbolo da força e poder do povo norte-americano. A pose do touro foi escolhida para mostrar a força da preparação do animal para o ataque.

Continua após a publicidade

O que acontece no bull market?

Bull market, na visão dos analistas, é quando um ou mais ativos apresentam altas a partir de 20% em relação ao ponto mais baixo do ciclo precedente, refletindo a confiança do mercado por um período prolongado.

O otimismo do mercado que leva à alta das ações pode ser decorrente de inúmeros fatores, em geral, de ordem macroeconômica.  A economia como um todo possui indicadores que corroboram a percepção quanto ao otimismo do mercado: a elevação dos níveis de emprego, aumento da confiança do consumidor, queda da inflação, aumento do PIB, entre outros.

O êxito do investidor está em acertar o momento em que a tendência de alta está iniciando. Isso possibilita a compra de ativos a um bom preço de entrada, podendo obter lucros com a venda quando a curva estiver em seu ápice ou perto dele. 

Bull market na bolsa de valores brasileira

Conforme apontam alguns grandes gestores de mercado, em um ciclo de alta a bolsa tende a subir entre 15 e 20 vezes em relação ao último valor apresentado no ciclo de baixa. 

Continua após a publicidade

Na bolsa de valores brasileira, já tivemos bull market em vários momentos, como você pode ver nos exemplos abaixo: 

  • década de 1960: no período conhecido como Milagre Econômico, a bolsa subiu, em dólares, mais de 1200 pontos;
  • 1974: após a crise do petróleo, houve novo ciclo de alta, quando a bolsa saiu de 240 pontos em dólares para mais de 4 mil pontos;
  • 1991: o mercado reagiu positivamente  ao Plano Collor II, levando a bolsa a seis sucessivas altas com valorização do Ibovespa em 71%;
  • a partir de 1994, com o Plano Real, a bolsa brasileira avançou incríveis 3.000% em um período de mais ou menos 6 anos;
  • 1999: o otimismo com o setor de tecnologia apresentando forte expansão, tanto no mercado interno quanto externo, significou 151,9% de alta na bolsa brasileira;

Bull market e bear market

Os ciclos de alta e baixa na bolsa de valores se caracterizam pela combinação de fatores macroeconômicos que suscitam o otimismo ou pessimismo do mercado. 

Nenhum ciclo permanece indefinidamente e, após sucessivos ciclos de alta, o mercado sempre tem novos períodos de bear market, que é o “mercado urso” em analogia à forma de ataque desse mamífero, cujo golpe contra suas presas é de cima pra baixo. 

Bull marketBear market
Otimismo dos investidores / Mercado compradorPessimismo / Mercado vendedor ou parado
Economia forte e em ascensãoInflação em alta / Economia em crise
Empresas com alta lucratividadeQueda nas vendas e nos lucros
Alta do PIBPIB estagnado ou em queda
Níveis de emprego em altaAltas taxas de desemprego
IPOs na bolsa captando investimentosMercado refratário às novas captações

Como identificar o bull market?

Identificar o bull market requer conhecimentos bastante específicos e envolvem análise fundamentalista e análise gráfica. Ainda assim, não há precisão. Os indicadores matemáticos ajudam bastante, porém, inúmeras variáveis interferem, tornando essa ciência inexata.

Continua após a publicidade

Muitos investidores, em especial aqueles mais experientes e que acompanham o mercado há tempos, buscam, sempre que possível, antecipar-se ao mercado, comprando ações na baixa para vender na alta. 

Além dos conhecimentos em análise técnica, saber interpretar o cenário macroeconômico e geopolítico são pré-requisitos importantes para quem deseja ter estratégias de alocação em linha com os movimentos do mercado, portanto, não é uma tarefa simples.

Se você tem como meta o aumento de patrimônio, recomendo que você faça uma assinatura de uma boa casa de análises e acompanhe os relatórios dos analistas, além de dedicar algum tempo também aos relatórios que os gestores de grandes fundos costumam publicar. Isso tudo irá te munir de informações que respaldam sua estratégia.

Quanto tempo dura o bull market?

Não é possível definir o tempo de duração de um bull market. O otimismo dos mercados é motivado por fatores dinâmicos, portanto, a duração pode variar de dias a anos.

Continua após a publicidade

A combinação de variáveis macroeconômicas e políticas são determinantes, portanto, o máximo que é possível fazer para entender a duração é olhar no retrovisor. Ou seja, analisar gráficos dos principais índices do mercado financeiro em linhas de tempo longas, correlacioná-los aos acontecimentos políticos, sociais e econômicos de cada período e, assim, criar uma curva de aprendizado sobre tendências.

Análises do histórico dos principais índices do mercado possibilitam identificar alguns padrões, contudo, são referências do histórico que não obrigatoriamente irão se perpetuar nos próximos ciclos, portanto, cautela é sempre recomendável. 

Ainda assim, serão apenas tendências com maior ou menor probabilidade de se repetirem, de acordo com sua consistência dentro de cada contexto. Aqui, vale o disclaimer presente em 100% das lâminas de fundos de investimento: “desempenhos passados não são garantia de ganhos futuros”.

O que fazer em momentos de bull market?

O que você deve fazer no bull market, assim como em quaisquer outros cenários, está muito mais ligado às suas metas pessoais e estratégias de investimento, do que propriamente ao mercado em si.

Continua após a publicidade

Contudo, considerando que a alta do bull market é mais prolongada e que você acompanhe as análises de mercado para compreender as tendências, em linhas gerais, uma forma de capitalizar no bull market é é comprar as ações no início da alta e vendê-las antes que atinjam seu pico.

O bull market é o momento em que ter uma alocação mais alta em ações tende a lhe proporcionar maiores retornos, mas, para que isso seja feito de forma estratégica, é preciso que seu acompanhamento ao mercado seja contínuo.

Identificar as tendências de mercado é muito difícil, portanto, é necessário cautela e, sobretudo, manter-se fiel ao seu planejamento pessoal, mesmo em cenário de bull market, quando a tentação de fugir do plano e aproveitar oportunidades é ainda maior. 

Claro que você pode destinar um percentual de sua carteira e, munido do máximo de informações que puder, lançar-se a aproveitar potenciais oportunidades, mas, em nenhuma hipótese deve realocar toda sua carteira em função de um ciclo. 

Continua após a publicidade

Conclusão

Embora seja importante compreender a direção que o mercado está tomando, para o investidor comum, que não atua profissionalmente com finanças, é especialmente difícil prever o início e término de um período de bull market.

Saber o momento exato em que o bull market provavelmente chegou ao seu pico e irá reverter é algo que demanda tempo de estudo e acompanhamento. Sendo assim, muito mais importante do que identificar os pontos exatos de entrada e saída de ativos, é ter uma alocação estratégica de ativos de longo prazo.

Ter um portfólio diversificado de investimentos é a melhor forma de ter segurança e tranquilidade para enfrentar as oscilações e mudanças de ciclos, além de evitar a tomada de decisões por impulso e seguindo a manada.

Perguntas frequentes

  1. O que são Touros e Ursos no mercado financeiro?

    Mercado Touro e Mercado Urso são analogias utilizadas pelo mercado financeiro para expressar tendências de alta o de baixa na bolsa de valores. O touro é um animal que ataca com os chifres de baixo pra cima – por isso representa os preços em movimento de alta – enquanto o urso, ataca suas presas de cima pra baixo, arremessando-as ao chão, representando, portanto, os preços em queda.

  2. O que é bull trap?

    É e expressão usada quando uma recuperação expressiva do mercado após um período de baixa, leva a um otimismo exagerado, e à crença de que se tem o início de um bull market, mas a recuperação não se sustenta, com o mercado voltando ao movimento de queda logo em sequência.

  3. Quanto tempo dura um bull market?

    Não é possível prever a duração, pois inúmeras variáveis podem influenciar as tendências na bolsa de valores. Dessa forma, um bull market pode durar vários dias consecutivos, ou até mesmo meses e anos.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.