Investir em Bitcoin: o que saber antes de começar

Conheça informações importantes para saber antes de começar a investir em Bitcoin.

Karina Carneiro
Karina Carneiro

Certamente você já ouviu falar em algum momento sobre investir em Bitcoin. Além de ser a primeira criptomoeda descentralizada do mundo, ela é considerada, até os dias de hoje, como uma das maiores revoluções do mercado financeiro.

Desenvolvida por um grupo de programadores de pseudônimo “Satoshi Nakamoto”, os investimentos em Bitcoin ganharam popularidade em todo o mundo. E com isso, muitas portas foram abertas para a criação de outros tipos de papéis financeiros. Para se ter uma ideia do tamanho da importância da criptomoeda, somente em 2019, podiam ser computadas cerca de 2.354 opções similares a este investimento

Continua após a publicidade

Entretanto, investir em Bitcoin requer cautela e bastante análise. Além de ser uma moeda digital, é preciso lidar com uma volatilidade alta, além das oportunidades de perdas e ganhos na mesma proporção.

Pensando nisso, o iDinheiro preparou este conteúdo para servir como um guia para investir em Bitcoin. Vamos lá?

Continua após a publicidade

O que é investir em Bitcoin?

Conforme já apontamos, o Bitcoin é uma moeda financeira digital. Dessa forma, qualquer pessoa pode fazer transações online, sem a necessidade de intermediários, como as grandes instituições financeiras. Isso acontece porque toda a operação é feita de forma simplificada.

Com o seu surgimento, em 2009, pudemos acompanhar uma verdadeira revolução deste mercado, em todos os sentidos. 

Seu desenvolvimento inicial foi o de criar uma transação estratégica para movimentação através da Deep Web, a “internet profunda”, onde a maioria dos usuários não possuem acesso com facilidade.

Cada moeda em bitcoin pode ser comparada a um arquivo de computador armazenado em uma “estante virtual”. Desta maneira, é possível enviar um Bitcoin (ou parte dele) para qualquer usuário desta mesma plataforma. 

Continua após a publicidade

Investir em Bitcoin no Brasil

Falando especificamente do nosso País, o Brasil é uma das principais nações investidoras em moedas de Bitcoin.

O investimento começou a se popularizar por aqui em meados de 2013, com o mercado de ganhos extremamente lucrativo entre 2014 e 2015. 

Por conta da facilidade em transacionar dinheiro e possibilidade de altos ganhos, a moeda logo se transformou em uma verdadeira febre nacional no mundo das finanças. 

O que saber antes de investir em Bitcoin?

Ao decidir investir em Bitcoin, é fundamental que você conheça os principais nomes e quais são os processos que tornam essa moeda tão atrativa. Por isso, listamos abaixo os principais termos para que você não se perca. 

Continua após a publicidade

TermoO que é
Blockchainé uma rede com milhões de computadores interligados. Unidos e em funcionamento ao mesmo tempo, conseguem gerar um grande poder de processamento para criar moedas de Bitcoin;
Mineração de Bitcoinacontece quando existem softwares ligados através do blockchain com o objetivo de gerar novas moedas de Bitcoin. Isso acontece, sempre, com a resolução de fórmulas complexas para que não sejam fraudadas ou roubadas. Porém, não são todas as pessoas que conseguem montar seu próprio Bitcoin. Para isso, é necessário ter máquinas específicas, além do consumo exaustivo de energia elétrica para fazer o processo funcionar;
Lastro do Bitcoinsão a garantia de integridade do processo, onde a Blockchain e a própria moeda digital ganham bastante destaque. Entretanto, mesmo nos dias de hoje, nada vale mais do que a confiabilidade do público investidor nesta moeda, que não pára de crescer sua popularidade;
Exchange de Bitcoinsão as corretoras onde você abre uma espécie de conta corrente. Nessas plataformas, você transfere o seu dinheiro, em real ou na moeda desejada. Depois, ele é direcionado para o leilão das Bitcoins, onde o usuário poderá comprar e vender a moeda para outras pessoas que também estejam interessadas em fazer negócios naquele momento.

Vantagens do Bitcoin

Se você está buscando por um investimento com possibilidades de ganhos rápidos e uma supervalorização acima do mercado atual, certamente pode se interessar pela criptomoeda.

Porém, este não é o único benefício envolvendo a moeda digital. Confira abaixo alguns motivos para que você consiga enxergar todas as possibilidades de trabalho com o Bitcoin.

Transações confiáveis

Por fazer parte da Deep Web, você tem a certeza de que todas as suas transações acontecerão em um ambiente que pode ser considerado confiável. Ou seja: sem qualquer possibilidade de roubo de informações ou das suas moedas adquiridas.

De toda forma, para que isso ocorra, é importante seguir todas as recomendações de segurança e se certificando de que os sites em que você deixará seus dados (e moedas) são seguros.

Continua após a publicidade

Isenção de imposto

Se você deseja transacionar valores a qualquer instante, saiba que este tipo de moeda possui isenção no pagamento de impostos aqui no Brasil para vendas de até R$ 35 mil no mês. Essa é uma vantagem fiscal interessante e que é, inclusive, maior que a isenção de R$ 20 mil para ações.

Facilidade de envio para outros países

Outro motivo que faz com que os investimentos em Bitcoin se tornem vantajosos, é a possibilidade de deixar o dinheiro crescer.

A partir disso, quando achar necessário, é possível transacioná-lo para qualquer lugar do mundo, sem contar com os impostos novamente.

Desta maneira, você poderá enviar dinheiro para um amigo que esteja nos Estados Unidos, por exemplo, onde ele consiga converter esse dinheiro na moeda local sem nenhum problema. E sem pagar impostos.

Continua após a publicidade

Desvantagens do Bitcoin

Por mais que existam vantagens, os investimentos em Bitcoin também possuem o lado negativo, assim como qualquer produto financeiro do mercado. Por isso, é importante que você também conheça alguns pontos negativos apontados pelos próprios usuários, como:

Alta volatilidade

Por se tratar de uma criptomoeda negociada no mundo todo, 24 horas por dia, a volatilidade que os investimentos do Bitcoin podem sofrer em um único dia são imensas. Sendo assim, esteja preparado para grandes oscilações de mercado, tanto positivas, como negativas. 

Sem segurança fiscal

Tratando-se de uma moeda digital, ela não é regulamentada em nenhum órgão governamental. Sendo assim, caso aconteça algum problema com o seu dinheiro, infelizmente você não terá a quem recorrer de forma jurídica.

Como investir em Bitcoin

Para começar a fazer seus investimentos em Bitcoin, primeiramente, você precisará definir qual o modelo desejado para comprar suas moedas. 

Continua após a publicidade

Levando isso em consideração, é muito importante que você escolha um ambiente seguro para realizar suas transações.

Atualmente, você poderá utilizar 4 diferentes métodos: P2P, corretoras de criptomoedas (exchanges), ETFs e fundos de investimento.

1. P2P

O termo em inglês significa de “pessoa para pessoa”. Assim, escolhendo esta opção, a compra do Bitcoin acontecerá diretamente de um outro investidor como você, que esteja querendo se desfazer de suas moedas.

2. Corretoras de criptomoedas

Assim como as corretoras de valores, as empresas de criptomoedas possuem a função de disponibilizar as criptomoedas e transacionar os valores indicados por você da melhor maneira possível. 

Continua após a publicidade

Por isso, avalie a empresa para saber se ela realmente tem um bom histórico neste mercado. Você poderá tirar suas conclusões buscando informações como:

  • a empresa é idônea?
  • ela já negociou muitas transações em Bitcoin?
  • ela preza pela transparência?
  • qual o tempo em que ela se encontra no mercado?

Para saber mais, veja este artigo: 9 melhores corretoras de criptomoedas no Brasil

3. ETFs de criptomoedas

Mais recentemente, alguns fundos de índice também foram criados com o objetivo de seguir as cotações das moedas virtuais. Sua grande vantagem é poder investir em criptomoedas, como o Bitcoin, diretamente pela bolsa de valores brasileira, sem necessitar abrir conta em uma exchange.

Atualmente, alguns ETFs de criptomoedas no mercado, são:

  • HASH11;
  • BITH11;
  • QBTC11;
  • ETHE11;
  • QETH11.

Saiba mais sobre eles nos seguintes textos:

4. Fundos de investimento em criptomoedas

Além dos ETFs, também é possível encontrar alguns fundos de investimento que contêm criptomoedas no seu portfólio. Simbolizando outra opção de investir por uma corretora brasileira, os fundos também oferecem a possibilidade de diversificação e menor risco, já que contam com vários ativos em sua composição e a gestão de um gestor profissional.

Entre os fundos de criptomoedas disponíveis para o público em geral, estão:

  • BLP Criptoativos FIM;
  • Hashdex 20 Nasdaq Crypto Ind;
  • Vitreo Cripto Metals Blend;
  • BTG Pactual Bitcoin 20 FI Mult.

Para investir nesses fundos, é preciso procurar uma corretora de valores onde estejam, disponíveis, como: BTG Pactual, Vitreo, Nu Invest, Órama e XP Investimentos.

Continua após a publicidade

Vale a pena investir em Bitcoin?

Diante deste cenário, nossa recomendação é a de que você sempre estude o investimento que deseja realizar a sua aplicação, antes da operação ser concluída. E isso vale para qualquer produto de investimentos.

Afinal, o Bitcoin e outras criptomoedas podem ter uma rentabilidade inacreditável, mas ao mesmo tempo, você pode ter um dos maiores prejuízos da história.

Levando isso em consideração, se o seu perfil de investidor for suscetível à riscos, vale a pena começar neste universo com poucas aplicações. Mas lembre-se, escolha ir para o mercado de renda variável e ativos mais arriscados apenas se você já montou sua reserva de emergência.

Se você quiser receber mais novidades sobre Bitcoin, não deixe de fazer sua assinatura na newsletter do iDinheiro.

Continua após a Publicidade

2 comentários

  1. SONIA REGINA

    QUERO ENTRAR NESTE MUNDO BITCON

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.