Posso Guardar Dinheiro na Conta Salário? Rende juros?

Entenda como guardar dinheiro com a conta salário e conheça outras opções para que possa render o seu dinheiro ou guarda-lo sem taxas!

melissa nunes perfil
Melissa Nunes

Artigo foi originalmente publicado pelo site Conta em Banco que, desde julho de 2020, faz parte do iDinheiro. Conteúdo e comentários foram integralmente mantidos.

Posso Guardar Dinheiro na Conta Salário? Rende juros?

Se, por acaso, você trabalha em uma empresa e tem uma conta salário onde recebe seus proventos todo mês, talvez esteja se perguntando se existe algum problema em deixar seu dinheiro, sem uso, parado na conta.

Não existe problema nenhum, na verdade. E não se preocupe, pois o banco não vai tomar seu dinheiro caso você não o gaste ou transfira para outra conta, a não ser que você tenha algum tipo de dívida que é descontada na fonte.

Continua após a publicidade

Mas será que a conta salário é mesmo a melhor opção para guardar seu dinheiro tão suado? Será que rende juros, como a poupança?

Vou te explicar, neste artigo, se isso é uma boa ideia e se existem outras opções, gratuitas como a conta salário, que podem ser mais vantajosas.

Continua após a publicidade

O que é e como funciona a conta salário?

A conta salário, como o próprio nome diz, é uma conta exclusiva para receber um salário. Além disso, também é possível receber proventos como pensões e aposentadorias (exceto INSS).

Para abrir uma conta salário, uma empresa ou empregador precisa fazer uma parceria com o banco de escolha. A partir daí, pode solicitar aos funcionários que abram conta nessa instituição para receber seus vencimentos.

Então, como você pode ver, não é possível simplesmente ir ao banco e pedir para abrir uma conta salário, pois, para isso, você precisa de uma carta da empresa parceira. Inclusive, vale ressaltar que o banco não pode se recusar a abrir a conta.

Essas são algumas características da conta salário:

  • não há cobrança de taxas ou tarifas de qualquer tipo;
  • apenas a empresa ou empregador podem fazer depósitos nessa conta;
  • não é possível receber transferências de outras contas;
  • não está sujeita à penhora e bloqueio;
  • é apenas para pessoas físicas;
  • possibilidades de saques, pagamentos e transferências dependem das regras de cada instituição;
  • não há opção de cheque especial e a conta não fica negativa.

Posso guardar dinheiro na conta salário? Rende juros?

criança chacoalhando cofrinho

A conta salário é, para muitos, o primeiro contato com um banco, pois, em muitos casos, a pessoa só abre uma conta quando consegue o primeiro emprego. Então, a pedido da empresa, vai até a instituição para solicitar a abertura de conta.

Continua após a publicidade

Assim, por ser uma conta isenta de tarifas e poucas possibilidades de movimentação, muita gente pode pensar que essa é uma boa forma de guardar dinheiro. Isso é possível, sim, afinal, seu dinheiro fica lá até que seja transferido para outra conta ou usado.

Mas é só isso mesmo que acontece: o dinheiro fica lá, parado. Não há rentabilidade nem correção de valores e, por isso, usar a conta salário como cofrinho não é a opção mais interessante.

Você pode, por exemplo, pedir a portabilidade de salário para outra conta em que você seja titular, podendo ser até uma conta poupança. A partir daí, é possível direcionar seu dinheiro para onde quiser. Veja as sugestões a seguir.

Onde guardar dinheiro sem custos?

moedas representando guardar dinheiro

Ao contrário do que muitos pensam, nem todas as contas em banco sofrem cobrança de tarifas de manutenção e outras taxas que ninguém gosta de pagar. Aliás, existem muitas opções interessantes que são totalmente gratuitas e podem ajudar a rentabilizar seu dinheiro de maneira segura e comprovada.

Continua após a publicidade

1. Conta poupança ou conta de serviços essenciais

As opções mais simples e acessíveis são a conta poupança e a conta de serviços essenciais, disponíveis em todos os bancos, dos mais tradicionais aos mais novos.

As duas contas têm sua gratuidade assegurada pelo Banco Central, de acordo com a Resolução 3.919, que veda a cobrança de tarifas nesses casos. Veja o que está incluso em cada uma delas:

Conta poupança

  • Cartão para movimentar a conta;
  • 2 extratos mensais de conta;
  • 2 saques em caixa eletrônico ou guichê de caixa;
  • consultas ilimitadas via internet;
  • 2 transferências entre contas de mesma titularidade.

Conta corrente essencial

  • Cartão com função débito;
  • 10 folhas de cheque e compensação de cheques;
  • 2 extratos mensais de conta;
  • 4 saques em caixa eletrônico ou guichê de caixa;
  • 2 transferências entre contas da própria instituição;
  • 2 transferências entre contas de mesma titularidade;
  • consultas ilimitadas via internet.

Na conta poupança, você já sabe como funciona: seu dinheiro rende a juros compostos uma vez por mês. Então, se tirar antes do aniversário, perde o rendimento. Se quiser saber mais sobre como isso funciona, dê uma olhada neste artigo.

A conta essencial é uma conta corrente comum, com as limitações citadas acima. Mas ela pode te dar acesso a outros produtos e investimentos do banco, como CDBs, LCIs e fundos de investimentos, onde você pode fazer aplicações para rentabilizar seu dinheiro.

Continua após a publicidade

E saiba que os bancos são obrigados a abrir esse tipo de conta caso o cliente solicite, viu? 

Então, caso opte por abrir essa conta (ou cancelar seu pacote de serviços no seu atual banco) e te digam que ela não existe, mencione a resolução citada acima e, se preciso, ameace fazer denúncia no Banco Central.

2. Contas de pagamento que rendem

Essas, você provavelmente já conhece: Nuconta, Pagbank, Picpay e etc. São contas de pagamento que possuem a grande vantagem da rentabilidade na própria conta corrente.

É bem simples, basta depositar o dinheiro nessas contas que ele passa a render juros compostos diariamente. Inclusive, muitas dessas contas oferecem rendimentos bastante interessantes, de 100% chegando a 200% do CDI ou mais (enquanto a poupança rende, apenas, cerca de 70%).

Continua após a publicidade

A garantia é feita por meio de títulos do Tesouro Direto, que a empresa compra em seu nome. Assim, a segurança do dinheiro na conta é muito parecida com a própria segurança do Tesouro Direto.

Em geral, essas contas de pagamento também são gratuitas e algumas oferecem até mesmo outras opções de investimento, como é o caso do RDB da Nuconta. Aliás, é possível fazer a portabilidade de salário diretamente para esse tipo de conta, facilitando muito o processo e rentabilizando seu dinheiro desde o dia do pagamento.

3. Bancos digitais

Um passo à frente das contas de pagamento, temos os bancos digitais, que são como os tradicionais, mas atuam 100% no ambiente digital, sem a necessidade de agências físicas.

Aliás, são também uma opção segura, pois passam pelos mesmos processos de aprovação e funcionamento e são regulados pelo Banco Central. Então, não há motivos para desconfiança se a instituição está na lista daquelas autorizadas a operar.

Continua após a publicidade

A grande vantagem dos bancos digitais é que a maioria é isenta de tarifas, tanto para abrir como para manter a conta, além de oferecer saques, transferências e outras gratuidades que normalmente são pagas nos bancos tradicionais.

Além disso, muitos têm um bom portfólio de investimentos em renda fixa, fundos de investimentos e até renda variável. Ou seja, você tem muito mais opções e pode, até mesmo, evoluir conforme ganha experiência e confiança.

4. Corretoras de valores

Por fim, temos as corretoras de valores, que funcionam como um grande supermercado de investimentos. Nelas, você pode escolher entre os mais diversos tipos de ativos em renda fixa, uma infinidade de fundos e, também, comprar ações via home broker.

Muitos bancos também oferecem esses produtos e serviços, mas as corretoras são especializadas nisso e, portanto, têm mais diversidade e, muitas vezes, plataformas melhores e com mais funcionalidades.

Continua após a publicidade

Além do mais, a maioria não cobra para quase nada, e, quando cobra, as taxas são bastante amigáveis e muito menores do que nos bancos tradicionais.

Então, se seu objetivo é usar seu salário para conquistar diferentes metas e objetivos, essas instituições podem ser uma boa escolha.

Conclusão

Depois de tudo o que eu tratei aqui, espero que você tenha ampliado seus horizontes para as possibilidades de guardar seu dinheiro!

Pense comigo: se trabalhamos tanto para garantir nossa renda todos os meses, é justo que façamos boas escolhas financeiras que honrem esse esforço, certo?

Continua após a publicidade

Então, como você viu, existem diversas opções mais interessantes do que apenas deixar seu dinheiro parado na conta salário e que não te custam valor algum. Agora, é só escolher aquela ou aquelas que fazem mais sentido para você.

Saber onde guardar e ter bons objetivos para o nosso capital também faz parte do processo de organização financeira, que é muito mais do que ganhar e gastar com consciência. Por isso, não deixe de pensar sobre isso e, se precisar da nossa ajuda, temos muitos textos que podem facilitar esse processo pra você!

Aliás, antes de ir, não esqueça de assinar a nossa newsletter, para que possamos entregar conteúdos como esse e outros diretamente na sua caixa de entrada, toda semana!

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.