Notícias

Google Fotos deixa de ser gratuito de forma ilimitada; entenda o que muda

Karina Carneiro
Karina Carneiro
logo do google fotos deixa de ser gratuito
Google fotos deixa de ser gratuito de maneira ilimitada. Após 15GB de armazenamento, usuário precisará contratar serviços do Google One.

Depois de cinco anos disponibilizando o armazenamento de fotos em alta qualidade, o Google Fotos deixa de ser gratuito de forma ilimitada.

A partir de 1º de junho de 2021, os usuários que excederem a capacidade de 15GB na nuvem da empresa precisarão realizar a assinatura do Google One para continuarem tendo acesso ao produto.

Continua após a publicidade

Entretanto, todas as fotos e vídeos enviados antes desta data não farão parte do limite imposto pelo serviço.

A medida tomada é mais uma das mudanças que o Google vem trazendo ao longo do ano. A empresa já anunciou o Google Chat de maneira gratuita e modelou os serviços empresariais do Gsuite para Google Workspace.

Google Fotos deixa de ser gratuito – Como ter acesso a mais espaço na nuvem?

Os usuários que precisarem de maior armazenamento precisarão assinar os planos do Google One, que têm preços a partir de R$ 6,99.

A assinatura mínima do Google One contempla em 100GB de espaço de armazenamento. Esse espaço é dividido com outros produtos da empresa, como o Gmail e o Google Drive, por exemplo.

O sistema de assinatura é bastante similar ao oferecido pela Apple com o iCloud.

É possível saber quando o espaço estiver acabando?

A empresa será responsável por enviar diferentes alertas quando o limite de capacidade de uso estiver próximo de ser atingido. 

Além disso, os usuários também contarão com uma nova ferramenta de gerenciamento de armazenamento.

Desta forma, se torna mais fácil encontrar as fotos e excluir arquivos que não sejam tão importantes, como fotos borradas e capturas de tela.

O Google também acredita que 80% dos usuários que utilizam o Google Fotos de maneira ativa não deverão ter o limite de 15GB atingido pelos próximos três anos. 

Outra novidade anunciada é a nova política de exclusão de informações de contas inativas. Ou seja, que não sejam conectadas por pelo menos dois anos. 

Documentos Google serão contabilizados

Juntamente com as fotos, os arquivos do “Documentos Google”, como documentos do Docs, apresentações, desenhos e planilhas, também passarão a ser contabilizados nos limites de armazenamento.

Até o momento, todos os arquivos de drive que sejam criados e atualizados com os produtos Google não contam espaço de nenhuma parte da nuvem do consumidor.

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para receber todos os conteúdos em tempo real. 

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *