Investimentos, Notícias

Segundo analistas, fundos imobiliários devem se tornar mais populares

Karina Carneiro
Karina Carneiro
shopping, representando fundos imobiliários populares
Para analistas, os fundos imobiliários devem se tornar mais populares principalmente por conta do cenário de juros baixos do mercado atual

Diante do cenário de juros baixos no Brasil e da queda da busca por investimentos em renda fixa, analistas acreditam que os fundos imobiliários devem se tornar mais populares nos próximos meses.

O mercado de fundos imobiliários vem ganhando bastante destaque desde a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) em manter a taxa Selic a 2% ao ano. Prova disso é segmento ter atingido o recorde de 1 milhão de investidores alcançados no mês de setembro de 2020.

Continua após a publicidade

De acordo com Marcos Baroni, analista e chefe de pesquisa em fundos imobiliários da Suno Research, esse número deverá crescer ainda mais nos próximos anos.

“Eu realmente não ficaria surpreso se o mercado de fundos imobiliários atingisse 5 ou 10 milhões de investidores nos próximos cinco anos, assim como cresceu de maneira exponencial nos últimos dois anos”, comentou ao portal Terra. 

Como os investimentos em fundos imobiliários se tornaram populares?

Segundo dados divulgados pela B3, o número de investidores que estão realizando aportes recorrentes em fundos imobiliários é cada vez maior. Em 2018, eram 208 mil pessoas investindo. O número saltou em setembro de 2020 para 1,01 milhões.

Para Danilo Barbieri, diretora da BRL Trust, o crescimento de mercado foi acima do esperado por conta da queda crescente dos juros de produtos na renda fixa.

“O número de pessoas se multiplicou por cinco, por conta da percepção do investidor em precisar recorrer a outros mercados. Ele conseguiram entender que deixando o dinheiro na poupança ou parado na renda fixa, iam acabar perdendo recursos ao longo dos anos”, disse à Terra.

Opção segura dentro do mercado de renda variável

Os fundos imobiliários, inclusive, são vistos pelos analistas como uma das opções mais seguras dentro do universo de renda variável.

Inclusive, a maioria desses papéis disponíveis no mercado são atrelados à empresas de renome ou investimentos que pagam bons dividendos. 

Na visão de Reinaldo Lacerda, sócio da Hieron Patrimônio Familiar, os fundos imobiliários devem se tornar mais populares por serem considerados uma transição natural do investidor conservador para o mercado de renda variável.

“Quando falamos de investimentos mais conservadores, logo pensamos em imóveis. E nada melhor do que o fundo imobiliário para apresentar esse universo para essas pessoas. Por isso, a receptividade e a popularidade deste papel deve ser cada vez maior nos próximos anos”.

Rendimentos dos fundos imobiliários

Com os rendimentos cada vez mais comprometidos na renda fixa, os fundos imobiliários aparecem como uma alternativa de diversificação da carteira, já que alguns papéis chegam a pagar cerca de 3,5% a 7% de dividendos ao ano.

“Atualmente, para quem busca uma segurança na cultura de investimento em tijolos como o Brasil, são rendimentos muito melhores do que uma poupança, por exemplo. Apesar de mercados como os shoppings terem sido prejudicados por conta da pandemia, a recuperação das cotas deve acontecer em breve”, analisou Lacerda ao Portal Terra. 

Gostou do conteúdo? Não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para receber todas as informações sobre o mercado financeiro e o universo dos investimentos em tempo real. 

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *