Finanças Pessoais

Fluxo de caixa: o conceito contábil que pode ser aplicado às finanças pessoais

Victor Leitão
Mulher utilizando uma calculadora para analisar seu fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta muito interessante para controlar melhor o seu dinheiro e analisar tanto sua capacidade de pagamento quanto sua saúde financeira.

Artigo originalmente publicado em blog.mobills.com.br. Conteúdos e comentários foram integralmente mantidos.

Fluxo de caixa: o conceito contábil que pode ser aplicado às finanças pessoais

Uma das formas de mensurar se você está com uma boa saúde financeira ou não – principalmente no curto prazo -, é fazendo e avaliando seu fluxo de caixa.

Através dele é possível saber se sua renda está sendo suficiente para cobrir as despesas mensais e se está sobrando dinheiro para ser investido.

Continua após a publicidade:

O fluxo de caixa pessoal tem o objetivo de transparecer todas as suas contas, deixando claras as entradas e saídas de recursos em um período.

Se o seu fluxo está negativo (situação de endividamento) ou zerado (gasta tudo que ganha) está na hora de repensar a forma como o dinheiro está entrando em caixa e para onde está sendo destinado.

Continua após a publicidade

Muitas pessoas lidam com um grande fluxo de operações financeiras diárias, que envolve pagamentos, recebimentos, compras e tantas outras movimentações.

E controlar tudo isto pode ser um desafio para quem não se organiza bem ou não têm uma rotina de controle de gastos definida.

Mas, afinal, o que é o fluxo de caixa? Para que serve? Quais tipos existem? Qual sua importância? Como criar um fluxo de caixa pessoal?

Essas e outras perguntas serão respondidas neste artigo.

Se você quer aprender tudo que é necessário sobre este tema, sugiro que leia este texto até o final.

Continua após a publicidade

Sem mais delongas, vamos ao conteúdo!

O que é fluxo de caixa?

Como já expliquei mais ou menos na introdução, é a ferramenta que controla a movimentação das receitas e das despesas em um determinado período.

Este é o conceito nas Ciências Contábeis.

No caso das finanças pessoais, é representado pelo registro de todas as fontes de renda e todos os gastos que aconteceram em determinado espaço de tempo.

Manter um fluxo de caixa atualizado é crucial para o sucesso na vida financeira!

Isso porque, gastos menores – que podem parecer irrelevantes – quando somados têm grandes chances de comprometer seu orçamento.

Quem nunca se assustou com a conta de um cartão de crédito quando a fatura chegou? 

Continua após a publicidade

É muito comum o seguinte questionamento: “Como gastei tudo isso no mês?”.

Ocorre que quando se vai analisar a fatura, percebe-se que a soma dos vários gastos pequenos de 10, 20, 30 reais geraram o valor total de R$ 1.000,00!

Isso normalmente acontece quando você não se preocupa em manter um fluxo de caixa pessoal.

O mesmo, ou pior, ocorre com dinheiro em espécie presente na sua carteira.

No final das contas, se os gastos não forem registrados corretamente, seu “controle financeiro” vai para o ralo.


Saiba como usar o cartão de crédito a seu favor


Para que serve o fluxo de caixa?

O objetivo dessa ferramenta é apurar e projetar o saldo disponível para que exista sempre capital para cobrir as despesas, ser aplicado ou eventuais gastos.

Continua após a publicidade

Desta maneira, independentemente do seu nível de renda, ao manter um fluxo de caixa atualizado, você terá um cenário completo da sua saúde financeira.

Com o correto controle do fluxo de caixa, é possível verificar uma série de variáveis, tais como:

  • As melhores formas de utilização dos recursos;
  • Onde estão sendo empregados os maiores percentuais de sua renda;
  • Além de permitir o acompanhamento de suas aplicações.

Tipos de fluxo de caixa

Quando se trata de fluxo de caixa no âmbito das finanças pessoais, existe basicamente o fluxo normal ou tradicional, que é este que deve conter todas as receitas e despesas que surgem diariamente.

No entanto, existem também dois fluxos complementares, os quais podem ser feitos de maneira separada ou conjunta com o fluxo tradicional, são eles:

Continua após a publicidade

Fluxo de caixa projetado

Este não considera o que já foi efetivamente ganho ou gasto.

Sua principal função é apenas analisar os ganhos e gastos futuros, para antever situações de possível endividamento ou folga orçamentária. 

Fluxo de caixa para investimentos

Por outro lado, este fluxo considera apenas os valores residuais do orçamento.

Sua finalidade é descobrir quais valores poderão ser investidos, a partir do exame de quais obrigações você terá que pagar durante o período. 

É este indicador que possibilita uma visão mais aprofundada a respeito da viabilidade de seu orçamento para suportar ou não possíveis investimentos, como comprar ações na bolsa de valores, por exemplo.

Obs.: Você pode criar logo um fluxo de caixa geral, que contemple todas as informações, ou um fluxo de caixa mais enxuto e complementá-lo com outros que analisem situações específicas, como as mencionadas acima.

Continua após a publicidade


Como investir dinheiro: o passo a passo definitivo!


Importância do fluxo de caixa

Manter um fluxo de caixa atualizado é o ponto chave do sucesso financeiro.

Já imaginou controlar algo sem informações? Como saber quanto investir se não se sabe quanto ganha, quanto gasta e quanto sobra?

Muitos não fazem nem ideia de quanto devem, por não terem controle de nenhum dos gastos!

Cada pessoa ou unidade familiar é como se fosse um pequena empresa.

Para que a empresa cresça e prospere é preciso que todos trabalhem em sinergia e com objetivos financeiros bem definidos.

Nesse sentido, um fluxo de caixa também é fundamental, pois além de te dar ferramentas para analisar a saúde financeira da sua “empresa pessoal”, ainda te proporciona uma visão clara para que você trace seus objetivos.

Continua após a publicidade

Fluxo de caixa pessoal

Como já mencionei em tópicos anteriores, nada mais é do que o registro de tudo que se ganha e que se gasta, geralmente segmentado por mês.

Nele, você registrará suas receitas e despesas mensais no momento em que ocorrerem e terá uma base de dados fidedigna para analisar e tomar decisões financeiras compatíveis com o seu orçamento.

Com base nas informações encontradas no seu fluxo de caixa pessoal, é possível agrupar e desagrupar períodos para melhorar a visualização das entradas e saídas de dinheiro.

Por exemplo, se você ganha por semana ou quinzena pode desmembrar seu fluxo em um desses períodos para melhor compreensão.

Continua após a publicidade

Entretanto, se desejar ver os gastos trimestrais, semestrais ou anuais em uma determinada categoria, também é possível apenas agrupando e desagrupando os valores.


Como elaborar um planejamento financeiro pessoal incrível em 13 passos simples


Como fazer um fluxo de caixa?

É possível se utilizar de diferentes tecnologias para fazer um fluxo, como planilhas do excel, aplicativos de controle financeiro e, até mesmo, o bom e velho caderninho.

Obs.: Porém, se optar pelo papel e caneta, a análise dos dados pode ser mais dificultosa de se fazer, uma vez que estará tudo no manual.

O fluxo de caixa é montado a partir de um plano de contas, que pode ser mais ou menos detalhado, a depender dos critérios utilizados na elaboração.

Continua após a publicidade

Por exemplo, você pode escolher colocar na categoria “Transporte” os gastos com gasolina, passagens de ônibus e tickets de estacionamento.

Ou pode segmentar essas despesas para uma visualização mais clara, de acordo com suas necessidades.

Após ajustar o plano de contas à sua realidade e com as categorias e subcategorias devidamente definidas, é a vez de registrar os valores.

O ideal é que as informações sejam inseridas no momento em que ocorrerem, ou pelo menos no mesmo dia, para que não haja o risco de esquecimentos, já que TODOS os gastos e receitas devem ser colocados no fluxo de caixa.

Continua após a publicidade

A dica é: se não tiver como fazer diariamente, faça semanal ou quinzenalmente, mas não deixe para registrar tudo ao final do mês, pois as pequenas despesas do dia a dia podem acabar sendo negligenciadas.

De posse das informações, você pode fazer projeções, gráficos, tabelas, enfim, pode usá-las da melhor maneira que desejar.


Sistema de controle financeiro pessoal: entenda porque é necessário


Controle do fluxo de caixa

Para manter o controle do fluxo, é importante que todos que participem dele.

No caso de famílias, estejam cientes que todo e qualquer gasto deve ser registrado.

Vale destacar, também, que é essencial ter uma periodicidade mínima de alimentação da sua ferramenta de fluxo de caixa.

Quanto mais frequente as atualizações, mais provável que as informações ali registradas sejam as mais exatas possíveis.

Continua após a publicidade

Agora, conheça as ferramentas mais eficientes quando o assunto é montar um bom fluxo de caixa pessoal.

App para o fluxo de caixa

O Mobills é um gerenciador financeiro que pode te ajudar a reunir as informações necessárias para seu fluxo.

Com a vantagem de estar no seu smartphone e, portanto, sempre disponível para ser atualizado em tempo real, ainda conta com muitas outras funcionalidades que podem te ajudar a entender sua situação financeira.

No Mobills, você tem acesso a relatórios detalhados filtrados pelas categorias desejadas.

As opções disponíveis neste caso são:

  • Despesas por categoria;
  • Despesas por conta;
  • Receitas por categoria;
  • Receitas por conta;
  • Saldos por conta;
  • Despesas fixas x variáveis;
  • Receitas fixas x variáveis.

Se você quiser saber quanto gastou em um período específico, pode utilizar a opção de filtro por período.

Continua após a publicidade

Versões do Mobills

Conta, ainda, com gráficos de fácil compreensão que te ajudarão a entender seu fluxo de caixa mensal de maneira individualizada ou através da comparação com outros meses.

Caso você ainda não conheça o Mobills, saiba que ele é o sistema de controle financeiro pessoal mais bem avaliado do Brasil.

O que você está esperando para usar? Comece agora mesmo!

Planilha de fluxo de caixa pessoal

Caso você não goste muito da praticidade e inovação trazida pelos aplicativos para celular, ou se preferir planilhas, uma boa opção para começar a organizar suas finanças é baixar nossa planilha de fluxo de caixa.

Nela, você vai encontrar um plano de contas personalizado, mas que pode ser alterado segundo suas necessidades.

Continua após a publicidade

Os cálculos são feitos automaticamente e retornam sua situação líquida ao final do mês.

A planilha conta também com análise dos resultados obtidos a partir dos dados informados.

Planilha mais simples e prática do que essa, impossível!

Modelo de fluxo de caixa

Este é o modelo de um fluxo de caixa pessoal com base na nossa planilha.

Se quiser ver completo, é só clicar na imagem para ter acesso à nossa página com diversos modelos de planilha e baixar a que desejar.

modelo de fluxo de caixa

Conclusão

O fluxo de caixa é uma ferramenta muito interessante para controlar melhor o seu dinheiro.

Ele permite analisar tanto sua capacidade de pagamento quanto sua saúde financeira.

Você pode criar o seu no caderninho, através de um modelo pronto de planilha ou por meio de um aplicativo de controle financeiro no seu smartphone.

Essa última, a maneira mais eficiente e indicada, diga-se de passagem.

Contudo, independentemente do método escolhido, é fundamental que você use esse conceito que surgiu na Contabilidade para aprimorar o controle das finanças pessoais.


LEIA TAMBÉM:

O que fazer para ganhar dinheiro rápido? Veja 33 ideias de coisas fáceis de vender!

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *