Fiz acordo do cartão, posso voltar a usar? Entenda como funciona e tire suas dúvidas!

Confira nosso artigo e tire suas dúvidas sobre acordo do cartão de crédito.

WhatsApp Image 2022-05-06 at 11.57.41
Heloisa Moraes

Ninguém quer ficar devendo, não é mesmo? Se você está endividado e não consegue pagar a fatura do cartão de crédito, uma renegociação com a instituição financeira ou banco pode ser um caminho para ajustar as contas. E, claro, evitar aquela terrível bola de neve de gastos com o cartão.

Quando o acordo é feito, seja para pagamento à vista ou parcelado, surge uma nova pergunta: fiz acordo do cartão, posso voltar a usar? Para esclarecer todas as suas dúvidas e responder essa questão de uma vez por todas, o iDinheiro, preparou um material completo para você. Confira!

Continua após a publicidade

Como funciona o acordo do cartão de crédito?

O acordo do cartão de crédito é realizado com a instituição financeira ou diretamente com o banco. A ideia é que o cliente efetue o pagamento da sua dívida em atraso, mas com um novo valor, prazo e taxa. Isso pode ser feito à vista ou de forma parcelada.

Quais são os benefícios de fazer acordo do cartão? 

Existem muitos benefícios ao negociar suas dívidas no cartão de crédito. Como já comentamos logo acima, ao fazer um acordo e quitar a sua dívida ou a primeira parcela, seu nome fica limpo. Ou seja, seu nome é retirado dos órgãos de proteção ao crédito. Isso também melhora seu Score (pontuação) junto às instituições financeiras.

Leia também: Como consultar o Score gratuitamente? Veja 4 formas diferentes!

Além disso, com o acordo, você poderá reorganizar sua vida financeira. Por isso, é importante que durante a negociação, você preste atenção aos prazos e as taxas. Sendo assim, poderá se programar para quitar a dívida completamente e recuperar a saúde das suas finanças.

Fiz acordo do cartão, posso voltar a usar?

Por fim, se você está se perguntando “Fiz acordo do cartão, posso voltar a usar?”, saiba que isso irá depender da proposta que foi feita previamente pela instituição financeira e do seu comportamento de crédito. Isso porque, seu limite poderá ficar comprometido. Por isso, reforçamos o ato de prestar atenção às condições durante o fechamento do acordo.

Confira: Qual é o melhor cartão de crédito fácil de aprovar? Veja a resposta!

Entretanto, conforme você pague as parcelas estipuladas, é possível que parte do limite de crédito irá sendo liberado gradativamente ao usuário. Enfim, após a quitação total do acordo, será possível utilizar de maneira plena.

O acordo do cartão é quebrado com quantos dias de atraso?

Como cada instituição financeira ou banco tem suas próprias regras, a quantidade de dias de atraso para considerar que um acordo foi quebrado irá variar. Tenha em mente que quando o pagamento não ocorre no prazo estabelecido, o acordo é quebrado.

icon

Cuidados

Qualquer atraso no pagamento é visto como quebra de contrato. E então, tudo que foi debitado anteriormente volta para o valor original da dívida. Por esse motivo, é importante que os consumidores siga com o planejamento inicial. Dessa forma, é possível evitar as consequências da quebra contratual.

O que acontece se eu fizer um acordo e não conseguir pagar?

Para quem faz um acordo e não paga conforme combinado, as consequências podem ser mais problemáticas do que o endividamento original. Além de ter seu nome inscrito novamente no cadastro de inadimplência, a pessoa pode perder seus bens para que o valor da dívida seja quitado.

Com isso, o dinheiro em conta pode ser penhorado e as negociações com abatimento de juros e multas podem ser dificultadas. Por isso, apesar de ser uma prática comum, não é recomendado quebrar um acordo. Se essa for a sua situação, é necessário resolvê-la o quanto antes.

Vale a pena fazer acordo do cartão de crédito?

Se você não está conseguindo pagar a fatura do seu cartão de crédito, pode ser que valha a pena fazer acordo do cartão. No entanto, é necessário que haja planejamento para isso e comprometimento da sua parte. Faça uma análise da sua situação financeira com calma. Lembre-se de que há consequências graves se não vier a cumprir o contrato, como fizemos questão de mencionar acima.

Saiba mais: Como sair das dívidas do cartão de crédito em 7 passos!

Por isso, é tão importante usar o crédito de maneira consciente para não pagar juros e não se enrolar em dívidas. Se não conseguir pagar o valor total da fatura na sua data de vencimento, busque um empréstimo com juros menores que o rotativo. Isso tudo, com a intenção é trocar a dívida cara por uma mais barata.

Para terminar, invista no seu planejamento financeiro pessoal e se reorganize para recuperar a saúde das suas finanças.

Quer continuar acompanhando publicações como essa? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.