Financiamentos, Notícias

Veja como utilizar o saldo do FGTS para amortizar dívida do financiamento habitacional

Heloísa Vasconcelos
Heloísa Vasconcelos
casa em miniatura, representando fgts para amortizar financiamento habitacional
É possível utilizar o saldo do FGTS para financiamento habitacional, a fim de diminuir prazo ou valor das parcelas a serem pagas. Saiba como realizar operação.

Mutuários que realizaram financiamento habitacional pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH) podem utilizar o  saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para amortizar a dívida. 

A operação pode ser realizada de forma fácil, pela internet. Ao utilizar o saldo disponível, é possível diminuir o valor das parcelas a serem pagas ou o prazo e até mesmo quitar o financiamento, caso o valor em conta seja suficiente.

Continua após a publicidade

Segundo a Caixa, é possível pedir a amortização do saldo devedor dos financiamentos habitacionais quantas vezes desejar. Porém, é necessário esperar pelo menos dois anos para repetir a operação no mesmo financiamento.

Com informações da Agência Brasil.

Como utilizar o FGTS para amortizar financiamento habitacional?

A solicitação da amortização pode ser realizada por meio do aplicativo Habitação Caixa (Android/ iOS), da Caixa Econômica Federal, e na página do banco na internet.

O pedido também pode ser feito por telefone. Basta o mutuário lugar para 3004-1105 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-726-0505 (demais cidades) e digitar a opção 7.

O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h.

Além dos financiamentos do SFH, o saldo do FGTS pode ser usado para amortizar o saldo devedor de autofinanciamentos com as cooperativas habitacionais e o Sistema de Consórcio (SCONS). 

Além disso, a amortização pode ser utilizada em programas governamentais destinados à moradia própria do trabalhador, em âmbito federal, estadual ou municipal.

Consulta do FGTS

Antes de realizar a amortização é importante consultar o saldo disponível em contas. A consulta pode ser feita por meio do aplicativo do FGTS, disponível para AndroidiOS, ou pelo site.

No site, o usuário deve digitar o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física), do NIS (Número de Inscrição Social) ou o e-mail cadastrado e, em seguida, a senha. 

Caso a tenha perdido, o cliente pode pedir uma nova senha. Se nunca tiver acessado a página, o trabalhador pode cadastrar uma senha, mas precisará informar o número do título de eleitor.

Esta matéria foi útil? Então, assine a newsletter do iDinheiro e receba mais notícias sobre financiamentos em primeira mão no seu e-mail.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *