Saiba o que fazer em casos de falhas no PIX

Encontrou falhas no PIX? Saiba como lidar com os problemas de instabilidade do sistema, que foi lançado na última segunda-feira.

Karina Carneiro
Karina Carneiro

Lançado na última segunda-feira, 16, o PIX, novo sistema de pagamentos do Banco Central chegou a apresentar falhas, apesar de a instituição financeira ter negado instabilidade.

Logo no primeiro dia de operação, usuários relataram nas redes sociais alguns problemas de conexão e de transferências para ter acesso ao meio de pagamento. 

Continua após a publicidade

Com o funcionamento liberado recentemente, pode ser normal que esses problemas técnicos ocorram em um primeiro momento. Entenda como resolver possíveis adversidades de maneira simples.

Como lidar com falhas momentâneas no PIX?

O primeiro passo para entender o não funcionamento do sistema é entrar em contato com a instituição financeira que você tem a chave cadastrada. 

Continua após a publicidade

O problema pode ocorrer por conta de instabilidade ou sobrecarga do sistema ou, simplesmente, por alguma questão relacionada ao banco.

Conforme o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em alguns casos das falhas que foram observadas houve problemas relacionados à formatação da chave.

“Não houve nenhuma instabilidade no sistema. Houve um volume de operações que não foram completadas em um banco ou outro, e monitoramos isso. Pode ter havido um erro na formatação da chave pelo banco”, esclareceu.

Entrando em contato com a instituição bancária é possível entender qual o problema atual e como fazer para lidar com a situação no momento. 

Continua após a publicidade

Principalmente em bancos digitais, ao não conseguir realizar as transações com o PIX, é possível realizar o pagamento por outros meios.

Uma dessas opções é fazer o uso da TED, também disponibilizada de maneira gratuita e ilimitada para pessoas físicas em alguns bancos e fintechs. 

Utilizando o PIX

Para utilizar o PIX, é necessário fazer o cadastramento de chaves para receber e fazer o pagamento de contas e títulos, além de transferir dinheiro para pessoas físicas e jurídicas. 

A sua chave de acesso do PIX pode ser:

  • E-mail;
  • Telefone;
  • Dados Bancários.

Além disso, o usuário poderá fazer pagamentos em estabelecimentos físicos usando o QR Code, que também já está disponível.

Continua após a publicidade

Posso escolher não usar o PIX?

Sim, não é necessário utilizar o PIX para realizar transações financeiras. Os meios tradicionais, como DOC e TED, continuam disponíveis.

Porém, os horários de operações continuarão sendo limitados a dias úteis e nos horários específicos de cada instituição financeira. 

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para receber os conteúdos sobre o universo financeiro em tempo real.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.