Notícias

Entra em vigor a suspensão da venda de 11 planos de saúde

Lilian Calmon
close em estetoscópio representando suspensão da venda de 11 planos de saúde

WhatsappLinkedInTwitterFacebookDesde a última quinta-feira, 10, está em vigor a suspensão de planos de saúde para […]

Desde a última quinta-feira, 10, está em vigor a suspensão de planos de saúde para 11 planos, conforme delimitou  Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Oito deles são da operadora Unimed Norte-Nordeste e três são da Unimed de Manaus. 

A decisão se deve às reclamações recebidas pela ANS relacionadas à cobertura assistencial, como o descumprimento de prazos máximos para a realização de consultas, exames e cirurgias ou negativa de assistência. Os resultados do Monitoramento da Garantia de Atendimento são divulgados a cada trimestre.

Continua após a publicidade:

Com informações da Agência Brasil.

Suspensão de planos de saúde: como ficam os usuários

Os quase 26 mil usuários dos planos suspensos não serão afetados pela mudança. A entrada de novos beneficiários como novo cônjuge, filho de beneficiário e ex-empregados demitidos ou aposentados continua sendo autorizada por serem exceções.

Vale lembrar que, quando a venda de um plano de saúde é suspensa, a operadora não pode registrar um novo plano semelhante a ele.

Respostas das operadoras

Em 3 de setembro, quando foi feito o anúncio da suspensão da venda de 11 planos de saúde, a Agência Brasil procurou a Unimed Norte-Nordeste e a Unimed Manaus.

Em nota, a Unimed Norte-Nordeste respondeu que “trabalha para melhorar serviços e que a prestação de serviços médico-hospitalares permanece inalterada e sem qualquer problema ou anormalidade”. A Unimed Manaus não entrou em contato com o veículo desde então.

Ambas só poderão voltar a vendê-los para novos clientes quando apresentarem melhorias no resultado do Monitoramento da Garantia de Atendimento da ANS ao longo de um trimestre.

Veja a lista completa dos planos de saúde com venda suspensa no site da agência reguladora.

Reajustes dos planos de saúde ficam para 2021

Em agosto, por conta da pandemia, a ANS suspendeu o aumento dos planos de saúde por 120 dias, com regras e prazos distintos para planos pessoais, familiares, coletivos e empresariais.

Em janeiro de 2021, as cobranças voltarão a ser feitas de acordo com os percentuais de reajuste anual e de mudança de faixa etária dos usuários.

Quer saber mais sobre a suspensão de planos de saúde? Então, assine a newsletter do iDinheiro e receba tudo em tempo real.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *