Notícias

Plataforma de empréstimo coletivo oferece retorno de 7,15% ao ano

Ana Júlia Ramos
Imagem de um jovem estudando, espera-se que outros sejam impactados positivamente pela plataforma de empréstimo coletivo "do bem"

A plataforma de empréstimo coletivo Sitawi Finanças do Bem abre hoje (9) uma rodada de investimento para organizações socioambientais.

A plataforma de empréstimo coletivo Sitawi Finanças do Bem, em parceria com o Instituto Sabin, abriu nesta quarta-feira, 9, uma rodada de investimento em organizações relacionadas ao meio ambiente. Nela, o retorno é de 7,15% ao ano.

Quem se interessar pela causa tem a possibilidade de emprestar a partir de R$ 1 mil e terá de volta a quantia em parcelas de 30 meses com juros de rentabilidade maior que a maioria dos investimentos de renda fixa.

Continua após a publicidade:

Informações são do Valor Investe.

Juros da plataforma de empréstimo coletivo são de 7,15% ao ano

Além do período para receber o valor de volta, serão adicionados juros de 7,15% ao ano. A porcentagem é equivalente a 0,5778% ao mês e 376% do CDI.

Os números consideram a taxa Selic de 2% ao ano, juros básicos atuais definidos na última reunião do Copom.

Continua após a publicidade

Quem optar por emprestar o dinheiro, poderá impactar duas organizações. Elas são a Manaós Tech e Movimento Eu Visto o Bem.

Ambas são da área socioambiental e, juntas, deverão receber o valor de R$ 800 mil.

Conheça as organizações

A Manaós Tech é uma escola de educação tecnológica localizada em Manaus (AM). Organização tem como objetivo ensinar crianças e adolescentes e desenvolver a criatividade, pensamento crítico e colaboração.

Dessa forma, espera-se que o aluno crie um protagonismo importante para sua juventude. A captação buscada é de R$ 315 mil.

Continua após a publicidade

Com o dinheiro, a organização deve expandir sua atuação para outras cinco escolas de regiões periféricas da cidade. Assim, alunos não precisarão se deslocar até o centro para acessar os laboratórios e conhecimento em robótica, por exemplo.

Por outro lado, a Movimento Eu Visto o Bem é uma organização que emprega refugiadas, imigrantes, detentas e ex-detentas.

Como clientes, apontam empresas de destaque no mercado brasileiro como a Natura e Renner.

O valor buscado é de R$ 483 mil e, com a captação, é buscada a geração de capital de giro para estruturar um curso de empreendedorismo com foco em mulheres presidiárias.

A ideia é ajudá-las a montarem seus próprios negócios após a liberdade, tendo toda a estrutura necessária para começar e avançar.

Continua após a publicidade

Investimento pode ser feito pelo site

Quem quiser participar e investir alguma quantia, é preciso se cadastrar no site. Após enviar as informações, como documento de identidade e comprovantes, deverá responder um questionário sobre investimentos.

Então, será possível fazer a reserva do investimento. Para confirmar, é preciso fazer uma transferência via TED.

A plataforma de empréstimo coletivo informou que monitora ativamente a performance das organizações, assim como o fluxo de recebimento, para que os riscos sejam os menores possíveis.

Se as organizações não honrarem com o compromisso, serão convidadas a ingressar com cobrança extrajudicial em grupo com os demais investidores.

Quer continuar acompanhando as novidades sobre a plataforma de empréstimo coletivoEntão, assine a newsletter do iDinheiro e receba tudo em tempo real. 

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *