Elon Musk sobe no ranking Bloomberg é o segundo mais rico do mundo

Amanda Gusmao
Amanda Gusmão
fachada da Tesla, representando segundo homem mais rico do mundo
Elon Musk vinha subindo de posição desde agosto, alcançando o posto de segundo mais rico do mundo na última atualização do Ranking Bloomberg.

Mudança de posição na última atualização do ranking Bloomberg coloca Elon Musk como o segundo mais rico do mundo.

A crise mundial causada pela pandemia da Covid-19 parece não ter afetado os negócios do fundador da Telsa.

Continua após a publicidade

Isso porque, nos últimos meses, seus negócios e ações prosperaram, fazendo com que sua fortuna totalizasse US$ 128 bilhões.

Assim, com esse resultado, Elon Musk ultrapassou o também bilionário e fundador da Microsoft, Bill Gates.

Crescimento acelerado da fortuna do segundo mais rico do mundo

Elon Musk já figurava entre os mais ricos do mundo. Entretanto, o crescimento acelerado da sua fortuna tem sido observado mais claramente em agosto de 2020.

Evolução da fortuna

  • final de agosto de 2020, a fortuna totalizava US$ 84,8 bilhões, em quarto lugar no ranking dos homens mais ricos do mundo;
  • início de novembro de 2020, subiu para terceiro lugar na lista com um montante de US$ 110 bilhões, tomando a posição de Mark Zuckerberg;
  • final de novembro, somando mais US$ 7,2 bilhões a sua fortuna, Elon Musk ultrapassou e tomou o segundo lugar da lista que antes pertencia a Bill Gates.

Fontes da riqueza do segundo homem mais rico do mundo

O motivo do crescimento acelerado da fortuna de Elon Musk está relacionado à valorização das ações das empresas dele, com valor de mercado de quase US$ 500 bilhões.

Aliás, o próprio Elon Musk é um dos principais investidores das empresas que possui.

Dessa forma, 75% da fortuna do empresário está diretamente ligada ao desempenho das ações, especialmente da fabricante de automóveis Tesla e da SpaceX, de exploração espacial.

Áreas de atuação do bilionário

Além da fabricante de carros elétricos Tesla e da SpaceX, que tem como objetivo a colonização do planeta Marte, o excêntrico economista e físico por formação ainda tem empresas e participações em outras áreas de negócio.

  • Hyperloop, cápsula para transporte subterrâneo em velocidade supersônica;
  • SolarCity, indústria de tecnologias solares que Musk contribuiu no desenvolvimento do conceito;
  • OpenAI, uma instituição sem fins lucrativos para o estudo e pesquisa da Inteligência Artificial e dos efeitos na segurança e comunicação;
  • The Boring Company, para escavação otimizada e gestão tecnológica de túneis para evitar congestionamentos;
  • Neuralink, para pesquisas e desenvolvimento de tecnologias que conectariam o cérebro humano a computadores.

O atual segundo mais rico do mundo, certamente, é um bilionário das tecnologias que diversifica projetos focando em diferentes áreas de interesse.

Ademais, ao que tudo indica, a estratégia parece agradar o mercado e investidores.

A notícia também mexe com o mercado de ações, principalmente porque as ações das empresas de Elon Musk vão integrar um importante indicador, o S&P 500 a partir de janeiro.

Quer acompanhar os desdobramentos dessa notícia e outras novidades do mercado financeiro? Então, assine agora mesmo a newsletter do iDinheiro.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.