Serviços

Dinheiro Transmite Coronavírus? Qual a Opção Segura de Pagamento?

Flávio Mariano
Dinheiro Transmite Coronavírus? Qual a Opção Segura de Pagamento?

Você sabe qual o método mais seguro de pagamento no momento, para evitar a disseminação do coronavírus? Saiba aqui e ainda entenda quais foram as recomendações da OMS.

Artigo foi originalmente publicado pelo site Conta em Banco que, desde julho de 2020, faz parte do iDinheiro. Conteúdo e comentários foram integralmente mantidos.

A COVID-19 é uma doença infecciosa respiratória ocasionada pelo novo tipo de coronavírus, o SARS-CoV-2. O paciente com COVID-19, de acordo o Ministério da Saúde, podem apresentar infecções assintomáticas, que se assemelham a gripes e resfriados, ou até mesmo quadros respiratórios graves, que podem levar à morte. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 80% dos pacientes acometidos pelo novo coronavírus podem ser assintomáticos. Ou seja, não apresentam qualquer tipo de sintomas. E, cerca de 20% podem demandar atendimento médico, por possuírem dificuldades respiratórias. Desta parcela que necessita de atendimento, 5% pode precisar de suporte de ventiladores, por terem insuficiência respiratória.

No Brasil, há mais de 200 mil casos confirmados, e, mesmo com medidas de isolamento que estão sendo implementadas em dezenas de cidades no país, os números continuam subindo. Por isto, é importante que saibamos como este vírus pode ser transmitido, para que possamos nos cuidar. A transmissão do SARS-CoV-2 é feita por meio do ar ou também por contato com superfícies contaminadas com secreções de doentes. Assim, podemos concluir que o dinheiro é um meio de transmissão muito eficiente do novo coronavírus, pois uma nota pode passar diariamente pela mão de milhares de pessoas, inclusive as contaminadas.

Continua após a publicidade:

Por isto, a OMS sugeriu que a forma mais segura de realizar pagamentos, no cenário atual, é por meio de métodos digitais, como transferências, apps de pagamentos, cartões e outros dispositivos com tecnologia NFC, etc. É importante mencionar que as máquinas de cartões não são completamente seguras. Abaixo, saiba mais sobre e entenda como você deve realizar os seus pagamentos com segurança.

É seguro usar as notas de dinheiro?

No cenário atual, em que está ocorrendo uma pandemia devido ao SARS-CoV-2, o novo coronavírus, muitas pessoas estão se questionando qual a melhor forma de realizar pagamentos mas, ainda assim, prevenir a contração e disseminação do vírus. Atualmente, o dinheiro é considerado como um veículo ideal, pois proporciona condições perfeitas para abrigar os agentes patogênicos. As notas são feitas de fibras de algodão, o que é um ambiente perfeito.

Além disso, as notas de dinheiro passam nas mãos de milhares de pessoas, diariamente, e não há como saber se algum indivíduo estava contaminado. Basta apenas que a secreção do contaminado permaneça no dinheiro, e ele seja passado para terceiros, que a cadeira de contaminação estará formada. E, de acordo com pesquisadores da Suíça, os vírus transmitidos pelas secreções podem sobreviver por dias nas notas, o que é ainda mais maléfico.

Pagamento por NFC
No momento, o mais seguro é realizar pagamentos por NFC, sem contato.

Inclusive, a China havia anunciado que estava realizando a apreensão e desinfecção das notas, em fevereiro de 2020. Eles utilizaram altas temperaturas e também raios ultravioletas para esterilizar as notas, para que elas sejam utilizadas novamente sem o risco de serem um agente transmissor do novo coronavírus.

Visto todas estas questão, não é recomendado usar o dinheiro vivo no cenário atual, pois ele é o agente perfeito para transmissão do coronavírus.

Qual método de pagamento é seguro?

Muitas pessoas estão se questionando qual método de pagamento é realmente seguro, visto que o dinheiro não é mais recomendado. De acordo com a OMS, as pessoas devem começar a optar pelos métodos de pagamento digitais, que evitem o contato com qualquer tipo de objeto ou superfície. E, quais são estes métodos de pagamento? Bom, as transferências bancárias eletrônicas, transações por NFC, utilização de aplicativos, como PicPay, dentre outros que realmente evitem o contato.

É muito importante mencionar que as máquinas de cartão não são seguras, e podem até mesmo ser mais maléficas do que a utilização do dinheiro vivo, caso o cliente use o cartão que necessita de passar no aparelho e digitar a senha neste para que a transação seja concluída. Em um supermercado, por exemplo, dezenas de pessoas digitam senhas nas maquininhas, promovendo o contato e transmissão das secreções.

Porém, um jeito completamente seguro de usar as máquinas de cartões é utilizando luvas ou até mesmo um lenço para evitar o contato com as teclas.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *